Booktailors
info@booktailors.com

Travessa das Pedras Negras

N.º 1, 3.º Dto.

1100-404 Lisboa
(+351) 213 461 266

Facebook Booktailors
Twitter Booktailors

FourSquare Booktailors



Facebook Bookoffice


Editoras Nacionais
Livrarias Nacionais
Livrarias on-line
Editoras Brasileiras
Imprensa Brasileira
Blogosfera Brasileira
Eventos no Brasil
Imprensa Internacional

Associações e Institutos de Investigação
Feiras internacionais
Dom, 30/Set/12
Dom, 30/Set/12

 

Via eBook Portugal.

-

Campanha «Formai-vos!»: desconto de 50% para desempregados e recém-licenciados. Novidades 2012: [Lisboa] Produção e Orçamentação Gráfica, Acordo Ortográfico, Distribuição do Livro, Revisão de Texto - nível inicial, Comunicação Editorial, Livro Infantil [Porto] Revisão de Texto - nível inicial, Revisão de Texto - nível intermédio.

Etiquetas: , ,

por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Sáb, 29/Set/12
Sáb, 29/Set/12

 

Vídeo retirado daqui.

-

Campanha «Formai-vos!»: desconto de 50% para desempregados e recém-licenciados. Novidades 2012: [Lisboa] Produção e Orçamentação Gráfica, Acordo Ortográfico, Distribuição do Livro, Revisão de Texto - nível inicial, Comunicação Editorial, Livro Infantil [Porto] Revisão de Texto - nível inicial, Revisão de Texto - nível intermédio.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Sex, 28/Set/12
Sex, 28/Set/12

 

A Academia Brasileira de Letras (ABL) distinguiu o livro Fernando Pessoa – Uma quase-autobiografia, da autoria de José Paulo Cavalcanti Filho, como o livro do ano no Brasil. O prémio José Ermírio de Moraes tem o valor monetário de 75 mil reais (cerca de 29 mil euros) e foi criado pela família do ex-senador homónimo em 1995. A obra já tinha sido premiada na categoria Biografia do prémio Brasília de Literatura e encontra-se ainda nomeada para o prémio Jabuti. Em Portugal, o livro, que já vai na segunda edição, é editado pela Porto Editora.

 

«A Academia Brasileira de Letras (ABL) distinguiu o livro Fernando Pessoa -- Uma quase-autobiografia, de José Paulo Cavalcanti Filho, como “livro do ano”, anunciou hoje a editora portuguesa do autor.» Ler no Público.


por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Sex, 28/Set/12

 

A Reuters noticiou recentemente que a Amazon e o Kindle irão chegar ao Japão no próximo mês. Anteriormente a empresa americana assegurou que iniciaria a venda dos seus e-readers no país em setembro, o que acabou por ser cancelado após problemas de fornecimento de aparelhos. Para ler aqui e aqui.


por Booktailors às 16:00 | comentar | partilhar

Sex, 28/Set/12

 

Foi aprovada pelo senado do estado da Califórnia a lei que permitirá às universidades locais distribuírem os manuais académicos em formato digital, sem custos, através de uma licença Creative Commons. Via Ler ebooks


por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Sex, 28/Set/12

 

«A escritora e jornalista Maria Teresa Horta afirma que só aceitaria receber o prémio literário D. Dinis das mãos do Presidente da República, Cavaco Silva, ou da presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, ou do secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas.» Ler na RTP.


por Booktailors às 14:30 | comentar | partilhar

Sex, 28/Set/12

 

Conheça as lições que se podem retirar do sucesso dos cadernos Moleskine, aqui.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Sex, 28/Set/12

 

A Penguin, editora do novo livro da autora britânica Zadie Smith, decidiu promover a obra através de um guia multimédia que percorre as localizações físicas mencionadas no livro. Para ler aqui.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Sex, 28/Set/12

A concorrência forte de vários atores no mercado chinês de e-books está a impulsionar o crescimento e o desenvolvimento deste segmento do mercado editorial, transformando a China num lugar apetecível para empresas como a Amazon. No entanto, as especificidades locais, a preferência pela leitura online e em smartphones através de aplicações, poderão trazer dificuldades às marcas de e-readers. Para ler aqui.


por Booktailors às 11:00 | comentar | partilhar

Sex, 28/Set/12

 

«O primeiro livro para adultos da autora da saga Harry Potter foi lançado nesta quinta-feira em Inglaterra. Dividiu a crítica mas foi um sucesso de vendas imediato. No Southbank Centre, em Londres, J.K. Rowling fez uma leitura da obra, um romance de denúncia social.» Ler no Público.

Etiquetas: , ,

por Booktailors às 10:10 | comentar | partilhar

Sex, 28/Set/12

 

A Câmara de Deputados brasileira prepara-se para votar o projeto de lei que poderá tornar isentos de impostos os e-books e os e-readers. Para ler aqui. Via eBook Portugal


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Sex, 28/Set/12

 

Tem lugar, nos próximos dias 2 e 3 de outubro, na Fundação Calouste Gulbenkian, a 6.ª edição da Conferência Internacional do Plano Nacional de Leitura. As conferências abordarão temas diversos como «Leitura e comunicação social» ou «Dormir + para Ler melhor». O programa completo poderá ser descarregado aqui. A entrada é livre.


por Booktailors às 09:30 | comentar | partilhar

Sex, 28/Set/12

 

Este sábado, das 10.00 às 18.00, terá início a Feira do Livro de Poesia e Banda Desenhada, no espaço Guilherme Cossoul de Campolide. Além de livros de poesia e banda desenhada, haverá ainda revistas literárias, livros infantis, entre muitos livros de outros géneros literários. Saiba mais aqui

-

Campanha «Formai-vos!»: desconto de 50% para desempregados e recém-licenciados. Novidades 2012: [Lisboa] Produção e Orçamentação Gráfica, Acordo Ortográfico, Distribuição do Livro, Revisão de Texto - nível inicial, Comunicação Editorial, Livro Infantil [Porto] Revisão de Texto - nível inicial, Revisão de Texto - nível intermédio.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Qui, 27/Set/12
Qui, 27/Set/12

 

África.com Edições é o nome da nova editora brasileira que será lançada no próximo dia 4, em São Paulo. Assente em três eixos orientadores, humanidade, diversidade e educação, a nova editora vai publicar, além de livros incluídos em programas do governo brasileiro, a revista África. Leia mais aqui.


por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Qui, 27/Set/12

 

Conheça-os aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 16:00 | comentar | partilhar

Qui, 27/Set/12

 

O sítio Tertúlia de eBooks explica-lhe tudo o que deve saber ao ler e-books. Para ler aqui

Etiquetas: ,

por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Qui, 27/Set/12

 

A Google ultrapassou a Amazon na corrida para o Japão. Foi lançado esta terça-feira, em Tóquio, o tablet da Google, o Nexus 7, a par de conteúdos — filmes e e-books — disponibilizados na língua local. A empresa americana tem sido bem-sucedida no mercado japonês de smartphones, uma vez que o volume de aparelhos equipados com o seu sistema operativo Android triplicou só no ano passado. Ao disponibilizar os aparelhos e respetivos conteúdos, a Google marca uma posição à frente da Amazon, que está atrasada na entrada no mercado japonês. De recordar que a Kobo, que é propriedade da Rakuten, empresa local, já havia lançado em março a sua gama de e-readers no território. Para ler aqui.


por Booktailors às 14:30 | comentar | partilhar

Qui, 27/Set/12

 

Ana Sampaio foi a tradutora distinguida este ano com o prémio de Tradução Científica e Técnica em Língua Portuguesa, pelo seu trabalho na obra de Thomas S. Kuhn O Percurso desde a Estrutura – Ensaios filosóficos (1970-1993) e entrevista autobiográfica, publicada pela Porto Editora. Esta não é a primeira vez que a tradutora é distinguida pela União Latina e pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, responsáveis pela atribuição deste prémio, tendo recebido uma menção honrosa em 2007, pela sua tradução de Galileu, Cortesão, de Mario Biagioli. 


por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Qui, 27/Set/12

 

A Fundação Calouste Gulbenkian procedeu à digitalização das 61 edições da Colóquio, Revista de Artes e Letras. Os exemplares, publicados entre 1959 e 1970, encontram-se disponíveis para descarregamento aqui. Via eBook Portugal

Etiquetas: ,

por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qui, 27/Set/12

 

«A autora da saga Harry Potter confessou que está a planear uma nova edição dos seus livros, tal e qual como gostaria de os ter escrito e não conseguiu na altura devido à pressão do público e aos prazos impostos pela editora.» Ler no Diário de Notícias.


