Booktailors
info@booktailors.com

Travessa das Pedras Negras

N.º 1, 3.º Dto.

1100-404 Lisboa
(+351) 213 461 266

Facebook Booktailors
Twitter Booktailors

FourSquare Booktailors



Facebook Bookoffice


Editoras Nacionais
Livrarias Nacionais
Livrarias on-line
Editoras Brasileiras
Imprensa Brasileira
Blogosfera Brasileira
Eventos no Brasil
Imprensa Internacional

Associações e Institutos de Investigação
Feiras internacionais
Seg, 31/Mar/08
Seg, 31/Mar/08



















Retirado daqui.


por Booktailors às 19:07 | comentar | partilhar

Seg, 31/Mar/08
«Acordo Ortográfico: a perspectiva do desastre

A APEL – Associação Portuguesa de Editores e Livreiros e a UEP – União dos Editores Portugueses, organizam conjuntamente um colóquio sobre o Acordo Ortográfico. O Dr. Vasco Graça Moura apresentará uma comunicação sobre “Acordo Ortográfico: a perspectiva do desastre”.

Várias personalidades de renome ligadas à problemática foram igualmente convidadas.

A conferência terá lugar no próximo dia 3 de Abril, pelas 16:00 horas, no Auditório (Piso 1), da Byblos Livrarias/Amoreiras (R. Carlos Alberto da Mota Pinto, 17, Edifício Amoreiras Square, em Lisboa).

Convidamos o Órgão de Comunicação Social que V. Ex.ª representa a estar presente neste debate, agradecendo desde já que seja feita uma confirmação até ao dia 01 de Abril.


Lisboa, 26 de Março de 2008

As Direcções»

Comunicado assinado conjuntamente.


por Booktailors às 11:05 | comentar | partilhar

Seg, 31/Mar/08
Parece que no mundo associativa nem tudo se encontra sereno, como tem sido referido.

Vejamos então esta posição formal da UEP, tornada pública este sábado:

«Fomos confrontados com a marcação de uma reunião pela direcção da APEL para "deliberar sobre a situação criada" e destinada a "todos os Participantes na Feira do Livro de Lisboa".

Porquê e para quê esta reunião? O que a motiva e qual a nossa posição sobre ela?

O tom algo inflamado do seu texto, a sua inoportunidade e alarmismo não nos fazem perder a serenidade e passaremos a clarificar a nossa posição sobre esta matéria.

Durante dois meses, vários contactos e cinco reuniões formais, desde o passado dia 24 de Janeiro até dois dias antes da convocatória a 25 de Março, tivemos oportunidade de trabalhar com a direcção da APEL no sentido de se organizar conjuntamente a Feira do Livro de Lisboa.

Logo na primeira reunião tivemos oportunidade de informar os nossos colegas daquela associação que um grupo significativo dos nossos sócios, quer pelo número de pavilhões, quer pelos géneros editoriais por si editados com largo número de Autores portugueses representados, vinha colocar uma maior premência no problema - velho de vários anos e Feiras - da liberdade da forma de participar na Feira do Livro de Lisboa.

E que essa questão a não ser tida em conta, poderia criar constrangimentos à sua participação na Feira.

Não se trata de substituir um modelo de pavilhão por outro, melhor ou pior estudado e decidido, mas também ele de utilização obrigatória.

Trata-se sim de dar a cada participante a liberdade de se apresentar como entender - dentro de regras e limites gerais a definir pela organização da Feira - e não de obrigar cada um a estar presente de uma forma determinada.

Cada participante, empresa editorial ou não, tem a sua imagem no mercado, os seus planos de marketing, as suas opções editoriais e de mercado. Estes não são princípios apenas de hoje. Mas apresentam-se agora com maior impacto na vida das empresas.

O que a fórmula tradicional impede - além do desperdício de recursos e perdas de rentabilidade, por exemplo - é a liberdade das empresas se relacionarem com o mercado como é de sua escolha.

Esta preocupação tem vários anos, sempre transmitida aos nossos colegas da direcção da APEL, discutida por Editores em geral há mais de 20 anos e a sua abordagem tem sistematicamente vindo a ser adiada de ano para ano.

No sentido de avaliar melhor qual a posição dos sócios da UEP sobre este assunto levou-nos a organizar, em 12 de Fevereiro, uma reunião que clarificasse de forma inequívoca, sobre qual a sua decisão em relação a esta questão. Posteriormente, junto de cada sócio que não tinha nela participado (e não foram muitos mais), fizemos uma consulta individual sobre o mesmo assunto.

Na sua sequência demos conhecimento à APEL que a totalidade dos sócios da UEP defendia a livre participação na Feira - sempre sujeita a regras a definir pela organização - embora, por um ou outro motivo, alguns entendessem não utilizar essa opção na Feira deste ano.

Ficou assim claro que um conjunto de editores que totaliza cerca de 20 pavilhões tencionavam apresentar-se de forma diferente, aguardando as regras a definir - as quais claramente aceitavam tal como uma localização adequada na Feira - para poder apresentar os projectos da sua participação.

Idêntica consulta foi feita pela direcção da APEL aos seus sócios.

Chegados a um impasse não nos restava alternativa senão consultar a Câmara Municipal de Lisboa, principal apoiante da Feira do Livro e detentora do espaço onde se realiza, e propormos que fosse a UEP a organizar o espaço da Feira que virá a ocupar no Parque Eduardo VII.

Sem "guerras", sem "dramas", insistindo em que seria vantajoso existir uma organização conjunta, mas não abdicando da defesa dos direitos dos seus sócios e disponibilizando-se para correr os riscos da inovação, organizando uma parte da Feira do Livro de Lisboa.

A CML acolheu-nos com entusiasmo, disponível para valorizar a Feira, torná-la mais atractiva, possibilitando que cada vez mais entidades nela possam participar.


Isso mesmo foi transmitido aos nossos colegas da Direcção da APEL por mail do passado dia 20 e na reunião do dia 25 de Março, numa derradeira tentativa de se organizar conjuntamente a Feira.

Nessa reunião foi-nos sugerida a realização de uma reunião de participantes da Feira para se fazer nova consulta sobre o mesmo tema, tentando demonstrar as vantagens das nossas ideias.

Tivemos oportunidade de adiantar que não entendemos que, existindo associações com os seus órgãos sociais legitimamente constituídos, existindo a possibilidade de auscultar os sócios sobre esta matéria, tendo sido concretizada essa consulta quer pela UEP quer pela APEL, fosse necessária nova consulta às mesmas entidades, agora na "qualidade" de Feirantes.

Bem como que, definidos os princípios, consultados os interessados, cabe às duas direcções decidir o que fazer. Não menorizamos as estruturas associativas e as suas direcções, correndo a buscar na "rua" razões que não temos.

Não se trata da "inflexibilidade da posição da UEP", como refere aquele Comunicado

É a realidade que, contraditoriamente, na sua riqueza e plasticidade, é "inflexível".

