Booktailors
info@booktailors.com

Travessa das Pedras Negras

N.º 1, 3.º Dto.

1100-404 Lisboa
(+351) 213 461 266

Facebook Booktailors
Twitter Booktailors

FourSquare Booktailors



Facebook Bookoffice


Editoras Nacionais
Livrarias Nacionais
Livrarias on-line
Editoras Brasileiras
Imprensa Brasileira
Blogosfera Brasileira
Eventos no Brasil
Imprensa Internacional

Associações e Institutos de Investigação
Feiras internacionais
Qui, 31/Out/13
Qui, 31/Out/13

 

«Hélia Correia e Manuel de Freitas são os vencedores do prémio PEN Poesia e os académicos Rosa Maria Martelo e Fernando Rosas, do prémio PEN Ensaio. Ao romance de João Bouza da Costa foi atribuído o prémio PEN Narrativa e a Raquel Nobre Guerra o prémio PEN Primeira Obra.» Ler no Público.

 

«Os vencedores do prémio PEN Clube Português para o ano de 2012 foram anunciados ontem. Obras de Fernando Rosas e Hélia Correia estão entre as premiadas.» Ler no Diário de Notícias.

 

«Os Prémio P.E.N. na áreas da Poesia, Narrativa, Ensaio e Primeira Obra distinguiram seis autores, entre os quais a poetisa Hélia Correia e o escritor João Bouza da Costa, foi hoje anunciado.» Ler no Diário Digital, no Expresso e na RTP.

 

«Os Prémios P.E.N. na áreas da Poesia, Narrativa, Ensaio, com valor pecuniário de 5 mil euros, e Primeira Obra (2500 euros) distinguiram seis autores, entre os quais a poetisa Hélia Correia e o escritor João Bouza da Costa.» Ler no Correio da Manhã.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 17:44 | comentar | partilhar

Qui, 31/Out/13

 

Saiba quais são aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Qui, 31/Out/13

 

 

Desde 2011, ano em que o Instituto Moreira Salles decidiu criar o Dia D, em homenagem ao poeta Carlos Drummond de Andrade, nascido a 31 de outubro de 1902, que por todo o Brasil se realizam eventos para celebrar a poesia do autor brasileiro. Para ler aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Qui, 31/Out/13

 

Para ler aqui.


por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Qui, 31/Out/13

 

Conheça-o aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qui, 31/Out/13

 

«A autobiografia do antigo treinador do Manchester United Alex Ferguson, que treinou Nani e Cristiano Ronaldo, estabeleceu um novo recorde de vendas na primeira semana, segundo dados revelados pela revista The Bookseller.» Ler no Jornal de Notícias.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 11:00 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Qui, 31/Out/13

 

«Os portugueses Afonso Cruz, João de Melo, Mário Zambujal, Nuno Camarneiro e Ricardo Araújo Pereira são os convidados desta edição.» Ler no Público.


por Booktailors às 10:40 | comentar | partilhar

Qui, 31/Out/13

© Carlos da Veiga Ferreira — Festa dos 25 anos da Teorema,

com os sócios que permaneceram na editora até à sua venda,

em 2007 Jorge Azevedo, José Elias Mendonça e Mário Vidal Pereira, c. 1998.

 

«Quando ficou responsável pela linha editorial da Teorema, já tinha uma ideia definida do tipo de catálogo que queria construir ou tratou-se de um processo que foi acontecendo sem grande definição prévia?

Quando fiquei sozinho na Teorema, a editora já tinha cerca de 60 títulos. Mas as coisas já estavam mais ou menos estruturadas. Havia uma zona de ficção, uma de ensaio e uma infantil, todas elas bastante boas e todas elas com alguns pilares. […] Por exemplo, o primeiro livro do Sándor Márai publicado em Portugal foi publicado por mim e chama-se A Conversa de Bolzano. Para mim é o melhor livro dele, e estou farto de dizer à Cecília [Andrade] para o publicar na Dom Quixote [editora que tem estado a publicar o autor, recentemente], ainda por cima é uma tradução do Miguel Serras Pereira. Curiosamente, na altura em que o publiquei, não vendeu nada; só depois é que se tornou um autor na moda. Depois descobri outro autor magnífico, um húngaro chamado Miklós Szentkuthy, um tipo completamente louco que viveu todo o tempo do comunismo em casa, com uma biblioteca de 45 mil volumes, e que só escreveu um romance, chamado O Breviário de Santo Orfeu, em dez volumes. Eu publiquei três: A Margem de Casanova, Escorial e Primavera Negra. Não vendi nada de nenhum deles, mas um belo dia estava em Londres a falar com um editor húngaro e, quando lhe disse que publicava o Miklós Szentkuthy, ele disse-me: "O Sándor Márai é muito bom, mas esse é o melhor autor húngaro de sempre." E eu disse-lhe que era capaz de ser verdade, mas que aqui em Portugal não vendia nada. Ao que ele me disse: "Na Hungria também não", o que me deu algum alívio.»

 

Fotografia retirada da página 98 e excerto retirado das páginas 40 e 41 da obra.

 

Livro disponível para encomenda através do e-mail encomendas@booktailors.com. PVP 12,00 € (oferta de portes de envio).


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Qui, 31/Out/13
Curso de Marketing do Livro,
por Paulo Ferreira

 

Objetivo: O curso de Marketing do Livro pretende apresentar as noções essenciais da disciplina do marketing, fazendo-se a devida ponte com o setor do livro. Far-se-á uma análise do negócio editorial português, focando-se os seus protagonistas e como se delineiam estratégias de produto, preço, distribuição e comunicação para impactar o público-final. Analisar-se-ão diferentes estudos de caso do setor do livro, com ênfase no mercado português, tendo em conta os pontos acima.

 

Formador:

Paulo Ferreira é consultor e gestor editorial, docente, agente literário. Nasceu em Lisboa, em 1980. Em 2007 fundou a Booktailors. Com uma pós-graduação em Edição, trabalha no meio dos livros. Publicou contos e outros textos na imprensa. É colaborador da revista LER. Participa regularmente em colóquios e seminários dedicados à edição de livros. É especialista convidado da Universidade de Aveiro, no mestrado em Edição. É diretor da revista B:Mag e dinamiza o Blogtailors, inteiramente dedicado à edição de livros. Programa para diversos eventos literários (Festival Literário da Madeira, Feira do Livro de Lisboa, Festival Literário de Castelo Branco, LeV — Literatura em Viagem, etc.), tendo sido produtor executivo da presença portuguesa na Feira do Livro de Bogotá em 2013, na qual Portugal foi país tema. Publicou o seu primeiro romance em 2011 (Onde a Vida Se Perde, Quetzal). Dirige a agência literária Bookoffice.

 

CONCEITOS-BASE DE MARKETING. SUA APLICAÇÃO AO MERCADO DO LIVRO

1. Conceitos-base. Definição, caracterização, estratégias, objetivos

1.1 Mercado.

1.2 Marketing.

1.3 Marca.

1.4 Posicionamento.

1.5 Segmentação.

1.6 Naming.

 

ANÁLISE DE AMBIENTE. O NEGÓCIO DO LIVRO EM PORTUGAL

2. Caracterização do negócio do livro

2.1 O caráter livre do mercado do livro.

2.2 Valor de mercado. A ausência de estatísticas.

2.3 As fusões, aquisições e a constituição de grandes grupos editoriais.

2.4 Concentração dos pontos de venda.

2.5 Alteração do perfil de leitor.

 

3. Protagonistas: casas de edição

3.1 Os grandes grupos de edição.

3.2 As PME — Pequenas e Médias Editoras.

3.3 As imprints. As editoras de nichos.

 

4. Os canais de vendas (retalho tradicional, livrariasem linha, grandes superfícies, armazéns e cadeias livreiras)

 

O PRODUTO

5. Noções gerais

5.1 Marketing do produto.

5.2 O produto-livro.

5.3 Estratégias de valorização do livro.

5.4 Outras características.

 

6. Mercado

6.1 Conhecer o mercado.

6.2 Time-to-Market.

6.3 Os mercados do livro.

6.4 Segmentação.

 

7. Estratégias

7.1 Alguns caminhos.

7.2 Abordagens.


O PREÇO

8. Cadeia de valor

 

9. Lei do Preço Fixo

 

10. Noções gerais: conceitos e enquadramento legal

 

11. Fixação do preço

11.1 Métodos de fixação do preço.

11.2 Casos práticos.

 

A DISTRIBUIÇÃO

14. Tendências da distribuição em Portugal (A configuração do layout de produtos no ponto de venda, os saldos e as feiras do livro, a política de descontos, os novos canais de vendas...)