«Um dia antes de ser publicado o seu novo livro, The Casual Vacancy, a escritora J.K. Rowling, autora da famosa saga Harry Potter, revelou esta quarta-feira que o seu próximo livro será de novo apontado às crianças.» Ler no Sol

Etiquetas: ,

por Booktailors às 11:00 | comentar | partilhar

Qui, 27/Set/12

«O Governo acabou com o prémio D. Dinis (7500 euros), da Casa de Mateus, que a escritora [Maria Teresa Horta] se recusou a receber das mãos de Passos Coelho. O presidente da Fundação Casa de Mateus afirmou esta quarta-feira que o apoio público à instituição, que o Governo pretende cortar, se destinava apenas àquele prémio literário.» Ler no Correio da Manhã

Etiquetas: ,

por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Qui, 27/Set/12

Hoje, pelas 22.00, o ciclo Quintas de Leitura volta ao Teatro do Campo Alegre, no Porto. A poesia marca presença neste regresso, com Pedro Mexia à conversa com o poeta João Luís Barreto Guimarães. Menos por Menos, título do livro de poesia de Pedro Mexia, é também usado para designar esta sessão, que incluirá leituras de poemas da obra. Haverá também música, pela voz de Ana Deus, acompanhada ao piano por Ricardo Caló, e um concerto de B Fachada. A coreógrafa Olga Roriz estrear-se-á nas Quintas de Leitura com uma performance intitulada «Mon amour». Os bilhetes custarão 11 e 7,50 euros.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 09:30 | comentar | partilhar

Qui, 27/Set/12

 

Vasco Silva é um nome indissociável da Ática e de Fernando Pessoa. Não é à toa que é o publisher que mais livros deste autor (e sobre ele) publicou em Portugal e no mundo. Está na edição há mais de duas décadas, sempre à frente de chancelas de prestígio, mas não tem saudades do passado e crê mesmo que a crise pode ser uma boa peneira para as editoras.

 

O Vasco Silva é reconhecido como um construtor de coleções de livros. Acha que essa tradição se está a perder?

Não sei se a tradição de construir uma coleção se está a perder. Sei que um amontoado avulso de títulos não faz um catálogo. Nas editoras mais pequenas (independentes?) ou nas chancelas de prestígio dos grandes grupos, ainda há a preocupação de construir coleções e construir um catálogo.

 

A corrida ao best-seller está a desfocar os editores da visão de conjunto, a visão de catálogo?

Em muitos casos, sim. Nas grandes editoras, o editor deixou de ser o centro da empresa para passar a ser apenas mais uma peça na estrutura. Consequentemente, o catálogo deixou de ser o reflexo de quem o construiu. Mais do que uma visão desfocada dos editores, a corrida ao best-seller resulta de outras miopias.

 

Os autores com obras mais densas, como Agustina Bessa-Luís, correm o risco de desaparecer das livrarias, porque as suas vendas não são compatíveis com a lógica de mercado?

Não, pelo contrário. Com maior probabilidade, algumas livrarias poderão desaparecer por não terem no seu acervo autores de «obra mais densa». Não sei se uma livraria que não tenha, por exemplo, Agustina ainda se poderá chamar livraria. Como escreveu Roland Barthes, «o nome não é a coisa».

 

Já conheceu vários momentos e configurações do meio editorial. O que tem o meio, hoje, de melhor e de pior?

O meio editorial alterou-se profundamente nas últimas décadas. Não está nem melhor nem pior, está diferente. Não tenho saudades do passado.

 

Quais são, na sua perspetiva, os pontos fortes do projeto Babel?

A capacidade de construir o futuro.

 

O que ainda não desistiu de editar na Babel?

Os Ensaios, de Montaigne.

 

Comercialmente, ainda compensa publicar ensaio e filosofia?

Espiritualmente compensa. Comercialmente também.

 

A Babel tem uma estratégia para fazer voltar a identificar, aos olhos do leitor médio, Fernando Pessoa com a Ática?

É impossível falar de Fernando Pessoa sem falar na Ática. Em todos os congressos e conferências de temática pessoana a que tenho assistido, o nome «Ática» é — depois de «Fernando Pessoa» — o mais referido. Desde 1942 que a edição de Fernando Pessoa se confunde com Ática.

 

A crise veio ajudar as editoras a peneirarem melhor o que publicam?

Sim, sem dúvida. Quando se aperta mais a malha, peneira-se melhor.

 

Concorda com a adoção do novo Acordo Ortográfico?

Pessoalmente, não concordo com a reforma ortográfica de 1911, com o Acordo de 1945 e com o Acordo de 1990. Profissionalmente, trabalho com todas as ortografias, por vezes com várias no mesmo livro (por exemplo, em Prosa de Álvaro de Campos).



  

Nasceu em 1958 e foi editor da Ática entre 1990 e 2008. Seguiu-se a Guimarães Editores, onde foi editor durante o ano de 2009, tornando-se editor da Babel desde 2010 até ao presente. Entre os anos de 1997 e 1998, foi diretor e presidente do Conselho de Editores da APEL e diretor da Feira do Livro de Lisboa. Tem uma pós-graduação em Técnicas Editoriais pela Faculdade de Letras de Lisboa, foi o responsável editorial por cerca de mil edições, já publicou cerca de 600 títulos e organizou mais de duas dezenas de antologias. É o publisher que mais títulos de e sobre Fernando Pessoa publicou em Portugal e no mundo.

-

Campanha «Formai-vos!»: desconto de 50% para desempregados e recém-licenciados. Novidades 2012: [Lisboa] Produção e Orçamentação Gráfica, Acordo Ortográfico, Distribuição do Livro, Revisão de Texto - nível inicial, Comunicação Editorial, Livro Infantil [Porto] Revisão de Texto - nível inicial, Revisão de Texto - nível intermédio.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Qua, 26/Set/12
Qua, 26/Set/12

 

A Feira do Livro de Gotemburgo, na Suécia, abre as suas portas amanhã, terminando no próximo dia 30. Isabel Minhós Martins e Madalena Matoso da Planeta Tangerina marcarão presença, assim como Gonçalo M. Tavares. Saiba mais aqui.


por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Qua, 26/Set/12

 

Com o Kindle Serials, a Amazon pretende reinventar o formato de ficção por episódios, embora o género já exista em linha há algum tempo. Para ler aqui.


por Booktailors às 16:00 | comentar | partilhar

Qua, 26/Set/12

 

O autor e académico Lee Konstantinou publicou um ensaio sobre modelos de edição internacionais, dando como principal exemplo o modelo norueguês e sublinhando o modo como o governo apoia os autores nacionais e em que medida a sua aplicação pode ser viável noutros países. Para ler aqui

Etiquetas:

por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Qua, 26/Set/12

 

De acordo com um estudo levado a cabo por investigadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, a leitura é uma atividade muito importante para o exercício do cérebro. Para ler aqui.

 


por Booktailors às 14:30 | comentar | partilhar

Qua, 26/Set/12


«O escritor António Lobo Antunes vai apresentar o seu novo livro Não é Meia Noite Quem Quer na edição de 2012 do Festival Literário Escritaria, em Penafiel.» Ler no iOnline.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 14:15 | comentar | partilhar

Qua, 26/Set/12

 

Cinco passos que podem auxiliar autores e editores a detetar casos de pirataria de livros. Conheça-os aqui.


por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Qua, 26/Set/12

 

As gráficas indianas estão a unir forças para se tornarem mais competitivas na sua oferta e concorrer com a China. A sua participação na Feira do Livro de Frankfurt deste ano, com um pavilhão coletivo, será um elemento importante dessa afirmação. Para ler aqui.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qua, 26/Set/12

 

«Uma tradução inglesa de O Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa, estava hoje em destaque numa das principais livrarias estrangeiras de Pequim, evidenciando a crescente universalidade do poeta português.» Ler no Diário de Notícias.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 11:00 | comentar | partilhar

Qua, 26/Set/12

Amanhã, pelas 19.00, realiza-se mais uma sessão da Comunidade de Leitores na Livraria Almedina Atrium Saldanha. O autor convidado será David Marçal, que assina, em conjunto com Carlos Fiolhais, o livro Darwin aos Tiros e Outras Histórias de Ciência, editado em 2011 na coleção «Ciência Aberta» da Gradiva. Filipa Melo moderará a conversa, que terá como tema central a divulgação científica para leigos. A entrada é livre.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Qua, 26/Set/12

 

O programa da 2.ª edição das Conferências de Banda Desenhada em Portugal, que se realizarão no próximo dia 29, na Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro, em Lisboa, já se encontra disponível aqui. Via Central Comics


por Booktailors às 09:30 | comentar | partilhar

Qua, 26/Set/12

Curso de Revisão de Texto - nível inicial,

por Nuno Quintas

 

Objetivos:

No curso de formação de Revisão de Texto, nível inicial, apresentam-se as ferramentas e metodologias indispensáveis ao exercício da actividade de revisor. Partindo de uma abordagem expositiva, pretende-se uma aplicação prática dos conhecimentos, nomeadamente com a análise de livros de estilo e a revisão de jogos de provas; exploram-se ainda as principais funcionalidades de edição e revisão em ficheiro digital.