É ela que nos impele sempre a ter de responder de forma oportuna e adequada às suas solicitações. A estar atentos à evolução das pessoas, das organizações e do mercado. A corresponder ao que, em cada momento, ela espera de nós.

Por isso prosseguiremos a organização de parte do espaço da Feira do Livro de Lisboa como tratámos com os nossos parceiros, bem como prosseguiremos o trabalho conjunto com os nossos parceiros na sua realização.

Por isso não participaremos na reunião agora convocada pela direcção da APEL, bem como aproveitamos para transmitir aos nossos sócios que, na nossa opinião, ela é escusada e desajustada.

Em seu lugar participaremos nesse mesmo dia noutra reunião promovida pelo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Lisboa com as direcções da UEP e da APEL, com o objectivo de melhor organizar a Feira do Livro de Lisboa, de prosseguir a sua organização, dotando-a dos melhores meios, das melhores formas de se integrar na vida da Cidade e dos Lisboetas.

Na defesa do Livro e da Leitura.
Sempre na defesa uma forma "livre" de estar na Feira.

A Direcção
União dos Editores Portugueses


por Booktailors às 10:33 | comentar | ver comentários (5) | partilhar

Dom, 30/Mar/08
Dom, 30/Mar/08
Pena que a APEL não use a blogosfera para fazer passar as suas mensagens. Como não o faz, fica aqui, infelizmente com o atraso de alguns dias, o comunicado de imprensa da instituição acerca do Acordo ortográfico, com o sugestivo título "APEL alerta que o Acordo Ortográfico não está em vigor".

«Perante os mais recentes desenvolvimentos relacionados com o Acordo Ortográfico, em particular a decisão do Governo português e as declarações do Senhor Presidente da República durante a sua visita ao Brasil, a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros – APEL entende ser necessário sublinhar que o Acordo Ortográfico não está em vigor no nosso país.

Este esclarecimento torna-se tão ou mais premente quanto se começava a instalar a ideia – errada – que o Acordo Ortográfico é uma inevitabilidade. Não o é e, como já foi tornado público, a APEL espera que nunca o venha a ser a bem da Língua Portuguesa.

Para além da Conferência do Dr. Vasco Graça Moura organizada pela APEL e a UEP, importa lembrar que está agendado para o próximo dia 7 de Abril um importante debate na Assembleia da República sobre este assunto, que se deseja decorra de forma viva, participada e livre de quaisquer condicionalismos.

Entretanto, a APEL deixa bem claro que todas as edições, da responsabilidade dos seus membros, actualmente disponíveis no mercado não irão sofrer quaisquer alterações.

Livros de ficção e de não-ficção, livros escolares, livros auxiliares de ensino, livros técnicos e científicos, dicionários, gramáticas, prontuários e restantes edições respeitam integral e escrupulosamente as actuais regras da Língua Portuguesa, pelo que continuam a ser instrumentos válidos de leitura e aprendizagem.

A APEL manter-se-á atenta a tudo quanto diga respeito ao processo do Acordo Ortográfico e, sobretudo, procurará sensibilizar os decisores políticos e demais sectores da sociedade para o grave erro que constituirá a entrada em vigor daquele documento.

Lisboa, 26/03/2008


A DIRECÇÃO»


por Booktailors às 16:24 | comentar | ver comentários (3) | partilhar

Dom, 30/Mar/08
Hoje, no JN, um artigo sobre a criação de uma série de filmes, estreados em Portugal este ano, que têm por base... livros. Alguns excertos:

«Ao todo, durante o primeiro trimestre, foram exibidas, nas salas portuguesas, 20 longas-metragens adaptadas de livros.

(...)

Francisco José Viegas, director da revista "Ler", não considera que esta situação seja oportunista, pois "revela, antes de mais, que o romance não morreu e que a arte de contar histórias está ligada à vida da literatura. Há uma intensidade de certos romances, tão absorventes e inquietantes, que pode passar para o cinema".

(...)

Os resultados de bilheteira da maioria dos filmes adaptados de livros e estreados este ano não evidenciam uma adesão empolgante do público. Até pode ser que muitos espectadores procurem a obra original, o que leva Francisco José Viegas a afirmar que os livros ganham sempre com esta situação, mesmo quando o cinema é "perverso porque passa sobre os livros como sobre um campo deserto".

(...)

Nuno Artur Silva admite um empate vantajoso para as duas artes. "Pode ser 'win-win'. Raramente é perde-perde". E o leitor ou espectador? "São sempre duas experiências, o que faz lembrar a anedota das duas cabras a comerem um bocado de película de cinema numa lixeira. Uma pergunta Que tal? E a outra responde: Gosto. Mas gostei mais do livro".»

Sobre este assunto ver também aqui este artigo de Sérgio Almeida.

Etiquetas:

por Booktailors às 12:50 | comentar | partilhar

Dom, 30/Mar/08
Retirado do Covers.


por Booktailors às 12:43 | comentar | partilhar

Dom, 30/Mar/08
O dia foi cheio na passada sexta-feira. Em virtude disso, apenas ontem li os jornais que eram do dia anterior. E por isso apenas ontem tive conhecimento da referência que Isabel Coutinho fez no Ciberescritas ao debate que se realizou na Círculo das Letras, e que contou com as presenças de José Afonso Furtado, Rui Zink e dos booktailors.


Partindo deste evento, que Rogério Santos filmou, disponibilizando alguns excertos, Isabel Coutinho fala da facilidade com que «qualquer pessoa com escassos meios consegue ser criador de conteúdos. E mais, facilmente consegue disponibilizá-los rapidamente, gratuitamente, para todos os que estão ligados em rede».

Isabel Coutinho avança ainda nas desmultiplicações de José Afonso Furtado no ambiente digital. Começa por referir o seu livro, Do papel ao pixel, (incontornável para quem quer perceber o que está a acontecer ao livro impresso, no contexto digital), e refere depois a presença do autor no Facebook e no Hi5 onde mantém um diário... só para amigos: «Se quer ficar a saber coisas importantes como referências à nova coluna de Steven Livy no WP, a concentração das editoras, o novo livro de Roger Chartier ou a disponibilização dos espólios de Raul Lino e Cristiano da Silva na Net, tem que ir ao hi5 e pedir a José Afonso Furtado que o aceite como amigo».


Face a esta trecho de Isabel Coutinho, o Blogtailors torna público aquilo que já avançou em privado: Caro José Afonso Furtado, sinta-se à vontade para disponibilizar a um público mais alargado, via Blogtailors, o seu diário.

(pf)


por Booktailors às 12:20 | comentar | partilhar

Dom, 30/Mar/08

«Repare-se que o Presidente da República foi nomeado doutro honoris causa em Literatura pela Universidade de Goa. Só significa uma coisa: é que este doutoramento veio atrasado. Se lho tivessem dado mais cedo, quando o Sr. António Sousa Lara decidiu o que decidiu em relação ao Evangelho Segundo Jesus Cristo, teríamos assistido a algo absolutamente glorioso: Cavaco Silva a intervir em defesa do livro».