 

15. Os modelos de distribuição

15.1 Própria.

15.2 Delegada.

15.3 Mista.

 

16. Caracterização dos principais canais de venda

16.1 As livrarias tradicionais.

16.1.1 Caracterização.

16.1.2 Críticas comuns.

16.1.3 Boas práticas.

 

16.2 Armazéns e cadeias de livrarias. Caracterização.

16.3 As grandes superfícies. Caracterização.

16.4 As livrarias online. Caracterização.

16.5 Os canais emergentes.

 

17. Contributos para uma boa gestão

 

A COMUNICAÇÃO

18. Caracterização da comunicação editorial (o investimento neste elo da cadeia de valor; os meios de comunicação social; a necessidade de falar com público final e as bases de dados de leitores; a noção de marca na comunicação editorial)

 

19. As ferramentas e instrumentos de comunicação dos editores

 

20. Os meios de comunicação social tradicionais

20.1 Assessoria de imprensa.

20.2 Imprensa.

20.3 Rádio.

20.4 Televisão.

 

21. Os novos meios de comunicação social (blogosfera, comunidades sociais)

 

Dados técnicos:

N.º de sessões: 6.

Datas: 19, 21, 26 e 28 de novembro e 3 e 5 de dezembro de 2013.

Horário:18.30 - 21.30.

Total de horas: 18.

Propina: 150 €.

Descontos: 10% para todos os ex-alunos Booktailors e estudantes e para pagamentos em duas prestações. (Os descontos são acumuláveis.)

Promoções: Todos os formandos do curso terão direito a 10% de desconto numa compra na Livraria Cabeçudos. Saiba mais aqui.

Local: Bookoffice — Travessa das Pedras Negras, n.º 1, 3.º direito, 1100 - 404 Lisboa.

 

Para se inscrever, por favor envie CV (com a referência: MKT XVI) para: formacao@booktailors.com.

-

Consulte a oferta de formação da Booktailors na barra lateral do blogue.

Etiquetas:

por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Qua, 30/Out/13
Qua, 30/Out/13

 

Saiba mais aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Qua, 30/Out/13

«A língua portuguesa quer ter um lugar próprio nas organizações internacionais e ser língua de referência na inovação e na ciência.» Ler no Público.


«Se fosse virtual, a II Conferência sobre a Língua Portuguesa em Lisboa podia começar com uma visita, no Museu da Língua Portuguesa de São Paulo. Uma visita guiada pelo director Antonio Sartini do primeiro museu dedicado a um património tão imaterial como uma língua. Um museu com honras no New York Times, que na altura se congratulou por finalmente “a língua portuguesa ser colocada no pedestal que merecia”, lembrou Antonio Sartini, na mesa que coordenou, esta quarta-feira, dedicada à internacionalização e indústrias culturais.» Ler no Público.


por Booktailors às 16:45 | comentar | partilhar

Qua, 30/Out/13

 

As obras Crónica da Casa Assassinada, de Lúcio Cardoso, e Machado de Assis: Por uma poética da emulação, da autoria de João Cezar de Castro Rocha, serão publicadas no próximo ano nos Estados Unidos. Para ler aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Qua, 30/Out/13

Cerca de metade das vendas da Hachette no Reino Unido estão a ser feitas em linha. Será isto um motivo de preocupação? Leia mais aqui

Etiquetas:

por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Qua, 30/Out/13

 

Leia mais aqui.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qua, 30/Out/13

Morreu, no passado fim-de-semana, Fernanda Pinto Rodrigues, tradutora de alguns dos nomes mais relevantes da literatura anglo-saxónica. Com uma vida dedicada à tradução, pelas suas mãos passaram autores como Doris Lessing, Nabokov, Rex Stout, Agatha Christie, J. G. Ballard, J. R. R. Tolkien, Stephen King, Ray Bradbury, Henry Miller, Hervé Bazin, Bernanos, Ian McEwan, A.S. Byatt, Hermann Hesse, Collette, Soljenitsine, Ishiguro, Defoe, Updike, Orwell, Malcolm Lowry, Jane Austen, Raymond Chandler, Mark Twain, Patricia Highsmith, Ruth Rendell, Saul Bellow, Steinbeck.

 

Recebeu, em 1995, o Grande Prémio de Tradução, atribuído pelo P. E. N. Clube Português e pela Associação Portuguesa de Tradutores. Para assinalar a sua carreira notável, a tradutora foi inclusivamente distinguida, em 2009, com o Prémio Especial Tradução dos Prémios LER/BOOKTAILORS, anunciado durante a 10.ª edição do Correntes d'Escritas.

Etiquetas:

por Booktailors às 10:00 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Qua, 30/Out/13

 

Na semana em que regressa o Ensaio Geral na Ferin, o Blogtailors visita a livraria que todas as primeiras sextas-feiras de cada mês recebe o programa da Rádio Renascença e os seus convidados, para uma conversa com o público presente.

 

Alguns turistas entram na Livraria Ferin. Passeiam os olhos não só pelos livros mas também pela livraria, como que se apercebendo de que o sítio testemunhou a passagem dos tempos e merece ser visitado, não como outra loja de comércio. A um canto, o livreiro João Paulo Dias Pinheiro conversa longamente com um vendedor, a quem pede livros específicos, discutindo cada pormenor.

 

A Livraria Ferin, que se situa na rua Nova do Almada, ao Chiado, é talvez uma das mais antigas lojas em funcionamento no coração da cidade de Lisboa. E é certamente a casa que há mais anos preserva o negócio livreiro na família. «Livraria Ferin: desde 1840» não é apenas um lema. É «um aspeto de solidez, confiança, de gente que há muitos anos está nisto», entende João Paulo Dias Pinheiro, porque «quando a livraria se mantém estes anos todos, é por amor aos livros, à profissão».

 

Na Ferin, os livros ainda são tratados como objeto de dimensão elevada e de paixão, recebendo por isso os melhores cuidados. Os livros em exposição estão envoltos por um elástico que os cuida e impede que a capa fique enrugada, cuidado que só poderia ser tido por um livreiro que ame os seus livros. A livraria cheira a madeira encerada, odor que emana das prateleiras de madeira escura e que instintivamente nos situa num sítio antigo e respeitável.

 

 

«A livraria tem este ar antigo e pesado, mas pode interessar a uma camada a partir dos 18-20 anos», crê João Paulo Dias Pinheiro, que receia um afastamento do público mais jovem do seu estabelecimento tão antigo, dada a proximidade da FNAC do Chiado. Os clientes fiéis, esses, tem-nos, sendo que muitos deles foram ou são figuras conhecidas da vida intelectual portuguesa (não utiliza o termo «ilustres»: «ilustres são todos os clientes»). E começamos uma viagem pela memória da livraria nos relatos de João Paulo Pinheiro.

 

Mouzinho de Albuquerque, militar e governador colonial português, cuja ação foi determinante para a ocupação portuguesa de parte do território moçambicano, viria a suicidar-se a 8 de janeiro de 1902, em Lisboa. Mas antes disso terá passado pela Livraria Ferin para liquidar todas as suas contas e levantar algumas encadernações. Eça de Queirós citou a livraria várias vezes na obra A Capital. Já na atualidade, podem referir-se alguns nomes como Dom Duarte de Bragança, Maria Barroso, José Pacheco Pereira, António Pedro Vasconcelos, entre outros. O próprio José Saramago terá frequentado a livraria. João Paulo Dias Pinheiro fala com especial amizade das muitas vezes que terá atendido Sophia de Mello Breyner: «vinha sempre ao fim do dia, quando estava quase a fechar a porta. Ficávamos a conversar», lembra. Enquanto decorre a entrevista a João Paulo, o poeta Nuno Júdice também entra na livraria.

 

 

Entre vendas e leilões, João Paulo Dias Pinheiro vai tentando angariar algumas relíquias que contam o passado da Ferin. Entre estes livros-relíquia, que não estão disponíveis para venda, encontram-se entre outros uma edição da tradução portuguesa de Hamlet, de Shakespeare, da autoria do rei D. Luís e assinada pelo próprio, com encadernação dourada por folhas, feita na livraria. Possui ainda outro exemplar do mesmo livro, com uma encadernação diferente, também executada na Ferin. João Paulo Dias Pinheiro guarda ainda a Medalha de Ouro arrecadada pela livraria na Exposição Universal Internacional de Paris, em 1900, e uma outra, de prata e mais antiga, conseguida na Exposição Internacional do Porto, em 1865.

 

No coração da cidade e das transformações

Localizada a uns escassos metros da Câmara Municipal de Lisboa, no coração da capital, que é tantas vezes o palco de revoluções e mudanças políticas, a livraria chegou mesmo a ter proteções de ferro que a resguardaram das arruaças na Primeira República, por exemplo. Felizmente, esses utensílios não têm utilidade desde esses tempos, mas outras ameaças à livraria surgiram. O incêndio que deflagrou no Chiado em 1988 obrigou à construção de um guarda-vento na entrada da livraria. «Ao fim do dia, a cinza e a fuligem deixavam os balcões e os livros todos negros», lembra João Paulo Dias Pinheiro.