 

Público-alvo

Este curso de formação destina-se tanto a quem exerça funções de âmbito editorial quanto a profissionais do texto ou interessados em questões relacionadas com a língua portuguesa.

 

Formador:

Nuno Quintas é mestre em Edição de Texto (Universidade Nova de Lisboa, 2010), pós-graduado em Gestão Cultural (Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, 2006) e licenciado em Línguas e Literaturas e Modernas, Estudos Portugueses e Ingleses (Universidade Nova de Lisboa, 2001). Consultor editorial da Booktailors desde 2009; tradutor e revisor literário e técnico (gestão, marketing, recursos humanos, informática e videojogos), desde 2005. Formador certificado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional.

 

Programa:

1. A revisão no ciclo de produção editorial

1.1. Perfil e competências do revisor

1.2. Tipos de revisão: abordagens restritivas e extensivas

1.3. Níveis e fases de revisão: da normalização aos ozalides

1.4. Técnicas de revisão e normalização em ficheiro

 

2. A sinalética de revisão de provas

2.1. A sinalética portuguesa

2.2. Convenções e recomendações de marcação

2.3. Os jogos de provas: exemplos práticos de marcação

 

3. Tópicos para normalização tipográfica e linguística

3.1. A maiúscula, a minúscula e os versaletes

3.2. O itálico

3.3. A numeração

3.4. O hífen

3.5. A translineação

3.6. As aspas e os parênteses

3.7. O travessão e as riscas

3.8. As notas

 

4. Recomendações metodológicas e bibliográficas

 

Dados técnicos:

N.º de sessões: 6.

Datas: 5, 6, 12, 13, 19 e 20 de novembro de 2012.

Horário: 18.30 - 21.30.

Total de horas: 18.

Propina: 225 €.

Descontos: 10% para todos os ex-alunos Booktailors e estudantes. 50% para desempregados e recém-licenciados. (Descontos não acumuláveis.)

Local da formação: Bookoffice - Rua dos Fanqueiros, n.º 96, 3.º Esq., 1100-232 Lisboa.

 

Para se inscrever, por favor envie CV (com a referência: Rev 1Q) para: formacao@booktailors.com. Data limite de inscrição: 29 de outubro de 2012.

-

Campanha «Formai-vos!»: desconto de 50% para desempregados e recém-licenciados. Consulte a oferta de formação da Booktailors na barra lateral do blogue.

Etiquetas:

por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Ter, 25/Set/12
Ter, 25/Set/12

 

A conversa «Desenhar livros com José Saramago», que decorreu na passada segunda-feira na Fundação Saramago, juntou, na mesma mesa, três designers que colaboraram com o autor: Rui Garrido, diretor gráfico do grupo LeYa e responsável pelas novas capas dos livros de Saramago, Jorge Silva, designer e criador do novo selo comemorativo dos 90 anos do autor, e o convidado principal, Manuel Estrada, o designer espanhol que criou algumas das capas mais emblemáticas dos livros de Saramago, publicados pela editora Alfaguara em Espanha.

 

Manuel Estrada falou da sua relação privilegiada com o autor, com o qual se reunia pessoalmente para conversar sobre os livros e o seu trabalho. No entanto, as opiniões dos três designers divergiram quanto à necessidade de conhecimento do livro em cuja capa têm de trabalhar. Rui Garrido confessa a impossibilidade de ler todos os livros cujas capas tem de criar, mas «quanto mais informação a respeito do livro tiver, mais matéria-prima há para trabalhar». Jorge Silva discorda: «Não é forçoso conhecer o livro, ou o autor, ou ter acesso a uma sinopse. Pode soar a heresia, mas o designer é frequentemente condicionado pela ideia do autor, do editor ou do departamento de marketing da editora». E acrescenta que, «hoje em dia, a capa de um livro tem mais que ver com a representação de um determinado público» do que propriamente com o seu conteúdo.

 

O autor como um obstáculo ao trabalho do designer é uma opinião partilhada unanimemente pelos três intervenientes, embora não aplicável a todos os autores com quem trabalharam. «A maior parte tem uma visão académica e utilitarista do trabalho do designer», declarou Jorge Silva. Manuel Estrada elogiou a abertura de Saramago em relação à aceitação das suas ideias e do seu trabalho, embora não possa dizer o mesmo da sua colaboração com outros autores, que, como Arturo Pérez-Reverte, «querem dirigir a mão do designer».

 

Apesar do seu trabalho, os designers manifestaram uma certa preocupação com a desvalorização da palavra escrita e a importância exagerada da imagem. «O livro tem de impressionar imediatamente pela capa», como se de um grito visual se tratasse, lamentou Manuel Estrada. Para Jorge Silva, a responsabilidade «da voragem das imagems» cabe a todos, mas parte do problema também reside no facto de se editar «em demasia» para um mercado tão pequeno e pela facilidade com que se edita. «É muito fácil editar livros. Viver disso é que é mais difícil», afirmou, acrescentando que «somos um país de escritores e editores, mas não de leitores». E, com o crescente volume de obras editadas, o livro perde valor, assim como o próprio trabalho do designer. «A indústria é autofágica e não se controla. E concorre para o facto de termos [os leitores] menos tempo para apreciar um livro e a sua capa», declarou.

 

A ocasião serviu ainda para apresentar o selo comemorativo dos 90 anos de José Saramago, que se celebrarão a 16 de novembro. No entanto, as iniciativas das comemorações começarão já no próximo mês.


por Booktailors às 18:00 | comentar | partilhar

Ter, 25/Set/12

 

A Casa Fernando Pessoa junta-se à iniciativa Noites de São Bento com o projeto Pessoas, protagonizado pelo ator Nuno Rodrigues. O espetáculo, que consiste na interpretação de palavras do poeta, está agendado para dia 27, às 19.30, com repetição às 21.30. Saiba mais aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Ter, 25/Set/12

 

«No dia em que celebra o seu 41.º aniversário, o escritor Valter Hugo Mãe junta-se ao ilustrador João Vaz de Carvalho e ambos apresentam, em primeira mão, na renovada loja da Vista Alegre Atlantis da Rua Cândido dos Reis, no Porto, a primeira peça da colecção "1+1=1" – um projecto inovador e arrojado da marca centenária de porcelanas portuguesa, em que um criador e um artista plástico se encontram para criar uma peça exclusiva para a marca centenária de porcelanas portuguesa.» Ler no Diário Digital.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 16:30 | comentar | partilhar

Ter, 25/Set/12

 

O Governo da Guiana adotou como política oficial a compra de livros didáticos pirateados. Para ler aqui.


por Booktailors às 16:00 | comentar | partilhar

Ter, 25/Set/12

 

Foram anunciados os 10 finalistas de cada uma das 29 categorias do prémio Jabuti, considerado um dos mais prestigiados galardões do mercado editorial brasileiro. Entre os autores nomeados, encontram-se Dalton Trevisan, distinguido com o prémio Camões este ano, e Rubem Fonseca. Os vencedores serão revelados no próximo dia 18 de outubro. Conheça a lista completa dos finalistas aqui

 


por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Ter, 25/Set/12

 

Vasconcelos e Sá abandonará a Objectiva, projeto editorial a que se tem dedicado nos últimos 4 anos. O ex-editor das chancelas Alfaguara / Suma de Letras / Arena / Objectiva / Alfaguara garante, contudo, que «este dia marca o início de uma nova e grande aventura, naturalmente ligada aos livros», pelo que está certo de que «nos vamos encontrar muito brevemente». Adianta ainda que, apesar da sua saída, «fica uma excelente equipa que continuará a acompanhar todos os projetos em curso».