José Saramago in: JL, Nº 978, 26.03.2008-08.04.2008, p.12:

Etiquetas:

por Booktailors às 12:17 | comentar | partilhar

Dom, 30/Mar/08
É já amanhã que se inicia a principal feira de livros infantis.

Com a presença habitual de vários editores portugueses, este ano não será excepção.

Boa viagem e boas-compras.


por Booktailors às 12:16 | comentar | partilhar

Sáb, 29/Mar/08
Sáb, 29/Mar/08
Retirado daqui.


por Booktailors às 12:54 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Sáb, 29/Mar/08
Termina no próximo dia 30 de Abril o prazo de recepção das obras concorrentes à primeira edição do Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís, com o valor do Prémio fixado em 25 mil euros.

O júri Prémio Literário Revelação será presidido por Vasco Graça Moura, sendo que o prémio destina-se a distinguir um romance inédito de autor português, sem qualquer obra publicada no género e com idade não superior a 35 anos.

A edição do romance premiado resulta de um acordo entre a Estoril Sol e a Gradiva.

Etiquetas:

por Booktailors às 12:47 | comentar | partilhar

Sáb, 29/Mar/08
Começa hoje e estende-se até dia 13 de abril a Feira do Livro de Braga, que decorrerá na Grande Nave do Parque de Exposições.



O certame contará com a presença de José Saramago. De destacar ainda as mesas-redondas que decorrerão naquele período e as actividades culturais paralelas como o concerto de Jorge Palma, no Grande Auditório às 21h30, hoje.


por Booktailors às 12:43 | comentar | partilhar

Sex, 28/Mar/08
Sex, 28/Mar/08

Bom fim-de-semana!

Retirado daqui.


por Booktailors às 20:14 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Sex, 28/Mar/08
A Amazon anunciou que apenas venderá obras no sistema print-on-demand, se os mesmos forem produzidos pelo seu próprio sistema de POD - o BookSurge.

Martyn Daniels avisa no seu indispensável Brave New World:

«Next it will only be selling ebooks on its Kindle and in its own Mobibook
format. This will be followed by its decision to only sell audiobooks either
published by its producer Brilliance or that are formatted and protected by its
new acquisition Audible.»

Para continuar a ler aqui.


por Booktailors às 20:06 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Sex, 28/Mar/08
José Mário Silva comenta o ingresso de Paulo Teixeira Pinto no mundo dos livros, via Guimarães Editores.


por Booktailors às 17:02 | comentar | partilhar

Sex, 28/Mar/08
Sebastian Horsley, autor inglês que obteve imenso sucesso com a sua biografia Dandy in the Underworld - obra essa onde o autor relata a sua vida no submundo inglês, com descrições fortes do abuso de drogas e da prostituição - foi impedido de entrar nos EUA, onde ia fazer uma Book Tour de promoção do seu livro.

Para além de ter sido proibido, aparentemente porque «travelers who have been convicted of a crime involving moral turpitude or admit to previously having a drug addiction are not admissible», segundo a porta-voz local, foi também submetido a um inquérito de mais de oito horas, onde o autor teve de explicar bem a sua história de abuso de drogas e de prostituição masculina.

Não teria sido mais fácil comprar o livro?

Etiquetas: ,

por Booktailors às 10:26 | comentar | partilhar

Sex, 28/Mar/08
O genial autor de ficção histórica e científica (sim Luís, preciso da tua ajuda para falar deste autor) acaba de anunciar uma mudança de residência: a Atlantic Books.

Em Portugal os livros de Stephenson (vencedor do Prémio Arthur C. Clarke) encontram-se parcialmente publicados, alguns na Presença e, mais recentemente, na Tinta-da-China, com o mui famoso e incrível «Ciclo Barroco», uma série de oito livros que perpassa a História do século XVII e XVIII.
Os dois primeiros romances, pertencentes à primeira trilogia do ciclo, que se chama «Argento-vivo», já estão no mercado, pois acaba de ser anunciado o 2.º volume «O Rei dos Vagabundos».

Etiquetas:

por Booktailors às 10:25 | comentar | ver comentários (3) | partilhar

Sex, 28/Mar/08
Arthur C. Clarke morreu, como já foi anteriormente anunciado aqui.

No entanto, o prolífico autor radicado no Sri Lanka ainda se mantinha activo e é, agora, anunciado o seu último livro (literal e literariamente falando) que se chama O Último Teorema, e será publicado pela Gollancz (editora inglesa pertencente à Orion Books, especializada em Ficção Científica e Fantasia, cujo nome se deve a Sir Viktor Gollancz, editor de George Orwell e um dos raros judeus a pedir apoio público ao alemães derrotados após a II G.M.).

Etiquetas: ,

por Booktailors às 10:23 | comentar | partilhar

Sex, 28/Mar/08
Vale a pena acompanhar a mudança de casa do Pedro Rolo Duarte para descobrir as histórias, ou simplesmente as capas, de revistas actuais (como a Visão) e de outros tempos (como a Preguiça ou a Kapa)...






por Booktailors às 10:21 | comentar | partilhar

Sex, 28/Mar/08
«Para mim, a televisão é muito instrutiva. Quando alguém a liga, corro à estante e pego um bom livro para ler.»



Groucho Marx

Etiquetas: , ,

por Booktailors às 10:19 | comentar | partilhar

Sex, 28/Mar/08
Sabem o que fez mesmo falta esta Páscoa?

- Livros de chocolate.


Já existe de tantas outras coisas, porque não destes?

Etiquetas:

por Booktailors às 10:18 | comentar | partilhar

Sex, 28/Mar/08
O gigante internacional Bertelsmann anunciou quebras importantes nas suas contas, em particular no outro lado do atlântico, na estrutura da Random House.

O resultado é aquele que já foi anunciado há alguns meses: pensam vender parte das estruturas de música (EMI), clubes do livro e editores de DVDs.

Não se espera que por cá afecte a Círculo de Leitores, excepto na disponibilização de fundos para aquisição de empresas em portugal.

Ver aqui.


por Booktailors às 10:17 | comentar | partilhar

Sex, 28/Mar/08
Em Londres tudo se prepara para comprar e vender e a PW perguntou aos principais editores/agentes americanos o que levam este ano para colocar nas mesas.

As respostas podem ser vistas aqui.


por Booktailors às 10:16 | comentar | partilhar

Sex, 28/Mar/08



Junto à estação de comboios da CP do Areeiro. Até dia 31 de Março.





Etiquetas:

por Booktailors às 10:15 | comentar | partilhar

Qui, 27/Mar/08
Qui, 27/Mar/08

Paulo Teixeira Pinto comprou a Guimarães Editores, a editora que deve grande parte do seu reconhecimento (actual) a Agustina Bessa-Luís.

Mais desenvolvimentos no Da Literatura, de Eduardo Pitta.


por Booktailors às 12:42 | comentar | partilhar

Qui, 27/Mar/08
A Livrododia é uma boa livraria. O Luis Cristóvão é um bom livreiro. O Luis é também poeta e é também editor na Livrododia (a marca assume as duas vertentes).