 

Nota-se, em João Paulo, um saudosismo de outros tempos, desses tempos que já só a livraria pode recordar: «saiu da rotina o vir folhear uns livros para a livraria», lamenta o livreiro. O passado da Ferin relembra uma vida intelectual ativa na cidade de Lisboa, que despontava na livraria, na qual acabavam por acontecer encontros e tertúlias com várias personalidades proeminentes da época. «A tertúlia, antigamente, era uma coisa espontânea, informal. Hoje, serve para travar a desertificação e trazer as pessoas às livrarias», explica. Tempos em que a avidez de conhecimento era satisfeita na livraria, não na Internet.

 

João Paulo Dias Pinheiro conta: «há uns anos já largos, quando cheguei a Frankfurt [à Feira do Livro], [os novos suportes de leitura do livro] já ocupavam um pavilhão». O livreiro tem o Natal de 2009 como o ponto de viragem do mercado, quando as vendas de livros digitais da Amazon superaram as vendas em papel. Mas é veemente quando afirma a sua convicção de que «o livro nunca acabará», garantindo que «neste momento ainda se vende muito livro em papel», e que o futuro terá que se resumir num balanço entre os dois meios. Quanto a João Paulo Dias Pinheiro, o livreiro de 55 anos, 39 dos quais ao serviço da livraria, em que lado se situa? Não hesita: «sou um livreiro do papel». Para ele, é isso que o livro é.

 

Uma livraria que é um membro da família

João Paulo Dias Pinheiro é um dos membros da sexta geração da família Ferin em Portugal. Tal dado pareceria despropositado, não fosse o facto de a Livraria Ferin ver na genealogia heráldica uma das suas especializações, além do evidente orgulho do livreiro na antiguidade e história da família. A livraria foi fundada pela sua quinta-avó, o que significa que o negócio foi passando, de geração em geração, até à sexta geração de Ferins. João Paulo vê a livraria «como parte integrante da família».

 

A primeira geração de Ferins livreiros inicia-se com duas irmãs de ascendência francesa. Maria Teresa casou-se, em 1837, com o belga Pedro Langlet, mercador de livros em Lisboa que possuía uma livraria no Cais do Sodré, tendo depois passado a sua livraria para a Ferin. Gertrudes Clara, que tinha um gabinete de leitura na Rua Nova do Carmo, casou-se, em 1840, com um encadernador, Manuel Robin, que era proprietário de uma oficina de encadernação na rua da Horta Seca. Manuel Robin também transferiu para a livraria a encadernação. Neste tempo, a livraria ganhou notoriedade como encadernadora e foi nomeada por D. Pedro V, em 1861, encadernadora das reais bibliotecas, o que lhe conferia o direito de usar as armas reais.

 

 

João Paulo Dias Pinheiro define a Ferin como uma «livraria internacional», no sentido em que a livraria não tem livros apenas em português. A origem francófona dos primeiros livreiros Ferin, assim como o facto de, no século XIX, grande parte das ideias da cultura europeia serem importadas de França, criou a tradição do livro francófono no estabelecimento, que ainda hoje é mantida. Livros de História e biografia política, em francês, são os que predominam nesta vertente, além dos livros sobre arte e dos que são importados não só de França mas também de Inglaterra, Itália e Espanha. No entanto, a facilidade com que atualmente se encomendam livros do estrangeiro veio tirar mercado à livraria. Mas João Paulo Dias Pinheiro ressalva que «há clientes que preferem vir aqui adquirir os seus livros».

 

Em português, os livros que podem encontrar-se na Ferin estão sobretudo relacionados com História e atualidade política, em simultâneo com livros sobre temas como as artes. «Temos clientela fidelizada e apanhamos nichos de mercado», explica João Paulo Pinheiro. «Procuramos ter livros que sejam menos comuns e que não se encontrem com facilidade noutras livrarias».

 

 

Aquilo que o livreiro mais lamenta é o tempo reduzido para apreciar e fazer a escolha dos livros e a consequente alteração na relação com os editores e fornecedores. «A livraria tem o reconhecimento dos editores porque está no mercado há estes anos todos. Os próprios vendedores reconhecem uma diferenciação, reconhecimento também da atenção que lhes dou. Esta relação é importante», admite. No entanto, «os editores recorrem muito mais aos e-mails e PDF», algo que leva João Paulo Dias Pinheiro a afirmar que já gostou mais de ser livreiro, noutros tempos. «Passamos a ter menos tempo para fazer aquilo de que gostamos: dar uma vista de olhos pelos livros, falar com os clientes». E observa ainda o «receio» que se sente na edição, «não só em Portugal mas também na Europa», fruto de uma crise geral.

 

No caso de Lisboa, que tem vindo a assistir ao encerramento de várias livrarias históricas como a Livraria Portugal, a Sá da Costa e a Citação, João Paulo crê que «não poderá ser má gestão» a causa dos encerramentos, pois o cenário não se limita a Lisboa, nem ao país, mas estende-se à Europa. Como forma de se afirmar no mercado, a Livraria Ferin associou-se ao grupo Princípia em 2011, garantindo João Paulo Pinheiro que a Ferin mantém a sua independência como livraria, vendo esta relação como uma convergência de esforços «para desenvolver as duas empresas».

 

Os eventos promovidos pela Livraria Ferin

Como forma de travar a desertificação da livraria, a Ferin promove vários eventos no piso inferior dos números 70 a 74 da rua Nova do Almada. Além do programa Ensaio Geral, que é realizado em parceria com a Booktailors e é emitido uma vez por mês na Rádio Renascença, criou três tertúlias quinzenais (uma diplomática, outra sobre pensamento e política e uma terceira sobre a reforma do Estado), organizadas pelo eurodeputado José Ribeiro e Castro, para as quais são convidadas personalidades da área — embaixadores estrangeiros em Portugal, por exemplo. A Ferin deseja ainda, para breve, inaugurar novas tertúlias sobre diversos temas — poesia, História, artes, entre outros. A sua vontade é «recuperar o espírito antigo e pôr a livraria na rota do quotidiano das pessoas». Um projeto antigo para a criação de um café, de apoio à presença dos clientes e que seja um ponto de encontro, também não está esquecido. João Paulo Dias Pinheiro lembra ainda que a sala da livraria está «à disposição das editoras e dos autores» para eventos.

 

Os tempos de crise que chegam às livrarias levam João Paulo Dias Pinheiro a ser assertivo: ser livreiro «é uma profissão apaixonante, mas em termos económicos não é o que as pessoas ambicionam». Apesar de tudo, tem transmitido às outras gerações da família o gosto pelos livros. «Procuro, sempre que há eventos, trazer os meus filhos para aqui», declara.

 

Como livreiro, um dos seus objetivos passa por «transmitir esta paixão pelos livros», e aponta a partilha com os clientes da Ferin como «a parte mais rica da profissão». Orgulha-se de pequenas recompensas que recebe pelo seu trabalho, como o facto de perceber que os turistas estrangeiros gostam de visitar a livraria. Pontualmente, faz até visitas guiadas. Já teve um pedido de um grupo de 20 franceses, por exemplo, e este é um ótimo sinal para o livreiro, que pretende manter a Livraria Ferin nas rotas de portugueses e estrangeiros. É como visitar um ponto histórico da cidade — mas não um museu, realça João Paulo Dias Pinheiro.

-

Nova campanha de descontos. Novidades 2013: [Lisboa]  Produção e Orçamentação Gráfica, Marketing do LivroEscrevi um livro. E agora?.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Ter, 29/Out/13
Ter, 29/Out/13

Imagem retirada daqui.


por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Ter, 29/Out/13

 

A rede social para leitores brasileira, a Skoob, inaugurou uma livraria em linha, administrada pela i-Supply, empresa de tecnologia especializada no mercado editorial. A partir de agora, os mais de 850 mil utilizadores da rede poderão avaliar as obras e comprar diretamente a partir do sítio da rede social. Para ler aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Ter, 29/Out/13

 

«A presidente do instituto Camões está confiante de que o Acordo Ortográfico, que ainda motiva polémica, será aplicado em Portugal e Brasil em 2015 e acabará por entrar em vigor nos restantes países lusófonos.» Ler no Sol e no Diário Económico.


por Booktailors às 14:30 | comentar | partilhar

Ter, 29/Out/13

 

«A temporada da Companhia Nacional de Bailado (CNB) para 2014, hoje apresentada em Lisboa, vai associar-se à obra poética de Sophia de Mello Breyner Andresen (1919-2004) e vai estrear cinco peças coreográficas, com destaque para criadores portugueses.» Ler no Diário Digital, no Diário de Notícias e no Sol.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Ter, 29/Out/13

 

«Editora Babel assegura que grupo de distribuição cancelou encomenda com base em “ordens superiores”.» Ler no Público.