 

«O editor Alexandre Vasconcelos e Sá, director-geral da Editora Objectiva, sai no final desta semana da empresa do grupo Santillana, que ajudou a fundar em Portugal, em 2008. Não é o único: o director comercial José Araújo e a editora Paula Caetano também saem. As editoras Clara Capitão e Sara Gomes mantêm-se em funções.» Ler no Público.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 14:35 | comentar | partilhar

Ter, 25/Set/12

 

A notícia da parceria entre a FNAC Portugal e a Kobo foi amplamente noticiada na Internet, nos media online e na blogosfera. Segue-se uma breve lista:

 

- ActuaLitté;

- Correio da Manhã

Diário Digital;

- Dinheiro Vivo;

- eBook Portugal;

- engadget;

- Good E-reader;

- INDEX ebooks;

- iTech;

- Jornal Hard Música;

- Ler ebooks;

- Público;

- PublishNews;

- Publishing Perspectives;

- Revolução eBook;

- Tek;

- The Bookseller;

- The Next Web.


por Booktailors às 14:30 | comentar | partilhar

Ter, 25/Set/12

 

De acordo com o sítio Flavorwire, a Ler Devagar é uma das mais belas livrarias criadas a partir de uma estrutura abandonada. Conheça as restantes aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Ter, 25/Set/12

Estão abertas as inscrições para o Quizz Literário Bertrand. Este concurso, que terá eliminatórias no Porto, Aveiro e Lisboa, tem o regulamento e inscrições disponíveis na página de Facebook da Bertrand, aqui

 

O Quizz Literário Bertrand é um desafio dirigido a equipas de três elementos, sendo que serão apuradas duas equipas por eliminatória para uma grande final a realizar-se em Lisboa. Os concorrentes vão ver os seus conhecimentos sobre literatura testados através de uma bateria de 60 perguntas divididas por três níveis de dificuldade. 

 

A primeira eliminatória terá lugar no Porto (Bertrand Dolce Vita) a 13 de outubro, em Aveiro (Bertrand Fórum Aveiro) a 20 de outubro e em Lisboa (Bertrand Picoas Plaza) a 27 de outubro. A final terá lugar a 10 de novembro em Lisboa (Bertrand do Chiado – Espaço do autor).

 

As inscrições para o Quizz estão abertas até ao dia 7 de outubro.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Ter, 25/Set/12

 

A FNAC apresentou ontem a sua estratégia para o mercado digital através do estabelecimento de uma parceria com a empresa de e-books canadiana Kobo. De acordo com Cláudia Almeida e Silva, diretora-geral da FNAC Portugal, trata-se de «revolucionar o modo como os Portugueses leem», acompanhando a evolução do mercado de livros digitais, que se encontra em rápido crescimento. A principal mais-valia trazida pela Kobo, segundo a responsável, prende-se com o facto de aliar a disponibilização de conteúdos – o seu catálogo contabiliza um total de 3 milhões de e-books, dos quais 5 mil são em português – ao equipamento, ambos vendidos em Portugal através do portal de Internet da FNAC, a partir de ontem. De acordo com Michael Tamblyn, vice-presidente executivo de Conteúdos, Vendas e Merchandising da Kobo, o elemento diferenciador da sua empresa, que agrega leitores oriundos de mais de 190 países, é o facto de criar parcerias com livrarias locais e editores nacionais, adaptando-se ao mercado de cada país. A FNAC Portugal segue assim os passos da sua congénere francesa, que no final do ano passado se associou à Kobo e introduziu o Kobo Touch by FNAC em França, fazendo disparar o volume de vendas de livros digitais no país.

 

O aparelho disponibilizado pela FNAC, o Kobo Touch, encontra-se disponível em quatro cores diferentes, tem um ecrã de 6'' equipado com tecnologia e-Ink, pesa apenas 185 gramas e possui uma capacidade de armazenamento base de 1000 e-books, podendo expandir-se até 30 mil títulos. É possível adquirir e-books para o Kobo Touch através do portal da FNAC, num computador, mas também diretamente do aparelho, que possui ligação wireless. A Kobo disponibiliza ainda aplicações para smartphones e tablets Blackberry, Apple e Android, que permitem sincronizar os conteúdos em diversos aparelhos, podendo dar continuidade à leitura independentemente da alternância de dispositivo. A par da mobilidade, a Kobo não esqueceu a vertente social da leitura, podendo partilhar passagens do livro que se encontra a ler com os seus amigos, via Facebook. O aparelho custa 99,90 euros para clientes possuidores de Cartão FNAC ou 119,90 euros para clientes não aderentes. 

Etiquetas: , ,

por Booktailors às 11:00 | comentar | partilhar

Ter, 25/Set/12

 

Dois autores portugueses integram a lista de 11 finalistas do prémio literário francês Femina: António Lobo Antunes, com O Arquipélago da Insónia, e José Luís Peixoto, com Livro. Uma lista mais restrita será anunciada a 8 de outubro e o vencedor será conhecido no dia 19 do próximo mês. Recordamos que o mesmo livro de António Lobo Antunes foi também incluído na primeira seleção do prémio Médicis Étranger. Para ler aqui.

 

«Os escritores António Lobo Antunes e José Luís Peixoto estão entre os onze finalistas do Prémio Femina, respetivamente pelas obras Livro e O Arquipélago da Insónia, foi hoje [ontem] divulgado.» Ler no iOnline, no Diário Digital e no Correio da Manhã.

 

«Livro, de José Luís Peixoto, e O Arquipélago da Insónia, de António Lobo Antunes, foram seleccionados em França para a longlist do Prémio Femina, com outros oito candidatos de entre os quais sairá uma shortlist a 8 de Outubro.» Ler no Público.


«Entre os onze finalistas do prémio francês estão os escritores portugueses José Luis Peixoto e António Lobo Antunes pelas obras Livro e O Arquipélago da Insónia, respetivamente.» Ler no Diário de Notícias.


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Ter, 25/Set/12

 

A Assírio & Alvim é a prova de que a concentração editorial não é um bicho-papão. Confirma-o Vasco David, coordenador editorial da chancela, que, através da Assírio & Alvim, contraria todos os mitos que cercam a poesia, nomeadamente o velho estereótipo de que «a poesia não vende».


Afinal a Assírio continua viva e a publicar?

Não me passaria pela cabeça que fosse de outro modo…
 

Porque a concentração editorial continua a ser vista como um bicho-papão?

Julgo que muitos leitores, sobretudo aqueles mais exigentes, identificam o fenómeno da concentração editorial com a massificação da oferta e com a destruição de projetos mais literários, por via das contingências do mercado. Por outro lado, a recente integração da Assírio no Grupo Porto Editora vem provar que a concentração editorial pode ser feita de uma forma inteligente: está garantida a identidade editorial e gráfica da Assírio & Alvim, que, de agora em diante, beneficia de uma estrutura extremamente profissional ao nível do marketing, distribuição, serviços administrativos, etc., a um nível a que antes nunca poderíamos ter acesso. Este respiro não só nos permitirá continuar o trabalho anterior como ampliar o catálogo com autores importantes, sem nunca alienar os nossos leitores.

 

Ainda faz sentido publicar poesia com o número de leitores/compradores que Portugal tem?

É errado pensar que, a priori, a poesia não vende nada. No catálogo da Assírio, que, como se sabe, é muito eclético, a poesia representa a maior fatia da faturação. O essencial é definir um ritmo de publicações compatível com o nosso mercado e com as contingências que vão surgindo, como esta miserável crise que, quer queiramos quer não, reduziu de facto o orçamento disponível para a compra de livros. E é essencial publicar obras de grande qualidade. 

 

Neste período de maiores dificuldades financeiras do mercado, a aposta em jovens autores vai entrar em pousio?

Repare, a Assírio & Alvim não é, tradicionalmente, uma editora de primícias. Também no estrangeiro não é vulgar que uma editora conceituada publique um jovem autor desconhecido: antes dessa publicação deverá existir todo um percurso de publicação em revistas e jornais literários. Infelizmente, em Portugal não existem muitos lugares onde os jovens autores possam construir esse percurso. Em tempos a Assírio chegou a patrocinar o Anuário de Poesia, composto pelos melhores poemas (escolhidos por um júri) dos originais que nos chegavam neste ou naquele ano. Aí surgiram, entre outros, o José Alberto Oliveira e a Adília Lopes. Talvez numa altura em que as condições económicas do país não sejam já tão severas possa vir a ser possível voltar a pensar em projetos como esse. Apesar de tudo isto, devo ser claro: se aparecer algum jovem autor extraordinário, não deixaremos de o publicar e de o promover.