Por isso, não surpreende que por estes dias a livrododia ande na boca do mundo. Sendo gestor de uma livraria fora dos grandes centros urbanos (Torres Vedras), não alinhado em qualquer centro comercial, o seu responsável sempre apresentou essa realidade não como uma desvantagem, mas como uma oportunidade. E sempre teve um discurso de que com pouco consegue-se fazer muito.

Passando das palavras aos actos, o Luís Cristóvão implementou uma ideia muito simples, (acho que em linguagem de invejoso, isto diz-se de outra maneira: pouco original): compensar as emissões de CO2 decorrentes da actividade da editora, através da plantação de árvores na zona de... Torres Vedras.

E com isso chega ao Diário Digital, Rádio Renascença, Página de cultura da RTP, Público (não há ligação directa), ABC do ambiente, entre outros,....

Já agora... a compensação cifra-se nas 20 árvores. O que pelas minhas contas, excluindo o trabalho braçal, deverá dar qualquer coisa astronómica como.... 1/50 do valor de uma página de publicidade....


por Booktailors às 11:35 | comentar | partilhar

Qui, 27/Mar/08
O Sobre Edición acaba de publicar um post, no qual explica como editar um livro de cozinha.

Para ler aqui.


por Booktailors às 10:57 | comentar | partilhar

Qui, 27/Mar/08
Retirado daqui.
-----
Encontram-se abertas as inscrições para o novo Curso de Técnicas de Revisão, conduzido por Hélder Guégués. Mais informações aqui.

Em breve anunciaremos mais acções de formação da Booktailors, sendo que o muito solicitado curso de Produção e orçamentação gráfica arrancará em breve.

Entretanto, e respondendo aos comentários e e-mails, sugerindo que nos desloquemos a outras zonas do país para realização das acções de formação: a vontade ir ao Porto (ou Póvoa, ou Aveiro, ou Coimbra, ou Beja, ou Faro, ou ...) é muita. O problema é apenas um: não temos instalações em nenhuma destas zonas para poder realizar os cursos. Mas se souberem de alguma solução...


por Booktailors às 00:50 | comentar | partilhar

Qui, 27/Mar/08
Na América o mercado já se decidiu, durante os meses de Setembro e Outubro não haverá rentrée e todas as montras estarão ocupadas com o mercado editorial das eleições.
Muitos pesos pesados aproximam-se dos escaparates e a literatura dá lugar à política.

Será que o facto de isso não acontecer habitualmente em Portugal é sinal de evolução cultural ou atraso no mercado?


por Booktailors às 00:49 | comentar | partilhar

Qui, 27/Mar/08
Na passada semana, o Comendador (na sua habitual última página da Única - 98) dirigiu-se a Pinto Ribeiro. Aqui ficam alguns excertos:


«Pessoalmente, fico feliz com a entrada em vigor do acordo. Não preciso do c do Actual nem do p do Óptimo nem do c de Direcção, nem do p de Baptista. Aliás, nem preciso do h de Henrique, nem os tipos querem que ele lá fique, sem se preocuparem com o acréscimo de custos de tinta que isso tem para os Henriques, Humbertos, Hugos, Homeros e outros prejudicados pela grafia antiga.

Quero, porém, alertar-te para outros acordos que falta fazer. Se vamos conseguir uma excelente unificação ortográfica com o Brasil, ainda estamos longe de fazer o mesmo com as empregadas domésticas, os taxistas, os senhores do talho, os donos de tascas, o Dr. Jorge Coelho e o Comendador Joe Berardo, embora este último possa ser, em bom rigor, proibido de pertencer à Comunidade de Países de Língua Portuguesa.


Por exemplo, quando o Dr. Jorge Coelho diz: «Os portugueses há-dem ver» há que pôr isto no acordo. Porque não é só o Dr. Coelho, são milhões de portugueses que dizem aquele há-dem sem pestanejar. Há que lhe dar a equivalência a hão-de.

(...)


Resta, depois, unificar a ortografica, com o Dr. Vasco Graça Moura. Vai demoar mais tempos, porque, segundo sei, o reputado poeta, deputado e escritor vai escrever como no tempo de Fernão Lopes só para chatear.»


Comendador Marques de Correia, revista única, 21.03.2008, p. 98.


por Booktailors às 00:45 | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Qui, 27/Mar/08
O Expresso começou no passado sábado uma colecção que pretende explicar os Descobrimentos aos mais novos. Serão 12 livros inéditos ilustrados pelo André Letria acompanhados de outros tantos CD lidos por Bárbara Guimarães. No passado sábado foi apenas distribuído um poster explicativo do período das Descobertas. Os livros e CD começarão no próximo sábado.

Etiquetas:

por Booktailors às 00:41 | comentar | partilhar

Qua, 26/Mar/08
Qua, 26/Mar/08
Não se esqueçam de ir, amanhã, à Casa Fernando Pessoa, para mais uma sessão dos Livros em Desassossego.

«O semanário Expresso foi acusado de censurar uma crítica literária a respeito do último romance de Miguel Sousa Tavares. O jornal alega que o texto não tinha a qualidade necessária para ser publicado. O caso levanta interrogações sobre os limites e as obrigações da crítica literária na imprensa. É esse o tema em discussão na sessão de Março dos Livros em Desassossego com as presenças de Clara Ferreira Alves, Pedro Mexia e José Mário Silva.
Nuno Júdice vem apresentar o seu novo livro de poesia a publicar em Abril, A Matéria do Poema, e Maria da Piedade Ferreira, a editora da Oceanos, vem falar de três livros recentes que gostaria de ter podido publicar.
Carlos Vaz Marques modera.
A entrada é livre.
Quinta, 27 de Março, 21h30, na Casa Fernando Pessoa.»


por Booktailors às 19:39 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Qua, 26/Mar/08





Etiquetas:

por Booktailors às 17:59 | comentar | partilhar

Qua, 26/Mar/08
Apesar de ainda não ter iniciado o 2.º curso de revisão de texto, agendado para a próxima semana, temos o prazer de anunciar um terceiro curso.
Desta feita, e de modo a conseguirmos alargar as valências e as abordagens que pretendemos dar nas nossas formações, teremos um novo formador.

Curso de Técnicas de Revisão (livros e periódicos)

Por Helder Guégués: tradutor, revisor e consultor linguístico. Tem colaborado com diversas editoras, como Bizâncio, Cavalo de Ferro, Editorial Estampa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, Padrões Culturais, Relógio D'Água, Temas e Debates, revistas Além-Mar, Audácia e Evangelizar Hoje, entre outras. Tem pós-graduação em Revisão de Texto e curso de Especialização para Técnicos Editoriais, sendo mais conhecido como bloguer, no espaço de referência nacional de revisão Assim Mesmo.

Objectivo geral: dar a conhecer os rudimentos da actividade de revisão de texto, tendo em vista o mercado da edição de livros e das publicações periódicas.

As sessões são teórico-práticas, com ênfase na vertente prática. Exercícios com casos reais.