 

«Babel diz que Jerónimo Martins fez encomenda mas depois recuou. O grupo garante que vende o livro, mas nas lojas corria ontem versão diferente.» Ler no iOnline.


por Booktailors às 12:10 | comentar | partilhar

Ter, 29/Out/13

 

«A tendência para o crescimento [da Língua Portuguesa] apoia-se numa população jovem no mundo lusófono. Conferência sobre Língua Portuguesa reúne dezenas de especialistas dos oito países da CPLP nestas terça e quarta-feiras em Lisboa.» Ler no Público.


por Booktailors às 12:05 | comentar | partilhar

Ter, 29/Out/13

 

«O CCB dedicou o dia de ontem [domingo] à obra do escritor que acaba de lançar mais um livro de crónicas e tem novo romance prestes a sair: Caminha como numa Casa em Chamas.» Ler no Diário de Notícias.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 12:00 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Ter, 29/Out/13

 

Leia aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Ter, 29/Out/13

 

No regresso do Ensaio Geral na Ferin, a jornalista da Rádio Renascença, Maria João Costa, estreia o novo formato do ciclo de tertúlias que, na primeira sexta-feira de cada mês, leva à Livraria Ferin, no Chiado, o programa Ensaio Geral da Rádio Renascença para uma gravação ao vivo.

 

Na sexta-feira, dia 1 de novembro, pelas 18.45, a dupla de convidados do Ensaio Geral será composta pelo autor Afonso Cruz, que lança esta semana o novo romance Para onde Vão os Guarda-Chuvas, e pelo chef José Avillez que estarão à conversa com Maria João Costa e o público presente na Livraria Ferin.

 

Esta é a segunda série do Ensaio Geral na Ferin, depois de um conjunto de programas que teve como convidados Vasco Graça MouraJosé Tolentino MendonçaMaria do Rosário PedreiraDulce Maria CardosoPedro MexiaAlmeida FariaTeolinda GersãoFrancisco José ViegasJosé Eduardo Agualusa.

 

Esta é uma iniciativa conjunta da Livraria Ferin, Rádio Renascença e Booktailors — Consultores Editoriais.

 

A entrada é livre.

-

Nova campanha de descontos. Novidades 2013: [Lisboa]  Produção e Orçamentação Gráfica, Marketing do LivroEscrevi um livro. E agora?.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Seg, 28/Out/13
Seg, 28/Out/13

Conheça-os e saiba porquê aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Seg, 28/Out/13

«Três artistas urbanos estão a pintar um mural na zona de Telheiras, em Lisboa, dedicado ao idioma português, com o objetivo de aliar a modernidade à conferência sobre a língua que se realiza esta semana.» Ler no Diário Digital.


por Booktailors às 16:00 | comentar | partilhar

Seg, 28/Out/13

 

A parceria estabelecida entre a editora Novo Século e o portal Omolete, dedicado a cinema e séries de televisão, irá dar origem a uma coleção de 20 livros sobre cinema, banda desenhada, videojogos e séries televisivas. De acordo com a editora, a nova coleção gerará lucros na ordem dos 830 mil euros. Para ler aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Seg, 28/Out/13

 

Na passada sexta-feira, Mia Couto, distinguido como um dos Melhores de Moçambique, no âmbito da gala do 11.º aniversário do Grupo Soico (uma das maiores empresas moçambicanas do setor de media), proferiu um discurso em que se insurgiu contra a atual situação política do país e alertou para a vaga de sequestros que tem ocorrido na capital de Moçambique.

 

Publicamos aqui o texto na íntegra, com a devida autorização de Mia Couto.

 

«Pensei bastante se estaria ou não presente nesta cerimónia. A razão para essa dúvida era a seguinte: há três dias a minha família foi alvo de várias e insistentes ameaças de morte. Essas ameaças persistiram e trouxeram para toda a nossa família um clima de medo e insegurança. A intenção foi-se revelando clara, depois de muitos telefonemas anónimos: a extorsão de dinheiro. A mesma criminosa ameaça, soubemos depois, já bateu à porta de muitos cidadãos de Maputo.

 

Poderíamos pensar que essas intimidações se reproduzem a tal escala que acabam por se desacreditar. Mas não é possível desvalorizar este fenómeno. Porque ele sucede num momento em que, na capital do país, pessoas são raptadas a um ritmo que não pára de crescer. Esses crimes reforçam um sentimento de desamparo e desprotecção como nunca tivemos nos últimos vinte anos da nossa história.

 

Esses que são raptados não são os outros, são moçambicanos como qualquer outro cidadão. De cada vez que um moçambicano é raptado, é Moçambique inteiro que é raptado. E de todas as vezes, há uma parte da nossa casa que deixa de ser nossa e vai ficando nas mãos do crime. Neste confronto com forças sem rosto nem nome, todos perdemos confiança em nós mesmos, e Moçambique perde a credibilidade dos outros.

 

Esses sequestros estão nos cercando por dentro como se houvesse uma outra guerra civil, uma guerra que cria tanta instabilidade como uma qualquer outra acção militar, qualquer outra acção terrorista.

 

Este é um fenómeno que atinge uma camada socialmente diferenciada do nosso país. Mas o mesmo sentimento de medo percorre hoje, sem excepção, todos os habitantes de Maputo, pobres e ricos, homens e mulheres, velhos e crianças que são vítimas quotidianas de crimes e assaltos.

 

Eu falo disto, aqui e agora, porque uma cerimónia destas nos poderia desviar do que é vital na nossa nação. Não podemos esquecer que o nosso destino colectivo se decide hoje sobretudo no centro do País, nessa fronteira que separa o diálogo do belicismo. E todos nós queremos defender essa que é a conquista maior depois da independência nacional: a Paz, a Paz em todo o país, a Paz no lar de cada moçambicano.

 

Se invoquei a situação que se vive hoje em Maputo é porque outras guerras, mais subtis e silenciosas, podem estar a agredir Moçambique e a roubar-nos a estabilidade e que tanto nos custou conquistar.

 

Caros amigos,

 

Estamos celebrando nesta Gala algo que, certamente, possui a intenção positiva de valorizar o nosso país. Mas para usufruirmos o que aqui está a ser exaltado, as melhores praias, os melhores destinos turísticos, precisamos de saber o ver o que nos cerca. Na realidade, e em rigor, o melhor de Moçambique não pode ser seleccionado em concurso. O melhor de Moçambique são os moçambicanos de todas etnias, todas as raças, todas as opções políticas e religiosas. O melhor de Moçambique é a gente trabalhadora anónima que, todos os dias, atravessa a cidade em viaturas transportados em condições que são uma ofensa à vida e à dignidade humanas.

 

O melhor de Moçambique são os camponeses que embalam à pressa os seus haveres para fugirem das balas. O melhor de Moçambique são os que,  mesmo não tendo dinheiro, pagam subornos para não serem incomodados por agentes da ordem cuja única autoridade nasce da arrogância.

 

O melhor de Moçambique são os que anonimamente constroem a nação moçambicana sem tirar vantagem de serem de um partido, de uma família, de uma farda.

 

Os melhores de Moçambique não precisam sequer que os outros digam que são os melhores. Basta-lhe serem moçambicanos, inteiros e íntegros, basta-lhes não sujarem a sua honra com a pressa de se tornarem ricos e poderosos.

 

Os melhores de Moçambique não precisam de grandes discursos para acreditarem numa pátria onde se possa viver sem medo, sem guerra, sem mentira e sem ódio. Precisam, sim, de acções claras que eliminem o crime e a corrupção. Porque a par deste galardão que distingue o melhor de Moçambique há um outro galardão, invisível mas permanente, que premeia o pior de Moçambique. Todos os dias, o pior de Moçambique é premiado pela impunidade, pela cumplicidade e pelo silêncio.

 

Caros amigos,

 

Disse, no início, que hesitei em estar presente nesta gala. Mas pensei que me competia, junto com todos vocês, a obrigação de construir um evento que fosse para além das luzes e das mediáticas aparências. Nós queremos certamente que esta festa tenha uma intenção e produza uma diferença. E esta celebração só terá sentido se ela for um marco na luta pela afirmação de valores morais e princípios colectivos. Para que a nossa vida seja nossa e não do medo, para que as nossas cidades sejam nossas e não dos ladrões, para que no nosso campo se cultive comida e não a guerra, para que a riqueza do país sirva o país inteiro.»