 

Tem publicado algumas antologias de poetas consagrados, em capa dura. Como se comportam estas edições no mercado?

Comportam-se bem. Temos vindo a constatar que existe um público crescente para livros com estas características, onde é possível consultar (em muitos casos) toda a obra de um autor. A capa dura acrescenta alguma nobreza ao livro, mas, sobretudo, torna-o mais resistente ao tempo e ao uso.

 

Os candidatos a poetas, que lhe devem enviar muitos originais, leem pouca poesia?

Acho que a expressão «candidatos a poetas» não é perfeitamente adequada: não é forçoso publicar um livro para se ser poeta, da mesma forma que já foram publicados muitos livros de poesia por pessoas que não são, não podem ser, poetas. Agora, o problema da falta de leituras é, de facto, algo que sobressai em muitos dos originais que recebemos. Existem alguns, muito poucos, que leem. A larguíssima maioria lê muito pouca poesia ou mesmo nenhuma. Para muita gente existe uma ideia terrivelmente simplista, facilitista e, lá está, pouco informada de que basta colocar meia dúzia de versos a rimar para se fazer um poema. Não é nada disso, naturalmente...

 

 

Como reage ao encolhimento do espaço para a poesia nas livrarias?

Reajo mal. Estou profundamente convicto de que existe um mercado para a poesia em Portugal, mas, é claro, ninguém comprará poesia se não a conseguir encontrar. Para lá dos aspetos comerciais, existe um património histórico e literário valiosíssimo em redor da poesia portuguesa que importa preservar, e, embora uma livraria deva ser forçosamente rentável, nem por isso ela deve deixar cair os seus deveres de importante agente cultural. Neste campo não há muito mais para encolher, sob o risco de se alienar um público e de se descurar um património literário precioso. 

 

Estamos condenados a caminhar para um mercado composto por nanoeditoras de poesia?

Julgo que não. É bom que existam nanoeditoras e pequenas editoras que, de algum modo, e por vezes de forma heroica e à custa de muita abnegação das pessoas que as dirigem, vão cumprindo um papel importante na divulgação de novos autores. Ainda assim, a Assírio prova, tem provado, que existe espaço para fazer outro tipo de trabalho em redor da poesia.

 

Num tempo em que a literatura deixou cair as lógicas de movimento artístico, será que a poesia ainda se mantém com alguma estrutura colegial?

Continua a existir uma pluralidade de vozes na literatura, e por isso não partilho da opinião de que a literatura tenha deixado cair o que quer que seja. Continuam a existir movimentos de vanguarda; aquilo que podemos discutir é até que ponto a lógica de mercado silenciou esses movimentos. Julgo que silenciou, ou procura silenciar, ao optar sistematicamente pela publicação de livros destinados ao grande mercado. Ainda assim, a poesia conseguiu o feito, notável nos tempos que correm, de preservar uma voz de vanguarda ativa no panorama literário contemporâneo. Agora, se isso quer dizer que tem uma estrutura colegial? Acho que a melhor poesia de todos os tempos fugiu sempre a sete pés desse tipo de estrutura.

 

 

 

Nasceu em 1976. Licenciou-se em Antropologia e tem uma pós-graduação em Ciência Política e Relações Internacionais. Iniciou a sua colaboração com a Assírio & Alvim em 1995 e, alguns anos mais tarde, publicou algumas traduções na antologia Rosa do Mundo — 2001 Poemas para o Futuro, organizada por Manuel Hermínio Monteiro. Fez parte de uma equipa de trabalho comissariada pela Fundação Calouste Gulbenkian para estudar o mercado do livro português nos países africanos de língua oficial portuguesa e no Brasil. É atualmente coordenador editorial da Assírio & Alvim.

-

Campanha «Formai-vos!»: desconto de 50% para desempregados e recém-licenciados. Novidades 2012: [Lisboa] Produção e Orçamentação Gráfica, Acordo Ortográfico, Distribuição do Livro, Revisão de Texto - nível inicial, Comunicação Editorial, Livro Infantil [Porto] Revisão de Texto - nível inicial, Revisão de Texto - nível intermédio.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Seg, 24/Set/12
Seg, 24/Set/12

 

Na próxima quarta-feira, a sessão do Café com Letras terá como convidada Hélia Correia. A conversa terá início pelas 21.30, na Biblioteca Municipal de Oeiras. A entrada é livre. Saiba mais aqui.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Seg, 24/Set/12

 

Um estudo realizado pela Bowker revelou que 55 por cento dos compradores de livros infantojuvenis são de idade superior a 18 anos e que 78 por cento desses compradores compram livros do género para consumo próprio. Para ler aqui


por Booktailors às 16:00 | comentar | partilhar

Seg, 24/Set/12

 

On Demand Books, a empresa criadora da Espresso Book Machine, a impressora de livros, estabeleceu uma parceria com a Kodak para disponibilizar a sua tecnologia nas lojas de impressão de fotografias desta última. Para ler aqui.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Seg, 24/Set/12

 

De acordo com o U.S. Census Bureau, as vendas de livros impressos em livrarias cresceram 1,2 por cento no passado mês de julho, tendo vindo a aumentar desde o início do ano. Para ler aqui.


por Booktailors às 14:30 | comentar | partilhar

Seg, 24/Set/12

 

A Collins, editora de dicionários do grupo HarperCollins, anunciou a publicação do primeiro dicionário que aceitará entradas submetidas pelo público em geral, além das contribuições habituais de lexicógrafos. Para ler no The Guardian.


por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Seg, 24/Set/12

 

«A escritora britânica J.K. Rowling, autora da saga de Harry Potter, manifestou-se "orgulhosa" do seu primeiro livro para adultos, a cinco dias de começar as vendas, e assegurou que será capaz de suportar as críticas negativas.» Ler no Diário de Notícias e Jornal de Notícias.

 

«Sabe-se pouco do novo livro de J.K. Rowling mas tudo indica que tem um pouco de policial e passa-se numa pequena cidade inglesa. O lançamento oficial é já nesta quinta-feira.» Ler no Diário de Notícias.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Seg, 24/Set/12

 

«O escritor italiano Antonio Tabucchi, falecido em Março deste ano, em Lisboa, vai ser homenageado na segunda-feira [hoje], dia em que completaria 69 anos, pelo Instituto Italiano de Cultura (IIC), numa sessão que contará com a presença de escritores e artistas.» Para ler no Correio da Manhã.


por Booktailors às 11:00 | comentar | partilhar

Seg, 24/Set/12

 

«Numa sociedade cada vez mais apressada, a leitura nos transportes públicos é uma forma de se aproveitar o tempo gasto nas deslocações entre casa e o trabalho. E, pela comodidade, o comboio é onde mais se lê.» Ler no Público.


por Booktailors às 10:45 | comentar | partilhar

Seg, 24/Set/12

 

A Walmart, uma das maiores cadeias de supermercados americanas, anunciou que irá deixar de vender Kindles. Para ler aqui e aqui

Etiquetas: ,

por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Seg, 24/Set/12

 

Hoje, pelas 18.30, decorre na Fundação José Saramago a conversa «Desenhar livros com José Saramago». A sessão contará com a participação de Manuel Estrada, desenhador das capas dos livros do autor, Jorge Silva e Rui Garrido. A entrada é livre.


por Booktailors às 09:30 | comentar | partilhar

Seg, 24/Set/12

Oficina sobre o novo Acordo Ortográfico,

por Nuno Quintas

 

Objetivo:

A formação no novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (AOLP) tem por objetivo esclarecer o âmbito de aplicação do AOLP de 1990, apresentar todas as alterações que decorrem da sua aplicação e sobretudo proporcionar um espaço para esclarecimento dos formandos quanto a dúvidas e áreas da ortografia portuguesa que possam apresentar maior dificuldade.

 

Competências a adquirir:

a) Compreender as reformas ortográficas realizadas durante o século xx, que conduziram ao AOLP de 1990;

b) Reconhecer as modificações e alterações legisladas no AOLP de 1990;

c) Aplicar a nova grafia em exercícios práticos.

 

Formador:

Nuno Quintas é mestre em Edição de Texto (Universidade Nova de Lisboa, 2010), pós-graduado em Gestão Cultural (Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, 2006) e licenciado em Línguas e Literaturas e Modernas, Estudos Portugueses e Ingleses (Universidade Nova de Lisboa, 2001). Consultor editorial da Booktailors desde 2009; tradutor e revisor literário e técnico (gestão, marketing, recursos humanos, informática e videojogos), desde 2005. Formador certificado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional.