Público-alvo: quem pretenda iniciar-se na profissão de revisor de texto, ou quem, trabalhando já na área editorial, não possua noções básicas de revisão de texto.


Objectivos específicos:
- Conhecimento das principais fontes de referência a que recorrer em caso de dúvida nas áreas da ortografia, da gramática, ou outras.
- Utilização de ferramentas informáticas em revisão de texto: em que nos podem ajudar e quais os seus limites.
- Conhecimento dos métodos de trabalho e construção de ferramentas personalizadas de apoio: por onde começar e o que não esquecer num trabalho de revisão de texto. Elaboração de uma lista de verificação.
- Introdução aos sinais de revisão: quais são e como devem ser utilizados.


Dados técnicos:
N.º de sessões: 6.
Datas: 2.ª, 3.ª e 5.ª das duas últimas semanas de Abril (dias 21, 22, 24, 28, 29 e 30 de Abril). A última sessão será na quarta-feira, devido ao feriado de 1 de Maio.
N.º horas/sessão: 3h.
Horário pós-laboral (18:30-21:30).
Total de horas: 18 horas.
Preço: 210,00 euros (desconto de 10% para ex-alunos e estudantes).

Para pré-inscrição, por favor envie CV (com a referência: Formação Revisão 1C) para: info@booktailors.com.
Dá-se preferência aos alunos que não conseguiram vaga para entrar nos dois primeiros cursos de revisão.

Inscrições limitadas ao stock existente

A formação decorrerá, como habitual, no Bookoffice - Rua Nova do Almada, 59 - 3.º, Lisboa.



por Booktailors às 17:04 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Qua, 26/Mar/08
«O Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância foi atribuído à obra «O Livro da Avó», de Luís Silva, anunciou hoje a Fundação Bissaya Barreto, que celebra este anos cinquenta anos de existência»

Mais desenvolvimentos no Diário Digital.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 13:05 | comentar | partilhar

Qua, 26/Mar/08
«O ministro da Cultura, José António Pinto Ribeiro, assegurou hoje que não existe «nenhum obstáculo nem nenhuma razão política» que impeçam a ratificação do Acordo Ortográfico pelos membros da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP»

Mais desenvolvimentos no Diário Digital.


por Booktailors às 13:03 | comentar | partilhar

Qua, 26/Mar/08


Retirado daqui.
´
Encontram-se abertas as inscrições para o novo Curso de Técnicas de Revisão, conduzido por Hélder Guégués. Mais informações aqui.


por Booktailors às 00:08 | comentar | ver comentários (3) | partilhar

Qua, 26/Mar/08
A obra de Irvine Welsh, que teve adaptação a cinema com uma memorável interpretação de Ewan McGregor, poderá vir a ter uma prequela.

«The ultra-realistic chronicler of heroin addiction in mid-1980s Edinburgh is to go back a couple of years in his new book, to chart the decline of the Trainspotting crew from young guys looking for a good time, to the full-on smackheads so memorably brought to life in the novel...»

Mais desenvolvimentos no Independent.


por Booktailors às 00:07 | comentar | partilhar

Qua, 26/Mar/08
A lista de candidatos ao Orange já foi anunciada e há uma conclusão que salta à vista: 7 dos 20 livros nomeados são primeiras obras. A shortlist será revelada a 15 de Abril deste ano.

Pode consultar a lista completa no Guardian.


por Booktailors às 00:05 | comentar | partilhar

Qua, 26/Mar/08
A menos de um mês do início da LBF, começam a revelar-se detalhes da iniciativa. Aqui ficam alguns:

- A APEL irá participar pela primeira vez na LBF, partilhando o pavilhão com a Plátano Editora;

- Estarão presentes 1,550 expositores de 62 países;

- 58% dos expositores são estrangeiros, tendo havido um crescimento dos participante das do Leste da Europa;

- Roménia e Rússia participarão pela primeira vez na LBF. A Rússia preparou para esta semana uma iniciaitva específica: "Russian Literature Week in London".

- Pela primeira vez, existirá um The Gourmand/London Book Fair Cook Book Corner, em parceria com a The Gourmand World Cook Book Awards.

- Sebastian Faulks, Alaa Al Alswany e Francesca Simon estarão na feira

- Haverá diversas acções de formação ao longo da Feira;

- A organização da Feira tratará de efectuar diversas entrevistas aos participantes, que estarão disponíveis para download no site oficial;

Mais desenvolvimentos aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 00:04 | comentar | partilhar

Qua, 26/Mar/08
A escultura chama-se rewriting, foi desenhada por Olafur Eliasson, mede 9 metros de altura e está à entrada dos escritórios da KPMG em Munique.

O nome não poderia ser mais a propósito

Retirado daqui (onde podem ver mais imagens da escultura).


por Booktailors às 00:02 | comentar | partilhar

Qua, 26/Mar/08
«"Já cá não estarei quando o Acordo Ortográfico entrar em vigor. Seis anos é muito tempo para alguém com 85 anos. Espero sinceramente que o senso comum não falte, que não se entre em guerras do alecrim e da manjerona e que corra tudo bem. Desejo bons êxitos e muitos livros bons, escritos à antiga ou à moderna, e que não me obrigues a mim a escrever de outra maneira nos poucos anos de vida que me restem".»



José Saramago, 1º caderno do Expresso, 15.03.2008, p. 16.


por Booktailors às 00:01 | comentar | partilhar

Ter, 25/Mar/08
Ter, 25/Mar/08
...uma excelente iniciativa. Do Público.

Agora só falta começarem a publicar de novo o suplemento Digital....


por Booktailors às 11:35 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Ter, 25/Mar/08
«O Presidente moçambicano, Armando Guebuza, afirmou (....) que Moçambique "está a analisar o Acordo Ortográfico" e "um dia vai assiná-lo", mas não se comprometeu com qualquer data.»

Mais desenvolvimentos na Página de Cultura da RTP.


por Booktailors às 10:42 | comentar | partilhar

Ter, 25/Mar/08
Luiz Schwarcz, Editor da Companhia das Letra, admitiu que foi sondado pelos responsáveis da Leya. O editor é contundente: "Não há a menor possibilidade de venda". Ao que parece, também já outras editoras brasileiras rejeitaram a investida da Leya..

Fonte: JB Online.


por Booktailors às 10:28 | comentar | ver comentários (4) | partilhar

Ter, 25/Mar/08
A Penguin anunciou recentemente que parte das suas obras serão disponibilizadas gratuitamente em formato .pdf. Esta regra será aplicada a todos os novos livros publicados a partir de agora, sendo que a editora já disponibiliza outras obras anteriores a esta data.


«These aren't just the first few pages of our books, they aren't extracts arbitrarily chosen from the 'best bits'. We include full prologues, the entire opening chapter, in many cases several chapters. We want the reader to decide for themselves whether this is the book they want to read.» Parece-nos bem.