Etiquetas:

por Booktailors às 14:00 | comentar | partilhar

Seg, 28/Out/13

 

Decorre, durante o dia de amanhã, no Anfiteatro IV da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, o Colóquio de Homenagem a José Jorge Letria, que, através de um programa que compreende conferências e debates, pretende celebrar os 40 anos de vida literária do autor.

 

Ao longo do dia, investigadores das universidades de Coimbra e de Lisboa, entre os quais, Fernando Pinto do Amaral, Maria do Céu Fialho e Teresa Carvalho, irão proferir conferências que incidirão sobre a poesia e as influências clássicas na obra do autor. Durante a manhã, Miguel Real também participará no colóquio, com uma conferência intitulada «José Jorge Letria e o romance histórico».

 

Ao final da tarde, será lançada a obra E Tudo Era Possível (Clube do Autor), de José Jorge Letria, cuja apresentação estará a cargo de Manuel Frias Martins e que contará com a participação do escritor e da editora Cristina Ovídio. Após o lançamento, seguir-se-á um momento musical com Carlos Alberto Moniz. O programa completo encontra-se disponível aqui.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Seg, 28/Out/13

 

«O escritor Valter Hugo Mãe fez os argumentos para algumas histórias de banda desenhada de Agonia Sampaio, autor premiado, e diz: "É pena que a vida lhe tenha boicotado o talento".» Ler no Diário Digital e no Sol.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Seg, 28/Out/13

 

«A língua portuguesa é ainda falada em locais por onde os portugueses passaram ao longo da História como Macau, Goa (Índia) e Malaca (Malásia).» Ler no iOnline.

 

«Falado por 244 milhões de pessoas em todo o mundo, o português é a sexta língua mais falada do globo, mas é a quinta mais usada na Internet e a terceira nas redes sociais Facebook e Twitter.» Ler no Diário Digital e no Público.


por Booktailors às 11:00 | comentar | partilhar

Seg, 28/Out/13

 

«Inquérito diz que 58 por cento dos utilizadores da Internet já leu livros digitais.» Ler no Público.


por Booktailors às 10:54 | comentar | partilhar

Seg, 28/Out/13

 

«O ensaísta Eduardo Lourenço, que se encontrava internado desde segunda-feira no Hospital da Luz, em Lisboa, teve alta clínica esta sexta-feira, disse à agência Lusa fonte próxima do filósofo.» Ler no Público.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 10:35 | comentar | partilhar

Seg, 28/Out/13

 

«As obras Da Índia, com Amor – A extraordinária e desconhecida aventura das mulheres portuguesas na Carreira da Índia, de Júlia Nery (Sextante Editora), E a Noite Roda, de Alexandra Lucas Coelho (Tinta da China), Teoria Geral do Esquecimento, de José Eduardo Agualusa (Dom Quixote), que este ano venceu o Prémio Fernando Namora, Todas as Cores do Vento, de Miguel Miranda (Porto Editora) e Travessa d’Abençoada, de João Bouza da Costa (Sextante) são as cinco obras finalistas ao Prémio PEN de Narrativa, referente a 2012, foi divulgado esta sexta-feira.» Ler no Público.

 

«O júri do Prémio PEN de Narrativa, referente a 2012, divulgou hoje [sexta-feira] a lista das cinco obras finalistas, das quais sairá a vencedora que será anunciada no próximo dia 30.» Ler no Diário de Notícias.

 

«O escritor José Eduardo Agualusa, que este ano venceu o Prémio Fernando Namora, integra a lista dos cinco finalistas ao Prémio PEN de Narrativa 2012, cujo resultado será conhecido no dia 30 e que tem o valor pecuniário de cinco mil euros.» Ler no Correio da Manhã.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 10:30 | comentar | partilhar

Seg, 28/Out/13

 

«Este é o terceiro livro de inéditos de Agustina Bessa-Luís, desde que a escritora se retirou da vida pública, depois de ter sofrido um acidente vascular cerebral, após a edição de A Ronda da Noite». Ler no iOnline.

 

«Material literário inédito de Agustina Bessa-Luís, como contos, pensamentos, reflexões e pequenos textos, constitui o livro Caderno de Significados, que é publicado na próxima [esta] semana.» Ler no Diário de Notícias.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 10:20 | comentar | partilhar

Seg, 28/Out/13

 

«Após ter anunciado que não voltaria a publicar, a Nobel da Literatura diz agora que continuam a surgir-lhe ideias para novos contos.» Ler no Público.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 10:15 | comentar | partilhar

Seg, 28/Out/13

 

São algumas dicas para o sucesso de uma livraria independente e sobre o que podem — e devem — os leitores fazer para ajudarem as pequenas livrarias a sobreviver. Para ler aqui e aqui

Etiquetas:

por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Seg, 28/Out/13
Curso de Produção e Orçamentação Gráfica,
por João Costa

 

Objetivo:

Munir os formandos de valências, ferramentas e conhecimentos ao nível da produção gráfica e da sua orçamentação na área do livro. Como pedir e comparar orçamentos? Como lidar com gráficas e reconhecer os erros, antecipando problemas? Que critérios deveremos seguir para a seleção dos parceiros na área gráfica? Quais os melhores materiais e acabamentos para elaborar livros que vão ao encontro das nossas necessidades?

 

Público-alvo:

Profissionais do setor do livro, na área editorial e promoção (assistentes editoriais, colaboradores dos departamentos de marketing e comunicação).

 

Formador:

João Costa é produtor gráfico da Finepaper e ex-diretor de produção da Cavalo de Ferro, com mais de 10 anos de experiência em edição, tendo sido professor na Escola Profissional Bento de Jesus Caraça e no Curso de Especialização para Técnicos Editoriais da FLUL. Leciona o módulo de Produção Gráfica no curso de Gestão de Projetos Editoriais na Booktailors.

 

Programa:

1. Da escolha dos materiais.

2. Da escolha dos acabamentos.

3. Da escolha do tipo de impressão.

4. Da seleção das gráficas.

5. Do acompanhamento da produção.

 

Nota: No final do curso os formandos farão uma visita a uma gráfica, situada na área da Grande Lisboa.

 

Dados técnicos:

N.º de sessões: 5, mais dia de visita a gráfica.

Datas: 11, 13, 18, 20 e 22 de novembro de 2013, mais data a acordar.

Horário: 18.30-21.30.

Total de horas: 15, mais visita a gráfica.

Propina: 150 €.

Descontos: 10% para todos os ex-alunos Booktailors e estudantes e para pagamentos em duas prestações. (Os descontos são acumuláveis.)

Promoções: Todos os formandos do curso terão direito a 10 % de desconto numa compra na livraria Cabeçudos. Saiba mais aqui.

Local: Bookoffice — Travessa das Pedras Negras, n.º 1, 3.º direito, 1100 - 404 Lisboa.

 

Para se inscrever, por favor envie CV (com a referência: POG IV) para: formacao@booktailors.com.

Etiquetas:

por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Dom, 27/Out/13
Dom, 27/Out/13

 

Vídeo retirado daqui.

-

Nova campanha de descontos. Novidades 2013: [Lisboa] Produção e Orçamentação Gráfica, Marketing do Livro, Escrevi um livro. E agora?; [Porto] Escrevi um livro. E agora?.

Etiquetas:

por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Sáb, 26/Out/13
Sáb, 26/Out/13

 

Vídeo retirado daqui.

-

Nova campanha de descontos. Novidades 2013: [Lisboa] Produção e Orçamentação Gráfica, Marketing do Livro, Escrevi um livro. E agora?; [Porto] Escrevi um livro. E agora?.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Sex, 25/Out/13
Sex, 25/Out/13

 

Saiba quais são aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Sex, 25/Out/13


Lei das biografias: Escritores ameaçam abandonar género 

A polémica em torno das biografias continua. Desta vez, foram as declarações de dois biográfos que vieram reacender o debate. Os autores Lira Neto e Mário Magalhães ameaçam abandonar a escrita de obras biográficas se a lei que rege a publicação de biografias não for alterada.

 

Lei das biografias: Líder do Partido dos Trabalhadores afirma que debate «não está maduro»

De acordo com José Guimarães, o debate «ainda não está maduro» e os membros da Câmara de Deputados precisam de discutir mais o tema, antes de tomar decisões.

 

Lei das biografias só deve chegar à Câmara de Deputados em novembro

A Câmara de Deputados brasileira decidiu dar prioridade a outros temas e deixar o debate para o próximo mês. 

 

Sérgio Sant'Anna desclassificado pelo júri de Jabuti

Graças à desclassificação da obra Páginas Sem Glória de Sérgio Sant'Anna, Diálogos Impossíveis de Luis Verissimo ascendeu à primeira posição.