 

Programa:

1. De que falamos quando falamos de «Acordo Ortográfico»?

1.1. Síntese da história da ortografia da língua portuguesa

1.2. Definição de alguns conceitos fundamentais, como «ortografia», «fonética» e «norma culta»

 

2. O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990

2.1. O que muda com o AOLP de 1990

2.1.1. O alfabeto

2.1.2. As consoantes mudas ou não articuladas e as duplas grafias

2.1.3. A acentuação gráfica

2.1.4. O trema

2.1.5. A hifenização

2.1.6. Utilização de maiúsculas e minúsculas

2.2. O que não muda com o AOLP de 1990

 

3. Conclusão

3.1. Sistematização das principais alterações ortográficas

3.2. Exercícios práticos de aplicação

3.3. Recomendações bibliográficas e discussão de instrumentos de consulta

 

Dados técnicos:

N.º de sessões: 2.

Datas: 8 e 9 de outubro de 2012.

Horário: 18h30-21h30.

Total de horas: 6.

Propina: 90,00 €.

Descontos: 10% para todos os ex-alunos Booktailors e estudantes. 50% para desempregados e recém-licenciados. (Descontos não acumuláveis.)

Local da formação: Bookoffice - Rua dos Fanqueiros, n.º 96, 3.º Esq., 1100-232 Lisboa.

 

Para se inscrever, por favor envie CV (com a referência: AO IV) para: formacao@booktailors.com. Data limite de inscrição: 5 de outubro de 2012.

-

Campanha «Formai-vos!»: desconto de 50% para desempregados e recém-licenciados. Consulte a oferta de formação da Booktailors na barra lateral do blogue.

Etiquetas:

por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Dom, 23/Set/12
Dom, 23/Set/12

 

Vídeo retirado daqui.

-

Campanha «Formai-vos!»: desconto de 50% para desempregados e recém-licenciados. Novidades 2012: [Lisboa] Produção e Orçamentação Gráfica, Acordo Ortográfico, Distribuição do Livro, Revisão de Texto - nível inicial, Comunicação Editorial, Livro Infantil [Porto] Revisão de Texto - nível inicial, Revisão de Texto - nível intermédio.

Etiquetas:

por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Sáb, 22/Set/12
Sáb, 22/Set/12

 

Vídeo retirado daqui.

-

Campanha «Formai-vos!»: desconto de 50% para desempregados e recém-licenciados. Novidades 2012: [Lisboa] Produção e Orçamentação Gráfica, Acordo Ortográfico, Distribuição do Livro, Revisão de Texto - nível inicial, Comunicação Editorial, Livro Infantil [Porto] Revisão de Texto - nível inicial, Revisão de Texto - nível intermédio.

Etiquetas:

por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Sex, 21/Set/12
Sex, 21/Set/12

 

O programa completo encontra-se disponível aqui. Via Cadeirão Voltaire.

Etiquetas:

por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Sex, 21/Set/12



O sítio PNETliteratura, portal e comunidade de literatura dos países de língua portuguesa, lançado há quatro anos, alcançou hoje a marca de 1 500 000 visitantes. Visite o sítio aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 16:30 | comentar | partilhar

Sex, 21/Set/12

No dia 24 de setembro, pelas 14.30, terá início na Sociedade de Geografia de Lisboa, o colóquio A Literacia em Portugal e no Mundo. A iniciativa realiza-se no âmbito da celebração da Década das Nações Unidas sobre Literacia e do Dia Internacional da Literacia, que se comemorou a 8 de setembro. Saiba mais aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 16:00 | comentar | partilhar

Sex, 21/Set/12

 

A Biblioteca Nacional de Portugal apresentou recentemente o seu serviço de digitalização a pedido, o EOD – eBooks on Demand. O programa, que se destina a preservar e divulgar livros de domínio público, permite obter obras do fundo geral da biblioteca em formato PDF. Via eBook Portugal.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Sex, 21/Set/12

 

«As autoridades argelinas proibiram esta quinta-feira a exposição de 300 obras no 17.º salão internacional do livro de Argel, por fazerem a apologia do terrorismo, racismo ou colonialismo, declarou Khalida Toumi, ministra da Cultura do país.» Ler no Correio da Manhã.


por Booktailors às 14:30 | comentar | partilhar

Sex, 21/Set/12

 

A autora britânica Silvia Hartmann lançou este mês o projeto The Naked Writer, em que vai partilhar o seu novo romance, à medida que o for escrevendo, com os seus leitores. Os seus seguidores nas redes sociais poderão comentar o seu trabalho e assistir ao seu desenvolvimento. Para ler aqui.


por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Sex, 21/Set/12

 

«Um fim-de-semana cheio de livros, concertos, debates e animação infantil – eis como a Leya, em colaboração com a Câmara Municipal de Lisboa e o Comissariado do Ano do Brasil – se prepara para celebrar, na Praça do Rossio, em Lisboa, o arranque do Ano do Brasil em Portugal.» Ler no Correio da Manhã.

Etiquetas: , ,

por Booktailors às 12:00 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Sex, 21/Set/12

 

«Se o toque de um telemóvel perturbou por momentos a conferência que Eduardo Lourenço proferiu ao final da tarde de quinta-feira, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, não há que acusar ninguém: foi o do próprio filósofo a reclamar atenção. De resto, tudo foi sereno numa sessão que decorreu em registo confessional e que inaugurou o ciclo de conferências LER em Voz Alta, promovido pela revista LER pelos seus 25 anos de vida.» Ler no Correio da Manhã.


por Booktailors às 11:00 | comentar | partilhar

Sex, 21/Set/12

 

Evanildo Bechara, membro da Academia Brasileira de Letras (ABL), considera que, apesar de o novo Acordo Ortográfico ser «benéfico», por se tratar de uma «atualização necessária» da língua portuguesa, o Brasil foi quem mais cedeu na sua implementação. Para ler aqui.


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Sex, 21/Set/12

Curso de Livro Infantil,

por Carla Maia de Almeida

 

Objetivos:

Este curso não é uma oficina de escrita nem está vocacionado para a formação do leitor e para as ações pedagógicas associadas à leitura. Pretende-se, sim, explorar o universo do livro infantil tomando-o como objeto total, privilegiando a componente literária, mas sem negligenciar outros campos como a ilustração, a edição ou a sua evolução histórica. Será dado ênfase ao livro para crianças e não para adolescentes, que consideramos integrado numa lógica de funcionamento própria. Serão mostrados e trazidos à discussão dezenas de títulos, sejam portugueses, traduções ou originais noutras línguas. Estas escolhas refletem o gosto pessoal e as idiossincrasias da formadora e não têm qualquer pretensão de exaustividade nem de doutrinação.

 

Público-alvo:

Estudantes de literatura, edição e educação; professores, bibliotecários e educadores; pais e outros mediadores da leitura junto das crianças; ilustradores; livreiros. Todos os que gostam de ler livros para crianças.

 

Formadora:

Carla Maia de Almeida (Matosinhos, 1969) é jornalista freelancer, escritora, formadora e tradutora na área do livro infantil. Atualmente, é responsável pelas páginas de divulgação e crítica de livros para crianças na revista LER. Licenciada e pós-graduada em Comunicação Social pela Universidade Nova de Lisboa, tem uma pós-graduação em Livro Infantil pela Universidade Católica Portuguesa. Na Caminho, publicou O gato e a Rainha Só (ilustrações de Júlio Vanzeler, 2005), Não Quero Usar Óculos (ilustrações de André Letria, 2008), Ainda Falta Muito? (ilustrações de Alex Gozblau, 2009) e Onde Moram as Casas (ilustrações de Alexandre Esgaio, 2011). Foi a primeira autora de livros para crianças a beneficiar de uma residência no estrangeiro com o apoio da Direção-Geral do Livro e das Bibliotecas, em outubro de 2010. Escreve sobre livros e não só no blogue O Jardim Assombrado.

 

Programa:

1.ª Sessão: Era uma vez um reino incerto

Introdução ao curso. Que coisa é essa da «literatura infantil?». Origens e desenvolvimento do livro para crianças em Portugal. Do livro de conceitos ao romance juvenil: diferentes géneros de um produto editorial específico mas pleno de ambiguidades. Breve panorama do mercado do livro infantil. A quem serve a crítica da literatura infantil.