Mais desenvolvimentos aqui.


por Booktailors às 10:27 | comentar | partilhar

Ter, 25/Mar/08
O Booktrust Teenage Prize 2008 apresentou o juri da edição deste ano. Para verificar aqui o perfil dos quatro profissionais: Amanda Craig, Emma Sherriff, Julia Bell, John McLay e Matthew Sawyer.



O vencedor será anunciado a 18 de novembro de 2008.


por Booktailors às 10:27 | comentar | partilhar

Ter, 25/Mar/08
O TimesOnline apresenta-nos aqui os candidatos ao Prémio Sunday Times Young Writer. A este prémio podem candidatar-se todos os autores britânicos com menos de 35 anos. Encontram-se na corrida quatro nomes: Adam Foulds, Nikita Lalwani, Robert Macfarlane e James McConnachie .


por Booktailors às 10:25 | comentar | partilhar

Ter, 25/Mar/08







Retirado daqui.


por Booktailors às 10:24 | comentar | partilhar

Seg, 24/Mar/08
Seg, 24/Mar/08

A nova editora do Grupo Editorial Plátano, que se dedica em exclusivo ao segmento feminino, já tem um website na net. Podem encontrá-lo aqui. O site neste momento disponibiliza já as capas e algumas informações sobre as obras da editora, tendo na homepage, à cabeça, a magnífica obra de Philippe Grimbert, intitulada Um segredo (não confundir com o sucesso de Rhonda Byrne).

Etiquetas:

por Booktailors às 15:03 | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Seg, 24/Mar/08

Hidemi Omae, tradutora japonesa, encontra-se em Lisboa a verter para o japonês a obra ‘As Pequenas Memórias’, de José Saramago.

Esta tradução será posteriormente corrigida, juntamente com outros linguistas, por Okamura Takiko, que traduziu ‘O Ano da Morte de Ricardo Reis.

Esta jovem tradutora de 28 anos tem já um próximo objectivo: traduzir para o japonês a obra Jangada de Pedra.

Mais desenvolvimentos no Correio da Manhã.

Etiquetas:

por Booktailors às 14:59 | comentar | partilhar

Seg, 24/Mar/08
Uma edição rara da obra O Hobbit, de Tolkien, foi licitada por 60,000 libras. Este exemplar, que contava com uma nota de agradecimento do autor ao amigo Elaine Griffiths, tornou-se assim na obra de Tolkien a atingir o valor mais elevado em leilões.


Nesta sessão, foi ainda a leilão um exemplar da primeira edição do livro no estrangeiro, bem como um exemplar daquela que é tida como a última foto do autor.


Mais desenvolvimentos no TheGuardian.


por Booktailors às 11:21 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Seg, 24/Mar/08
Para já fala-se em seis milhões de euros e o negócio envolve apenas a área editorial.

Com esta aquisição, a Pergaminho junta-se ao Círculo do Leitores, Quetzal e Temas & Debates e Bertrand, inclusive retalho e distribuidora.

Mário Moura referiu ao Jornal de Negócio que a empresa foi cortejada por outros grupos (Grupo Leya, Porto Editora, Planeta e a Explorer Investments).

Recordamos que esta notícia já fora avançada por nós em Dezembro de 2007. 1x2.


por Booktailors às 10:34 | comentar | partilhar

Seg, 24/Mar/08

Campanha de imprensa lançada no Brasil para divulgar a reedição da obra de Jorge Amado, iniciativa já aqui retratada no Blogtailors. A campanha tem como conceito "Por que Jorge é amado", tendo sido executada pela AlmapBBDO.


por Booktailors às 10:29 | comentar | partilhar

Seg, 24/Mar/08
«Se um livro é mau, nada o pode desculpar; sendo bom, nem todos os reis o conseguem esmagar»




Voltaire

Etiquetas:

por Booktailors às 10:22 | comentar | partilhar

Seg, 24/Mar/08
Há prémios que não se devem falar, mas este não é um deles.

Ainda não cansados de livros sobre prostitutas e afins, foi agora criado uma nova selecção de livros, da responsabilidade da AbeBooks, chamado «Hooker Prize», e que pretende elencar os best of the best desse invulgar segmento.

O trocadilho com o Booker é inevitável e até engraçado, havendo certamente muitas pessoas que estarão atentas aos principais finalistas, de modo a escolher a leitura apropriada para as noites frias de Inverno.


por Booktailors às 10:20 | comentar | partilhar

Seg, 24/Mar/08
Na passada quarta-feira, conforme anunciado, deu-se o debate subordinado ao tema do futuro do livro. Estiveram presentes José Afonso Furtado, Rui Zink e estes vossos dois criados.


O professor Rogério Santos, como não poderia deixar de ser, filmou tudo e colocou on line alguns excertos. Para ver aqui.


O Carlos Pinheiro também referiu o debate no Caderno de Teoria de Edição. Apenas uma nota: Rui Zink defendeu o acordo ortográfico, eu mostrei-me contra. Mas estivemos longe de protagonizar "uma breve mas intensa discussão sobre a implementação do Acordo Ortográfico" :-). Ou melhor, foi breve, mas não foi intensa.


(pf)



por Booktailors às 10:15 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Seg, 24/Mar/08























Roubado daqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Dom, 23/Mar/08
Dom, 23/Mar/08
João Pedro Oliveira, ontem no DN, fala das novas edições de Asterix, que são responsabilidade da Asa.

Para ler aqui.


por Booktailors às 17:55 | comentar | partilhar

Dom, 23/Mar/08
Hoje, no Diário de Notícias, a notícia de um alegado livro que terá sido escrito por um computador. O livro chama-se True Love.wrt, tem 320 páginas e é uma variação do romance de Tolstoi, Anna Karenina. O livro terá sido feito em três dias, com um programa de computador - o PC Writer 1.0

«Ao jornal espanhol El País, aquele responsável [Alexander Prokopovich] explicou que o software desenvolvido criou automaticamente o enredo, a partir de modelos e de padrões de acção-reacção entre as personagens, retirados a obras de outros 13 escritores de várias nacionalidades, além de Tolstoi e Murakami. »

A tese de a obra ter sido escrita por um ghostwriter não foi abandonada...


por Booktailors às 17:43 | comentar | partilhar

Dom, 23/Mar/08
«Nunca entendi como dois homens se podem juntar para escrever um livro. Para mim, é como precisar de três pessoas para produzir um filho.»

Evelyn Waugh

Etiquetas: ,

por Booktailors às 17:02 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Dom, 23/Mar/08
A Christie's colocou a leilão um exemplar de «Harry Potter e a Pedra Filosofal», referente à primeira edição da Bloomsbury em 1997 e que teve uma escassa tiragem de 500 exemplares .

A obra foi vendida por 28.212 euros, mais do dobro que o esperado.

Mais desenvolvimentos na Agência Financeira.

Etiquetas:

por Booktailors às 12:44 | comentar | partilhar

Dom, 23/Mar/08















Roubado daqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 00:45 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Sáb, 22/Mar/08
Sáb, 22/Mar/08
Chegou ao mercado uma nova editora de pendor infanto-juvenil. Chama-se Bruáá, tem a sua sede na Figueira da Foz e estreou-se este mês com o livro ""A Árvore Generosa", de Shel Silverstein, traduzido em mais de 30 línguas. A obra terá uma tiragem de 1500 exemplares.