Grupo Saraiva nomeia novo diretor

Michel Jacques Levy é o novo diretor superintendente do grupo Saraiva. Depois de ter passado pela empresa de telecomunicações TIM e pela Microsoft Brasil, Levy passa agora a assumir funções de gestão no seio do grupo editorial.

 

Depois de habitação, alimentação e transporte, cultura é onde os brasileiros mais gastam dinheiro

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a cultura surge em quarto lugar na hierarquia de despesas dos brasileiros. Contudo, o que encarece os gastos relativos à cultura é a inclusão da categoria «telefonia» no conjunto da cultura.

Etiquetas:

por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Sex, 25/Out/13

 

«A propósito do início do 24.º Amadora BD – de hoje a 10 de Novembro, em vários espaços da cidade –, fomos conhecer cinco coleccionadores e a forma como começaram a ganhar gosto pela 9.ª arte. Além disso, pedimos que escolhessem uma obra entre as muitas das respectivas colecções, seja porque é a mais valiosa seja porque é a que tem mais significado – tanto faz.» Ler no iOnline.


por Booktailors às 13:11 | comentar | partilhar

Sex, 25/Out/13

O alargamento do âmbito da literatura na era digital faz com que cada vez mais se ouça a voz dos leitores na hora de decidir sobre os vencedores de prémios literários. Para ler aqui.


por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Sex, 25/Out/13

 

Ao final da tarde de ontem, o auditório da biblioteca da sede da Fundação José Saramago recebeu a primeira sessão de lançamento do livro Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem, segundo volume da coleção «Protagonistas da Edição». Tanto a casa cheia quanto a composição da assistência deram azo a alguns comentários bem-humorados, que revelaram o ambiente em que decorreu a sessão, quer porque o conjunto fazia lembrar uma assembleia-geral da APEL (Paulo Ferreira, diretor-geral da Booktailors) quer porque, se a tomada de posse de António Costa não tivesse sido agendada para a mesma data, o lançamento teria sido no Pátio da Galé (Carlos da Veiga Ferreira).

 

 

Criada pela Booktailors com o objetivo de preservar a memória da história da edição em Portugal, a coleção «Protagonistas da Edição» caracteriza-se por ser um testemunho na primeira pessoa, visto que cada volume resulta de uma entrevista feita pela jornalista Sara Figueiredo Costa a uma figura importante da nossa história da edição.

 

 

 

Se o primeiro volume da coleção incidiu sobre Fernando Guedes, o atual sobre Carlos da Veiga Ferreira e o próximo incidirá sobre Guilhermina Gomes, todos editores, o quarto volume terá como protagonista Guilherme de Ayala Monteiro, revisor — ou não fosse uma das intenções da coleção dar também destaque «a protagonistas e figuras que ficam esquecidos», como reconheceu Paulo Ferreira.

 

 

A apresentação da obra esteve a cargo de Nelson de Matos, também editor e amigo de longa data de Carlos da Veiga Ferreira. Segundo Nelson de Matos, este volume tem uma particularidade: do início ao final, faz-nos entender o significado do próprio título. Lembrou as crises, os ataques de toda a ordem e, apesar deles, os editores que souberam continuar, seguindo em frente sem abdicarem dos riscos e das aventuras da profissão. Desses editores faz parte Carlos da Veiga Ferreira, «um homem dinâmico, trabalhador, persistente»: destacou o apresentador a «elegância e argúcia do seu trabalho», cujo catálogo no novo projeto, a Teodolito, «já dá sinais da qualidade que Carlos da Veiga Ferreira imprime a tudo o que faz».

 

 

Carlos da Veiga Ferreira dispensou o microfone para um generoso agradecimento. É pouco provável que alguém tenha ficado excluído, num conjunto de referências que começaram na família, nos sócios da Teorema e em Carlos Araújo (seu criador), e incluíram todos os que lhe permitiram uma carreira de editor livre, bem como a Afrontamento, que o desafiou a criar a Teodolito, todos os colaboradores, agentes com que trabalhou, autores portugueses e estrangeiros, editores estrangeiros e portugueses, meios de comunicação e os seus pares («de alguns deles, gabo-me de ser amigo»). Terminou lembrando brevemente a aventura da União dos Editores Portugueses, que «morreu às mãos de interesses económicos», e acrescentou que, «se entretanto me quiserem fazer alguma pergunta a que este livro não responda, estou e estarei à vossa disposição».

 

 

Como lembrou, no final, um participante da assistência, pode definir-se Carlos da Veiga Ferreira numa palavra: coerência, tanto pelo seu trabalho na Teorema quanto na Teodolito.

 

 

Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem terá uma segunda sessão de apresentação na Biblioteca Municipal de Penafiel, a 15 de novembro, pelas 21.30.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Sex, 25/Out/13

 

O Hay Festival de Xalapa, no México, é o principal destaque da 17.ª edição da Blimunda. A revista da Fundação José Saramago encontra-se disponível para descarregamento aqui.


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Sex, 25/Out/13

 

Tem lugar na próxima segunda-feira, dia 28, a conferência Os livros e a Leitura: Desafios da Era Digital, que pretende debater o papel do livro e da leitura na era da Internet.

 

Entre os especialistas convidados está o filósofo e sociólogo alemão, Jürgen Habermas, que irá proferir a conferência de abertura intitulada «A Democracia na Europa».

 

Por sua vez, John Thompson participará na conferência «O Futuro do Livro», enquanto José Afonso Furtado, ex-diretor da Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian e autor agenciado pela Bookoffice, integrará o painel de discussão intitulado «A Leitura Digital e a Transformação do Incentivo à Leitura e das Instituições do Livro», a par de Gustavo Cardoso, Carla Ganito e Luis Gonzalez Martin.

 

A conferência, organizada pelo Programa Gulbenkian Qualificação das Novas Gerações, decorrerá no Auditório 2 da Fundação, com início agendado para as 9.30. Saiba mais aqui.

-

Nova campanha de descontos. Novidades 2013: [Lisboa]  Produção e Orçamentação Gráfica, Marketing do LivroEscrevi um livro. E agora?.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Qui, 24/Out/13
Qui, 24/Out/13

Conheça-os aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Qui, 24/Out/13

 

«A editora belga Casterman e a empresa Moulinsart anunciaram esta semana que vão publicar até 2052 um novo livro protagonizado por Tintin, para evitar que os direitos da obra do autor de banda desenhada Hergé caiam no domínio público.» Ler no iOnline.


por Booktailors às 16:00 | comentar | partilhar

Qui, 24/Out/13

 

«Jamie Dornan é a escolha mais provável para substituir o actor Charlie Hunnam para o papel de Christian Grey na adaptação cinematográfica do best seller.» Ler no Público.

 

«O antigo modelo da Calvin Klein, que desempenhou o papel de xerife na série Era uma vez, foi escolhido para contracenar com Dakota Johnson na adaptação da trilogia de E. L. James.» Ler no Diário de Notícias.


por Booktailors às 15:15 | comentar | partilhar

Qui, 24/Out/13

 

O audiolivro Fernando Pessoa — Uma quase autobiografia, de José Paulo Cavalcanti Filho, será distribuído gratuitamente pelas bibliotecas públicas e instituições de deficientes visuais do Brasil. Para ler aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Qui, 24/Out/13

 

Na próxima sexta-feira, dia 1 de novembro, o programa Ensaio Geral, da Rádio Renascença, regressa à Livraria Ferin com um novo formato, para mais uma gravação ao vivo. A partir de agora, na primeira sexta-feira do mês, o programa Ensaio Geral na Ferin contará com uma dupla de convidados: um escritor e uma personalidade oriunda de outra área, que protagonizarão conversas, de outro modo, improváveis.

 

Nesta primeira sessão, que terá lugar a partir das 18.45, Maria João Costa, jornalista da Rádio Renascença, estará à conversa com dois convidados especiais: o autor Afonso Cruz, que acaba de lançar o seu novo romance, Para onde Vão os Guarda-Chuvas, e o chef José Avillez, para falar das suas criações de livros e de comida.

 

O Ensaio Geral na Ferin segue para o seu segundo ciclo depois de um conjunto de conversas que reuniram, desde novembro de 2012 até julho de 2013, na primeira sexta-feira de cada mês, um autor e o público presente na livraria. Entre os convidados anteriores da iniciativa estão Vasco Graça MouraJosé Tolentino MendonçaMaria do Rosário PedreiraDulce Maria CardosoPedro MexiaAlmeida FariaTeolinda GersãoFrancisco José Viegas e José Eduardo Agualusa.

 

Esta é uma iniciativa conjunta da Livraria Ferin, Rádio Renascença e Booktailors — Consultores Editoriais.