 

2.ª Sessão: Contar para dar nomes às coisas

Os contos como desdobramento da vida interior e construção de sentido. Contos de fadas, contos tradicionais ou contos maravilhosos? O lobo mau não é vegetariano – sobre a temida crueldade dos contos. Não há temas difíceis, apenas livros que funcionam (ou não). A importância de contar histórias e o impacto da tradição oral no livro infantil.

 

3.ª Sessão: Some like it hot

Características e especificidades da tradução de livros para crianças. Alguns exemplos práticos. Autores estrangeiros – das coleções de clássicos da era de ouro das publicações juvenis aos autores contemporâneos e indispensáveis num Plano Pessoal de Leitura. Picture books: a nossa seleção incompleta.

 

4.ª Sessão: A arte de iluminar as palavras

Breve História da ilustração de livros para crianças. Diferentes linguagens e técnicas de ilustração. A expansão do picture story book (ou álbum) como campo contemporâneo de experimentação estética. Relação entre texto e imagem. O elo perdido no virar da página de um picture story book. Pop-ups e livros só com imagens são literatura?

 

5.ª Sessão: Posso usar a palavra «vislumbrar»?

Escrever para crianças: a ilusão da facilidade. Transformar o simples em complexo e vice-versa. Ritmo, fluência, densidade e substância. As boas ideias caem do céu. A perceção cosmológica da criança segundo Bachelard. Os Dez Mandamentos do Escritor. Escritores de livros para crianças e autoimagem. Um PPL – Plano Pessoal de Leitura.

 

6.ª Sessão: Isso não é para a tua idade!

Como escolher livros para crianças. Chaves de interpretação qualitativas para texto e ilustração. Erros mais frequentes. Orientação de leituras por idades, interesses temáticos e personalidade. Cativar o leitor relutante. A leitura literária como suporte de valores para o autoconhecimento e interação da criança com o mundo.

 

Sugestões bibliográficas:

A Emancipação da Literatura Infantil, Manuel António Teixeira Araújo (Campo das Letras);

A Formação do Leitor Literário, Teresa Colomer (Global Editora);

Breve História da Literatura para Crianças em Portugal, Natércia Rocha (Caminho);

Children’s Literature, Peter Hunt (Blackwell Publishing);

Contar Con Los Cuentos, Estrella Ortiz (Palabras del Candil);

Illustrating Children's Books, Martin Salisbury (A & C Black);

Crítica, Teoria e Literatura Infantil, Peter Hunt (Cosac Naify);

Poética da Literatura para Crianças, Zohar Shavit (Caminho);

Psicanálise dos Contos de Fadas, Bruno Bettelheim (Bertrand);

Mujeres Que Correm Com Los Lobos, Clarissa Pinkola Estés (Ediciones B);

Words About Pictures, Perry Nodelman (Georgia).

 

Dados técnicos:

N.º de sessões: 6.

Datas: 13, 15, 20, 22, 27 e 29 de novembro de 2012.

Horário: 18.30-21.30.

Total de horas: 18.

Propina: 225,00 €.

Descontos: 10% para todos os ex-alunos Booktailors e estudantes. 50% para desempregados e recém-licenciados. (Descontos não acumuláveis.)

Local: Bookoffice - Rua dos Fanqueiros, N.º 96 3.º Esq., 1100-232 Lisboa.

 

Para se inscrever, por favor envie CV (com a referência: LivInf VI) para: formacao@booktailors.com.

Etiquetas:

por Booktailors às 09:30 | comentar | partilhar

Sex, 21/Set/12

A Fundação Biblioteca Nacional anunciou a disponibilização de bolsas de apoio à publicação de obras de autores brasileiros em países membros da Comunidade de Países de Língua Oficial Portuguesa. O principal intuito do programa será a promoção da cultura e literatura brasileiras em países lusófonos, aplicando-se, contudo, a autores que já tenham sido publicados previamente no Brasil. As editoras que pretendam candidatar-se a este apoio poderão fazê-lo até 30 de setembro de 2013, para obras que sejam colocadas no mercado até dezembro do próximo ano. Mais informações aqui.

-

Campanha «Formai-vos!»: desconto de 50% para desempregados e recém-licenciados. Novidades 2012: [Lisboa] Produção e Orçamentação Gráfica, Acordo Ortográfico, Distribuição do Livro, Revisão de Texto - nível inicial, Comunicação Editorial, Livro Infantil [Porto] Revisão de Texto - nível inicial, Revisão de Texto - nível intermédio.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Qui, 20/Set/12
Qui, 20/Set/12

 

Conheça-o aqui. Via Falling into Infinity.

Etiquetas:

por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Qui, 20/Set/12

 

De acordo com The Guardian, já no século XVIII Alexander Pope e Sir Walter Scott assinavam críticas ao seu próprio trabalho sob nome falso. Para ler aqui.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 16:00 | comentar | partilhar

Qui, 20/Set/12

 

«A Assírio & Alvim tem a partir desta quinta-feira um novo site, informou a editora através de um comunicado.» Ler no Diário Digital. O novo sítio da editora pode ser acedido aqui


por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Qui, 20/Set/12

 

A Harper Voyager, chancela da HarperCollins de ficção científica e fantasia, vai aceitar manuscritos de autores não agenciados durante as duas primeiras semanas do mês de outubro. O objetivo, segundo a editora, é encontrar novas vozes e ideias originais. Para ler aqui.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 14:30 | comentar | partilhar

Qui, 20/Set/12

 

O novo e-reader da Amazon, Kindle Paperwhite, só chegará ao mercado internacional em 2013. A decisão dever-se-á provavelmente a questões relacionadas com os limites de stock. Para ler aqui. Via eBook Portugal.

Etiquetas: , ,

por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Qui, 20/Set/12

 

O corte de financiamento municipal e a falta de dinheiro puseram em risco de encerramento a casa-museu de Edgar Allan Poe em Baltimore, nos Estados Unidos. Para ler aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qui, 20/Set/12

«O presidente da Fundação Casa de Mateus, Fernando Albuquerque, decidiu cancelar definitivamente a sessão de entrega do Prémio D. Dinis: "Não haverá cerimónia solene."» Ler no Diário de Notícias.


por Booktailors às 11:00 | comentar | partilhar

Qui, 20/Set/12

 

Nos dias 22 e 23 de setembro, pelas 17.30 e 15 horas, respetivamente, decorrerá na praça do Rossio, em Lisboa, o espectáculo Conversas Com Versos, em que Eugénia Melo e Castro cantará poemas infantis de Maria Alberta Menéres, sua mãe. A iniciativa, que se baseia no primeiro livro de poesia infantil da autora, Conversas com Versos, editado pela primeira vez em 1968, integra-se no programa de abertura do Ano do Brasil em Portugal.


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Qui, 20/Set/12
Curso de Produção e Orçamentação Gráfica,
por João Costa

 

Objetivo:

Munir os formandos de valências, ferramentas e conhecimentos ao nível da produção gráfica e da sua orçamentação na área do livro. Como pedir e comparar orçamentos? Como lidar com gráfica e reconhecer os erros, antecipando problemas? Que critérios deveremos seguir para a selecção dos parceiros na área gráfica? Quais os melhores materiais e acabamentos para elaborar livros que vão de encontro às nossas necessidades?

 

Público-alvo:

Profissionais do setor do livro, na área editorial e promoção (assistentes editoriais, colaboradores dos departamentos de marketing e comunicação).

 

Formador:

João Costa é produtor gráfico da Finepaper e ex-director de produção da Cavalo de Ferro, com mais de 10 anos de experiência em edição e professor na Escola Profissional Bento de Jesus Caraça e no Curso de Especialização para Técnicos Editoriais, da FLUL. Leciona o módulo de Produção Gráfica no curso de Gestão de Projetos Editoriais, na Booktailors.

 

Programa:

1. Da escolha dos materiais.

2. Da escolha dos acabamentos.

3. Da escolha do tipo de impressão

4. Da selecção das gráficas.

5. Do acompanhamento da produção.

 

Nota: No final do curso os formandos farão uma visita a uma gráfica, situada na área da Grande Lisboa.

 

Dados técnicos:

N.º de sessões: 5, mais dia de visita a gráfica.

Datas: 8, 10, 15, 17 e 22 de outubro de 2012, mais data a acordar.

Horário: 18.30-21.30.

Total de horas: 15, mais visita a gráfica.

Propina: 225 €.

Descontos: 10% para todos os ex-alunos Booktailors e estudantes. 50% para desempregados e recém-licenciados. (Descontos não acumuláveis.)