Devido à ligação da primeira obra com a ecologia, "A Árvore Generosa" contará com o apoio na divulgação da Direcção-Geral dos Recursos Florestais e das organizações ambientalistas Quercus e Liga para a Protecção da Natureza, onde a obra será lançada, tal como a editora, no dia 24 de Março, pelas 18:30.


A Bruaá, que se define como "uma pequena empresa quase familiar", irá editar seis livros de autores estrangeiros, cinco deles inéditos em Portugal. Posteriormente, dar-se-á a abertura do catálogo a autores portugueses. Miguel Gouveia, editor, aponta como característica distintiva da editora a publicação de obras inéditas.


por Booktailors às 00:04 | comentar | ver comentários (5) | partilhar

Sáb, 22/Mar/08











Roubado daqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 00:03 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Sáb, 22/Mar/08
«Também no mercado do livro, sobretudo ao nível dos manuais escolares, a presença portuguesa é bastante forte - até 2007 a Moçambique Editora e a Plural Editores, das portuguesas Texto Editora (agora do grupo Leya) e Porto Editora, detinham o maior quinhão, com uma produção anual de mais de 20 milhões de livros escolares e um encaixes acima de oito milhões de euros.»



Na página de economia da RTP, a propósito dos convites endereçados por Cavaco Silva aos empresários portugueses para o acompanharem na viagem oficial a Moçambique (24 a 26 de março).


por Booktailors às 00:02 | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Sáb, 22/Mar/08
«No ano passado, a Biblioteca Nacional de Portugal angariou 251 mil euros em mecenato para os seus projectos, o que representa um aumento de 160 mil euros relativamente a 2006, revelou hoje o director da entidade.»

Mais desenvolvimentos no jornal Público.

Etiquetas:

por Booktailors às 00:01 | comentar | partilhar

Sex, 21/Mar/08
Sex, 21/Mar/08
A ler o artigo de Isabel Pires de Lima, intitulado "Pior a emenda que o soneto?" e que foi publicado no jornal Sol, do qual destacamos alguns excertos:

«Estou certa de que a maioria esmagadora dos portugueses continua a não entender o que realmente se passa relativamente à questão do famoso Acordo Ortográfico assinado em 1991.

(...)

Então o que é que realmente se passou na última semana? Apenas isto: o Governo decidiu pedir uma moratória de seis anos para aplicar o acordo, tempo considerado indispensável para adaptar edições, designadamente escolares, dicionários, prontuários… à nova ortografia.

(...)

Como qualquer acordo meramente ortográfico não vai contribuir, como muita gente ingenuamente pensa, para aproximar as diversas variantes que o Português hoje contempla no espaço da CPLP, exactamente porque é ortográfico e toda a língua viva move-se independentemente da ortografia que a normaliza e pretende fixar. Poderá contribuir, claro está, para a sedimentação de um mercado único do livro no seio da CPLP cuja liderança será mais disputada entre Portugal e Brasil. E poderá contribuir – o que, isso sim, é muito preocupante – para romper a unidade ortográfica que, apesar de tudo, hoje existe no seio de todos os países da CPLP com exclusão do Brasil, se não for garantida (coisa que se me afigura algo difícil de obter) a simultânea adesão e aplicação do acordo por parte de todos os países. Caso contrário poderá até acontecer um cenário perverso de fragmentação – a criação de uma unidade ortográfica entre Portugal e Brasil, com África de fora; ou mesmo o aparecimento de três blocos, Portugal (com nova ortografia daqui a seis anos), África mantendo a actual (europeia) e Brasil continuando com a sua. Lembro que o Brasil não mudou a sua ortografia em acordos anteriores…»


por Booktailors às 12:21 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Sex, 21/Mar/08
Aqui pode ser encontrado o programa preparado pelo CCB para celebrar o dia Mundial da Poesia.

A iniciativa recebeu o nome de Poesia sem Limite e é uma organização conjunta do Centro Cultural de Belém e do Plano Nacional de Leitura.

Etiquetas:

por Booktailors às 11:58 | comentar | partilhar

Sex, 21/Mar/08
«O Amor nos Tempos de Cólera é um filme que poderá de servir de sintoma da importância desse combate ecológico. Há muito tempo não se via um objecto de cinema (?) que, de forma tão preguiçosa e acomodada, se submetesse às convenções mais simplistas do espaço telenovelesco. Da prosa de Gabriel García Márquez apenas resta aquilo que, por definição, é secundário na riqueza literária de um romance. A saber: o fio das peripécias. A partir daí, tudo se torna pitoresco e decorativo, com os pobres actores a falarem um inglês "espanholado" para nos tentarem convencer da verosimilhança histórica dos ambientes. Este é um daqueles filmes em que, não havendo ideias narrativas consistentes, tudo se "cola" com vozes off mais ou menos "informativas", ao mesmo tempo que se sujeitam os actores a mudar de cabeleira ou bigode para garantir a ilusão gratuita do seu envelhecimento.

Na verdade, importa lembrar algo de muito sereno: a grande tradição romanesca do cinema, essa que vai de E Tudo o Vento Levou (1939) a O Paciente Inglês (1996), nada tem a ver com estes exercícios televisivos que se servem da literatura apenas como caução para a sua medíocre estética televisiva. Dir-se-á que um filme destes pode trazer novos leitores para a grande literatura. Provavelmente, sim. Mas, ainda aí, vale a pena discutir o assunto no plano da difusão cultural e perguntar: não será esta uma via restritiva e, em última instância, equívoca de entendimento do trabalho literário? Tenho consciência que a minha resposta é culturalmente minoritária, mas é uma resposta afirmativa.»

Retirado daqui, via Companhia dos Animais.

Etiquetas:

por Booktailors às 11:40 | comentar | partilhar

Sex, 21/Mar/08
Hoje, no Diário XXI, o sorteio de uma obra da Livros de Seda... ups... acabámos de dar a resposta.

Aqui.

(A Companhia dos animais referiu a editora aqui. A Visão reproduziu igualmente o press da Lusa no seu website).


por Booktailors às 11:31 | comentar | partilhar

Sex, 21/Mar/08













Roubado daqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 00:02 | comentar | partilhar

Qui, 20/Mar/08
Qui, 20/Mar/08
Algumas referências surgidas na comunicação social sobre a Livros de Seda:

- Diário Digital;
- RTP;
- Dinheiro Digital;
- Página do Millenium BCP;
- Sabor a Sal (blog);
- O Meu Ponto G (blog);
- Jornal de Negócios;

Etiquetas: ,

por Booktailors às 18:46 | comentar | partilhar

Qui, 20/Mar/08


por Booktailors às 12:53 | comentar | partilhar

Qui, 20/Mar/08
«Mal-estar, angústia, indefinição quanto aos objectivos editoriais, instabilidade. Estas são algumas das palavras usados por alguns funcionários das editoras que constituem o grupo Leya para classificar o ambiente que se vive no dia seguinte à demissão de um dos mais conhecidos editores portugueses, Manuel Alberto Valente, que há 17 anos estava à frente da Asa.