 

A entrada é livre.


por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Qui, 24/Out/13

 

Explorar a cultura tornou-se uma forma de marketing para os hoteleiros de Paris. Ler aqui.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qui, 24/Out/13

 

«O romance Até Amanhã, Camaradas, de Manuel Tiago, pseudónimo literário do antigo líder do PCP, Álvaro Cunhal, foi adaptado para cinema numa longa-metragem assinada por Joaquim Leitão, quase dez anos depois da estreia da série televisiva.» Ler no Correio da Manhã e no Sol.

 

«A antestreia do filme baseado no livro do antigo líder do PCP será no Salão Nobre da Assembleia da República.» Ler no Público.


por Booktailors às 11:00 | comentar | partilhar

Qui, 24/Out/13

 

Começa amanhã a 24.ª edição do encontro internacional de banda desenhada Amadora BD, cujo tema, este ano, se centrará na importância do cenário numa história de banda desenhada. Entre 25 de outubro e 10 de novembro, o Fórum Luís de Camões, na Amadora, acolherá os diversos eventos programados, entre os quais se destacam as comemorações dos 75 anos do Super-Homem e Spirou, duas personagens emblemáticas de dois géneros de banda desenhada díspares.

 

À semelhança de anos anteriores, haverá exposições, concursos de banda desenhada e cartoon, lançamentos e apresentações, sessões de autógrafos, animação infantil, entre outras atividades. Durante o festival, serão ainda anunciados os vencedores dos Prémios Nacionais de Banda Desenhada 2013. Saiba mais sobre o evento aqui.

 

«A importância dos cenários nas histórias de banda desenhada serve de base para a 24ª edição do Festival Internacional de BD da Amadora, que começa hoje [sexta-feira], num ano que aposta sobretudo na nona arte portuguesa.» Ler no Diário de Notícias.

 

«"Cenários" é o tema da 24.ª edição do festival de banda desenhada.» Ler no Correio da Manhã.

 

«A poucas horas da abertura do Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora, ultimam-se os preparativos, entre latas de tinta, escadotes, pincéis e cabos de electricidade, das exposições que revelam o tema deste ano: a importância dos cenários na BD.» Ler no Sol.

 

«Certame reúne até 10 de novembro o que de melhor se faz na banda desenhada nacional e estrangeira.» Ler no Correio da Manhã.


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Qui, 24/Out/13

 

Será apresentado hoje, pelas 18.30, na Fundação José Saramago, o livro Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem, da autoria de Sara Figueiredo Costa, uma edição Booktailors.

 

A apresentação da obra estará a cargo do editor Nelson de Matos, amigo pessoal do entrevistado, e estarão presentes a autora, Carlos da Veiga Ferreira e Paulo Ferreira, da Booktailors.

 

Este é o segundo volume da coleção «Protagonistas da Edição», que pretende dar a conhecer o percurso de algumas das figuras mais marcantes da edição em Portugal nos últimos 50 anos. 

-

Coleção «Protagonistas da Edição», 2.º volume Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem disponível para pré-venda por 10,80 € (10% de desconto e portes de envio incluídos). 


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Qua, 23/Out/13
Qua, 23/Out/13

 

Amanhã, dia 24 de outubro, a Booktailors apresenta publicamente, pela primeira vez, o segundo volume da coleção «Protagonistas da Edição». O lançamento de Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem terá lugar pelas 18.30, na Casa dos Bicos, sede da Fundação José Saramago, em Lisboa.

 

A sessão contará com a presença de Carlos da Veiga Ferreira, do editor Nelson de Matos, que fará a apresentação do livro, da jornalista e autora da obra, Sara Figueiredo Costa, e Paulo Ferreira, da Booktailors.

 

Este é o segundo título da coleção editada pela Booktailors, que dá voz a algumas das mais importantes personalidades da edição em Portugal.

 

O livro encontra-se disponível para pré-encomenda através do e-mail encomendas@booktailors.com.

PVP com 10 % desconto: 10,80 € (inclui portes de envio; válido para território nacional).


por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Qua, 23/Out/13

 

No âmbito do lançamento mundial da nova aventura de Astérix e Obélix, que terá lugar amanhã, dia 24 de outubro, as Edições Asa, responsáveis pela publicação de Astérix entre os Pictos organizam uma digressão que percorrerá diversas cidades do país. 

 

Entre 25 de outubro e 10 de novembro, as mascotes Astérix e Obélix visitarão o Festival de BD da Amadora, diversas lojas das cadeias Fnac e Continente, para assinalar a publicação do primeiro álbum da série assinado por Didier Conrad e Jean-Yves Ferri, autores que dão seguimento ao legado deixado por Albert Uderzo, criador original de Astérix.

 

Em França, a editora detentora da marca Astérix distribuiu bigodes entre os livreiros do país, lançou uma campanha que colocou cartazes alusivos à obra por todo o país e realizará, amanhã, um banquete ao estilo dos guerreiros gauleses num restaurante de Paris, onde marcarão presença Albert Uderzo, um dos criadores de Astérix, bem como os dois novos autores e diversos editores estrangeiros da saga.

 

«Astérix entre os Pictos, 35.º álbum da série, é assinado por Conrad (desenhos) e Ferri (argumento). Mas Uderzo supervisionou o álbum de fio a pavio e coassina a capa.» Ler no Diário de Notícias.

 

«A 35.ª aventura de Astérix, concretamente Astérix entre os Pictos (LeYa/ASA), será lançado no dia 24 de outubro em Portugal, assim como em outros 23 países.» Ler no Diário Digital.

 

«Novo livro do herói gaulês tem lançamento mundial marcado para quinta-feira. Aventura leva Astérix e Obélix até à Escócia.» Ler no Correio da Manhã.


«A Escócia antiga é o cenário para o novo álbum das personagens de banda desenhada Astérix e Obélix, no álbum Astérix entre os Pictos, a editar na quinta-feira em simultâneo em mais de vinte idiomas, incluindo o português.» Ler no Sol.


«Astérix entre os Pictos, editado em Portugal pela ASA, chegou esta quinta-feira às lojas de todo o mundo com uma tiragem de cinco milhões de exemplares.» Ler no Público.


por Booktailors às 16:00 | comentar | partilhar

Qua, 23/Out/13

 

Pioneira do formato de livro de bolso no Brasil, depois de um forte investimento nos livros digitais, a editora L&PM regressa ao formato tradicional com uma aposta nos livros em papel. Para ler aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Qua, 23/Out/13

 

Morreu esta manhã, em Setúbal, aos 77 anos, Manuel Medeiros, livreiro da livraria Culsete, que assinala este 40 anos desde a sua fundação. Via Cadeirão Voltaire.

 

«O mais antigo livreiro de Setúbal abriu a Culsete há 40 anos, fundou o Encontro Livreiro há quatro e sabia que “sem leitura não há cultura”.» ler no Público.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 14:30 | comentar | partilhar

Qua, 23/Out/13

 

«Novo iPad Air será lançado a 1 de novembro.» Ler no Público.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 14:05 | comentar | partilhar

Qua, 23/Out/13

 

«O Lumia 2520 tem um ecrã de dez polegadas e vem equipado com o sistema operativo Windows RT, que tem sido um fracasso de vendas nos tablets da Microsoft.» Ler no Público.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 13:45 | comentar | partilhar

Qua, 23/Out/13

 

O livro Quando o Cuco Chama, de Robert Galbraith, que se descobriu ser o pseudónimo de J. K. Rowling, já se encontra disponível em Portugal. Publicado inicialmente no Reino Unido em abril, com o nome de um autor desconhecido, o livro rapidamente foi saudado pela crítica pela sua qualidade. A descoberta de que se tratava de um pseudónimo de J. K. Rowling coube ao jornal The Sunday Times, que revelou, em primeira mão, em julho deste ano, a incursão da autora no género policial. Em Portugal, a obra é publicada pela Editorial Presença, responsável pela edição da saga Harry Potter e também de Uma Morte Súbita, o primeiro livro para adultos escrito por J. K. Rowling.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Qua, 23/Out/13

 

«A obra Aventuras de João Sem Medo, que José Gomes Ferreira colocou o subtítulo "Panfleto mágico em forma de romance", foi reeditada pelas Publicações D. Quixote, celebrando o 50.º aniversário da edição em livro.» Ler no Correio da Manhã.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qua, 23/Out/13

 

«Filósofo e ensaísta de 90 anos deu entrada no Hospital de Luz na tarde de segunda-feira.» Ler no Público.

 

«O filósofo e ensaísta Eduardo Lourenço encontra-se internado desde segunda-feira à tarde no Hospital da Luz, em Lisboa, disse à agência Lusa fonte próxima da família.» Ler no Diário Digital, no Diário de Notícias, no Jornal de Notícias, no Correio da Manhã.