Local: Bookoffice - Rua dos Fanqueiros, N.º 96 3.º Esq., 1100-232 Lisboa.

 

Para se inscrever, por favor envie CV (com a referência: POG II) para: formacao@booktailors.com.

Etiquetas:

por Booktailors às 09:30 | comentar | partilhar

Qui, 20/Set/12

 

Ao fim de 82 anos, ainda ninguém se entendeu quanto à data ideal para a realização da Feira do Livro de Lisboa. O editor da Bertrand Eduardo Boavida foi o diretor da edição de 2012 e garante que o debate sobre essa questão é reflexo de muitas outras coisas. E-books, distribuição e o IVA nos livros: são tudo temas a que um editor não pode fugir, muito menos no Blogtailors.


A APEL acolheu, na Feira do Livro, um conjunto de debates e comunicações sobre edição, com a presença de especialistas alemães e franceses. Porque é que os editores portugueses ignoraram esta oportunidade?

A Bertrand Editora acompanhou dois destes debates porque eram temáticas que nos interessavam particularmente e porque tinham um agendamento compatível com o nosso. Em relação aos outros editores, não posso dar-lhe uma resposta definitiva porque não falei com eles a este propósito. Se, apesar de tudo, tentarmos encontrar motivos para a sua ausência, ocorrem-me: a falta de tempo/disponibilidade, nomeadamente por estarem com outras atividades paralelas na Feira do Livro, e o seu desconhecimento dessas atividades

 

Os especialistas em edição alemães e franceses apontam a Amazon e o e-book como uma verdadeira ameaça às editoras e livrarias. Estaremos nós a ignorar esse perigo?

São dois aspetos para os quais os editores portugueses estão particularmente atentos, embora ainda sem posições fechadas, o que ajuda a explicar a sua reserva.

 

Porque é que ao fim de 82 anos ainda se discute a data da Feira do Livro de Lisboa?

A Feira do Livro de Lisboa é o principal evento do país onde se relacionam leitores, autores, diversas instituições, distribuidores, editores e livreiros e, por isso, é um momento privilegiado para se manifestarem as principais tensões que decorrem destas diferentes abordagens do livro e da leitura. A data da feira é uma manifestação dessas tensões.

 

Que balanço faz da edição deste ano da Feira?

Comercialmente, o balanço que fazemos desta edição é positivo.

 

Há alguma estratégia para travar a crescente desvalorização da Feira do Livro do Porto, quer por parte do público quer por parte dos editores?

Na sua pergunta subentende-se que quer o público quer os editores têm vindo a desvalorizar, de forma crescente, a Feira do Livro do Porto. Não me pronuncio em nome do público, mas não tenho dúvidas de que tem existido, da parte da APEL, da Câmara Municipal e das editoras que têm estado presentes, nas quais a Bertrand se inclui, uma séria preocupação na valorização da Feira do Livro do Porto, porque todos têm consciência da sua importância na divulgação do livro e da leitura.

 

Qual a situação mais delicada por que passou enquanto editor?

A posteriori, as situações delicadas tendem a assumir menor dimensão. As situações mais delicadas são sempre as que enfrentamos diariamente e que o futuro ajuda a perspetivar de forma adequada.

 

O que pode ser a Bertrand do futuro? Para onde se dirige?

No futuro queremos que a Bertrand Editora continue a ser uma das mais destacadas editoras portuguesas. A nossa direção deve ir na direção da leitura.

 

Como vê estas recentes falências de empresas de distribuição? E que futuro antevê para os livreiros independentes?

As recentes dinâmicas das empresas de distribuição são reflexo das mudanças sofridas pelo mercado do livro nos últimos anos com editoras e retalhistas cada vez mais fortes e, por isso, com menor capacidade negocial para quem está no meio. Na sequência disto, também o futuro dos livreiros independentes me parece muito dificultado.

 

O que devem os editores saber rapidamente sob pena de desaparecerem?

Saber ler os sinais do tempo.

 

Que palavra já não consegue ouvir?

«Kardex.»

 

Qual o seu maior ódio de estimação?

Tento não ter.

 

Se pudesse fazer uma pergunta ao atual secretário de Estado da Cultura, qual seria?

Para quando a uniformização do IVA nos livros em papel e em formato digital, de preferência ao nível do Luxemburgo?

 

Na atual conjuntura, como fazemos para que a língua portuguesa valha mais do que a PT, como apontou o ex-ministro da Cultura Pinto Ribeiro?

A melhor solução seria cotá-la em bolsa, mas, até lá, temos de nos conformar com o facto de serem universos com diferentes medidas.

 

Acha que devíamos implementar o novo Acordo Ortográfico?

O Acordo Ortográfico já está em processo de implementação. Como editores, devemos respeitar a vontade dos autores.

 

Dê-nos uma boa ideia para o setor editorial português.

O que não falta são boas ideias ao setor editorial português.

 

Que pergunta não fizemos e deveríamos ter feito?

O mais importante foi perguntado.



Nasceu em Lisboa em maio de 1954. Em 1975 emprega-se como livreiro na Livraria Castil Alvalade, e foi aí que começou a olhar para os livros com outros olhos. Embora tenha feito algumas tentativas para mudar de vida, acabou sempre por regressar. Passou pela Valentim de Carvalho e pela FNAC antes de, em 1999, entrar para a Bertrand, onde atualmente exerce as funções de diretor editorial da Bertrand Editora.

-

Campanha «Formai-vos!»: desconto de 50% para desempregados e recém-licenciados. Novidades 2012: [Lisboa] Produção e Orçamentação Gráfica, Acordo Ortográfico, Distribuição do Livro, Revisão de Texto - nível inicial, Comunicação Editorial, Livro Infantil [Porto] Revisão de Texto - nível inicial, Revisão de Texto - nível intermédio.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Subscreva a nossa newsletter

* indicates required
Publicações Booktailors
Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem, Sara Figueiredo Costa



PVP: 12 €. Oferta de portes (válido para território nacional).

Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, Sara Figueiredo Costa



PVP: 10,80 €. Preço com 10% de desconto e oferta de portes (válido para território nacional).

A Edição de Livros e a Gestão Estratégica, José Afonso Furtado



PVP: 16,99 €. 10% de desconto e oferta de portes.

Livreiros, ler aqui.

PROMOÇÃO BLOGTAILORS



Aproveite a oferta especial de dois livros Booktailors por 20 €.

Compre os livros Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, de Sara Figueiredo Costa e A Edição de Livros e a Gestão Estratégica, de José Afonso Furtado por 20 €. Portes incluídos (válido para território nacional).

Encomendas através do e-mail: encomendas@booktailors.com.

Clique nas imagens para saber mais.
Leitores
Acumulado (desde Setembro 2007):

3 000 000 visitas


Site Meter
arquivo

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Etiquetas

acordo ortográfico

adaptação

agenda do livro

amazon

apel

associativismo

autores

bd | ilustração

bertrand

bibliotecas

blogosfera

blogtailors

blogtailorsbr

bookoffice

booktailors

booktrailers

byblos

coleção protagonistas da edição

correntes d'escritas 2009

correntes d'escritas 2010

correntes d'escritas 2011

correntes d'escritas 2012

design editorial

dia do livro

direitos de autor

distribuição

divulgação

e-book

e-books

edição

editoras

editores

emprego

ensaio geral na ferin

entrevista

entrevistas booktailors

estado | política cultural

estatísticas e números

eventos

feira do livro de bolonha 2010

feira do livro de frankfurt 2008

feira do livro de frankfurt 2009

feira do livro de frankfurt 2010

feira do livro de frankfurt 2011

feira do livro de frankfurt 2013

feira do livro de lisboa

feira do livro de lisboa 2009

feira do livro de lisboa 2010

feira do livro do porto

feira do livro do porto 2009

feiras do livro

feiras internacionais

festivais

filbo 2013

fnac

formação

formação booktailors

fotografia | imagem

fusões e aquisições

google

homenagem

humor

ilustração | bd

imagens

imprensa

internacional

kindle

lev

leya

língua portuguesa

literatura

livrarias

livro escolar

livro infantil

livros

livros (audiolivro)

livros booktailors

london book fair

marketing do livro

mercado do livro

notícias

o livro e a era digital

óbito

opinião

opinião no blogtailors

os meus livros

poesia

polémicas

porto editora

prémios

prémios de edição ler booktailors

profissionais

promoção à leitura

revista ler

sítio web

sociologia e hábitos da leitura

tecnologia

top livros

twitter

vídeo

todas as tags