(...)

Mas o silêncio é a única reacção oficial. Manuel Valente não comentou a saída; a administração não deu explicações; os trabalhadores remetem-se ao off. Mas há ruído nos bastidores. Na blogosfera pode ler-se uma "declaração de intenções" assinada por Francisco José Viegas. [ver aqui]
»

O DN dá hoje conta do alegado mau-estar que se vive na LeYa.

Etiquetas: , ,

por Booktailors às 10:09 | comentar | ver comentários (3) | partilhar

Qui, 20/Mar/08
Luis Cristóvão publica no seu blog um comentário / desabafo à actuação do departamento comercial das editoras:

«O meu orientador no exercício da gestão de empresas, diz-me que temos sempre que ser mais duros, que o mais duro possível ainda não é duro o suficiente.

Eu bem tento levar as coisas de um modo mais flexível.

Mas parece-me que, deste lado do mundo, grande parte das pessoas ainda não percebeu o que significa marcar reunião, marcar uma hora para ser recebido, ter o mínimo de bom senso no que toca a preparar as coisas para que a sua função de comercial seja bem acolhida junto dos seus clientes. Grande parte das pessoas ainda pensa que os fornecedores (de livros, é o caso) devem ser recebidos de braços abertos, com grandes sorrisos de saudade.

Simplesmente, eu, não tenho paciência para esse jogo da falta de respeito.»


por Booktailors às 01:59 | comentar | partilhar

Qui, 20/Mar/08
Só hoje nos demos conta da efeméride. O Indústrias Culturais fez 5 anos!

Enviamos daqui um abraço ao Professor Rogério Santos pelo excelente trabalho.

Etiquetas:

por Booktailors às 01:12 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Qui, 20/Mar/08

Retirado daqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 01:03 | comentar | partilhar

Qui, 20/Mar/08
Reproduzimos na íntegra o post de Francisco José Viegas, sobre a saída de Manuel Alberto Valente da Asa:

«Depois de várias notícias sobre o assunto (aqui, aqui e aqui) seria impossível não comentar a saída de Manuel Alberto Valente da Asa e do grupo LeYa. Foi o Manuel Alberto Valente, meu companheiro de blog, que me levou para a Asa, quando a editora começou a publicar literatura, em 1991; fui o primeiro autor da Asa, o que me honra muito. Tenho muito orgulho nisso. Devo-o ao Manuel.A sua demissão da Asa constitui o sinal de uma mudança na editora, mais do que na vida do Manuel, que continuará dedicada ao mundo dos livros, como editor ou como leitor. Como editor dos meus livros, o Manuel A. V. foi o melhor dos profissionais e o mais atento dos amigos. Separámos amizade e trabalho, respeitando-nos mutuamente, como editor e como autor. Sei que é um dos últimos grandes editores clássicos portugueses. Para ele, a vida dos livros não se reduz ao negócio da edição; acompanhou cada um dos autores, cada fase do processo dos seus livros e construiu e manteve amizades fortes no meio editorial, em Portugal e no estrangeiro, o que diz bem da qualidade do seu trabalho e do seu prestígio como editor. Como autor, sei que não será possível ter um editor como ele, excepto ele mesmo.

Dados os mails e telefonemas depois da publicação desta notícia, devo esclarecer que também saí da Asa enquanto autor. Guardo ali a memória de amigos bons e de excelentes profissionais. Não tenho razões de queixa em relação ao Grupo Leya, que agora é proprietário da editora e que certamente tem boas expectativas para o seu trabalho. Simplesmente, percebi que, também eu, precisava de mudar. São caminhos que se separam.»

Reacção do Da Literatura aqui.


por Booktailors às 00:48 | comentar | partilhar

Qui, 20/Mar/08

«Treze ilustradores portugueses vão ver a sua obra exposta a partir de 31 de Março em Bolonha, no âmbito da Feira do Livro Infantil que aquela cidade italiana acolhe a partir desse dia.»

Mais desenvolvimentos na Página de Cultura da RTP.


por Booktailors às 00:15 | comentar | partilhar

Subscreva a nossa newsletter

* indicates required
Publicações Booktailors
Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem, Sara Figueiredo Costa



PVP: 12 €. Oferta de portes (válido para território nacional).

Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, Sara Figueiredo Costa



PVP: 10,80 €. Preço com 10% de desconto e oferta de portes (válido para território nacional).

A Edição de Livros e a Gestão Estratégica, José Afonso Furtado



PVP: 16,99 €. 10% de desconto e oferta de portes.

Livreiros, ler aqui.

PROMOÇÃO BLOGTAILORS



Aproveite a oferta especial de dois livros Booktailors por 20 €.

Compre os livros Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, de Sara Figueiredo Costa e A Edição de Livros e a Gestão Estratégica, de José Afonso Furtado por 20 €. Portes incluídos (válido para território nacional).

Encomendas através do e-mail: encomendas@booktailors.com.

Clique nas imagens para saber mais.
Leitores
Acumulado (desde Setembro 2007):

3 000 000 visitas


Site Meter
arquivo

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Etiquetas

acordo ortográfico

adaptação

agenda do livro

amazon

apel

associativismo

autores

bd | ilustração

bertrand

bibliotecas

blogosfera

blogtailors

blogtailorsbr

bookoffice

booktailors

booktrailers

byblos

coleção protagonistas da edição

correntes d'escritas 2009

correntes d'escritas 2010

correntes d'escritas 2011

correntes d'escritas 2012

design editorial

dia do livro

direitos de autor

distribuição

divulgação

e-book

e-books

edição

editoras

editores

emprego

ensaio geral na ferin

entrevista

entrevistas booktailors

estado | política cultural

estatísticas e números

eventos

feira do livro de bolonha 2010

feira do livro de frankfurt 2008

feira do livro de frankfurt 2009

feira do livro de frankfurt 2010

feira do livro de frankfurt 2011

feira do livro de frankfurt 2013

feira do livro de lisboa

feira do livro de lisboa 2009

feira do livro de lisboa 2010

feira do livro do porto

feira do livro do porto 2009

feiras do livro

feiras internacionais

festivais

filbo 2013

fnac

formação

formação booktailors

fotografia | imagem

fusões e aquisições

google

homenagem

humor

ilustração | bd

imagens

imprensa

internacional

kindle

lev

leya

língua portuguesa

literatura

livrarias

livro escolar

livro infantil

livros

livros (audiolivro)

livros booktailors

london book fair

marketing do livro

mercado do livro

notícias

o livro e a era digital

óbito

opinião

opinião no blogtailors

os meus livros

poesia

polémicas

porto editora

prémios

prémios de edição ler booktailors

profissionais

promoção à leitura

revista ler

sítio web

sociologia e hábitos da leitura

tecnologia

top livros

twitter

vídeo

todas as tags