 

«Depois de ter dado entrada ontem [segunda-feira] no Hospital da Luz, na sequência de problemas cardíacos, o ensaísta Eduardo Lourenço, de 90 anos, encontra-se "estável", revela a TSF.» Ler no Diário Digital.

 

«A situação clínica de Eduardo Lourenço, que foi internado na segunda-feira no Hospital da Luz, em Lisboa, já está estabilizada, mas o ensaísta não deverá ter alta nos próximos dias, prevendo-se que seja mantido sob observação pelo menos mais uma semana.» Ler no Público.


«O ensaísta Eduardo Lourenço, que se encontra internado desde segunda-feira no Hospital da Luz, em Lisboa, está a melhorar e a situação clínica está estabilizada, informou fonte próxima do filósofo.» Ler no Correio da Manhã.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 10:45 | comentar | partilhar

Qua, 23/Out/13

 

A plataforma de empréstimo Atingo reúne editoras e bibliotecas e negoceia cada empréstimo. Ler aqui.


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Qua, 23/Out/13
 

 

Este mês, relembrando os 125 anos desde a primeira edição de Os Maias, selecionámos duas das capas de uma das obras mais populares de Eça de Queirós.

 

À esquerda, a imagem daquela que terá sido a capa da primeira edição da obra, de 1888, da Livraria Chardon. À direita, a edição mais recente da obra, datada de 2013, e com a chancela da editora Civilização.

-

Nova campanha de descontos. Novidades 2013: [Lisboa]  Produção e Orçamentação Gráfica, Marketing do LivroEscrevi um livro. E agora?.


por Booktailors às 09:00 | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Ter, 22/Out/13
Ter, 22/Out/13

 

«A Casa da Liberdade, projeto museológico dedicado ao artista plástico e poeta Mário Cesariny (1923-2006), vai ser inaugurada em Lisboa a 2 de novembro, com uma exposição e o lançamento de uma antologia sobre o surrealismo.» Ler no Diário Digital, no Correio da Manhã e no Diário de Notícias.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 17:30 | comentar | partilhar

Ter, 22/Out/13

 

Carlos da Veiga Ferreira, o segundo entrevistado de Sara Figueiredo Costa para a coleção «Protagonistas da Edição» esteve no programa Inferno, do Canal Q, na passada sexta-feira, e falou do livro Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem, uma edição Booktailors. A entrevista tem início aos 13'26''.

 

Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem será lançado na próxima quinta-feira, dia 24, pelas 18.30, na Fundação José Saramago. A apresentação estará a cargo de Nelson de Matos, editor e amigo de longa data do entrevistado. 


por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Ter, 22/Out/13

 

A senadora brasileira Ana Amélia Lemos defende a necessidade de debate entre os países de língua portuguesa para reavaliar a eficiência e a validade do Acordo Ortográfico, uma vez que nem todos os países envolvidos ratificaram o tratado. Para ler aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Ter, 22/Out/13

 

«A Nobel da Literatura 2009, Herta Müller, 60 anos, foi hospitalizada de urgência com uma perfuração intestinal, anunciou hoje o editor da escritora alemã, que cancelou todos os compromissos literários para 2013.» Ler no iOnline e no Diário Digital, no Diário de Notícias e no Jornal de Notícias.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 14:30 | comentar | partilhar

Ter, 22/Out/13

Leia aqui.


por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Ter, 22/Out/13

 

«A Fundação Oriente, em parceria com outras editoras e livrarias nacionais e estrangeiras, disponibiliza, de 15 de novembro a 15 de dezembro, a preços muito inferiores aos habitualmente praticados, centenas de títulos das mais diversas temáticas tendo a Ásia como denominador comum.» Ler no Diário Digital.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Ter, 22/Out/13

 

«O Primeiro País da Manhã , de Ricardo Gonçalves Dias (18 anos), e o Cotão Simão , de Ana Rita Faustino (25 anos), foram os textos vencedores da sétima edição do Prémio Branquinho da Fonseca na modalidade de literatura para a infância, num ano em que concorreram apenas 16 obras nesta categoria.» Ler no Público.

 

«As obras O cotão Simão, de Ana Rita Faustino, e O primeiro país da manhã, de Ricardo Dias, venceram o prémio literário Branquinho da Fonseca 2013, de literatura para a infância, anunciou hoje [ontem] a Fundação Calouste Gulbenkian.» Ler no Diário Digital, no Jornal de Notícias e na RTP.


por Booktailors às 11:30 | comentar | partilhar

Ter, 22/Out/13

 

Conheça-as aqui.


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Ter, 22/Out/13

 

A SIC K estreou um novo programa para os leitores mais jovens denominado A Minha Estante. O programa, dedicado à divulgação da literatura infantojuvenil, inclui rubricas de novidades, de livros recomendados, livros temáticos, entre outras. A Minha Estante é emitido todos os domingos às 21.00. Saiba mais aqui

-

Nova campanha de descontos. Novidades 2013: [Lisboa]  Produção e Orçamentação Gráfica, Marketing do LivroEscrevi um livro. E agora?.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Seg, 21/Out/13
Seg, 21/Out/13

Conheça-as aqui

Etiquetas:

por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Seg, 21/Out/13

 

 

Foram anunciados, no final da semana passada, os três primeiros classificados das 27 categorias do prémio Jabuti. No próximo dia 13 de novembro serão entregues os prémios, a par da divulgação das obras eleitas como Livros do Ano nas categorias de Ficção e Não-Ficção. Conheça a lista completa de vencedores aqui.

Etiquetas:

por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Seg, 21/Out/13

 

«O poeta Manuel António Pina é esta tarde [sábado] homenageado na cooperativa Árvore, no dia em que se assinala o primeiro aniversário da sua morte. O secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, entregará na ocasião à família do escritor o diploma relativo ao Prémio Camões que Manuel António Pina recebeu em 2011.» Ler no Público.

 

«A entrega do diploma do Prémio Camões à família de Manuel António Pina, dois anos após a atribuição do galardão ao escritor, conta-se entre as homenagens que se realizam hoje [sábado], no Porto, um ano após a morte do poeta.» Ler no Sol.

Etiquetas: ,

por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Subscreva a nossa newsletter

* indicates required
Publicações Booktailors
Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem, Sara Figueiredo Costa



PVP: 12 €. Oferta de portes (válido para território nacional).

Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, Sara Figueiredo Costa



PVP: 10,80 €. Preço com 10% de desconto e oferta de portes (válido para território nacional).

A Edição de Livros e a Gestão Estratégica, José Afonso Furtado



PVP: 16,99 €. 10% de desconto e oferta de portes.

Livreiros, ler aqui.

PROMOÇÃO BLOGTAILORS



Aproveite a oferta especial de dois livros Booktailors por 20 €.

Compre os livros Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, de Sara Figueiredo Costa e A Edição de Livros e a Gestão Estratégica, de José Afonso Furtado por 20 €. Portes incluídos (válido para território nacional).

Encomendas através do e-mail: encomendas@booktailors.com.

Clique nas imagens para saber mais.
Leitores
Acumulado (desde Setembro 2007):

3 000 000 visitas


Site Meter
arquivo

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Etiquetas

acordo ortográfico

adaptação

agenda do livro

amazon

apel

associativismo

autores

bd | ilustração

bertrand

bibliotecas

blogosfera

blogtailors

blogtailorsbr

bookoffice

booktailors

booktrailers

byblos

coleção protagonistas da edição

correntes d'escritas 2009

correntes d'escritas 2010

correntes d'escritas 2011

correntes d'escritas 2012

design editorial

dia do livro

direitos de autor

distribuição

divulgação

e-book

e-books

edição

editoras

editores

emprego

ensaio geral na ferin

entrevista

entrevistas booktailors

estado | política cultural

estatísticas e números

eventos

feira do livro de bolonha 2010

feira do livro de frankfurt 2008

feira do livro de frankfurt 2009

feira do livro de frankfurt 2010

feira do livro de frankfurt 2011

feira do livro de frankfurt 2013

feira do livro de lisboa

feira do livro de lisboa 2009

feira do livro de lisboa 2010

feira do livro do porto

feira do livro do porto 2009

feiras do livro

feiras internacionais

festivais

filbo 2013

fnac

formação

formação booktailors

fotografia | imagem

fusões e aquisições

google

homenagem

humor

ilustração | bd

imagens

imprensa

internacional

kindle

lev

leya

língua portuguesa

literatura

livrarias

livro escolar

livro infantil

livros

livros (audiolivro)

livros booktailors

london book fair

marketing do livro

mercado do livro

notícias

o livro e a era digital

óbito

opinião

opinião no blogtailors

os meus livros

poesia

polémicas

porto editora

prémios

prémios de edição ler booktailors

profissionais

promoção à leitura

revista ler

sítio web

sociologia e hábitos da leitura

tecnologia

top livros

twitter

vídeo

todas as tags