Booktailors
info@booktailors.com

Travessa das Pedras Negras

N.º 1, 3.º Dto.

1100-404 Lisboa
(+351) 213 461 266

Facebook Booktailors
Twitter Booktailors

FourSquare Booktailors



Facebook Bookoffice


Editoras Nacionais
Livrarias Nacionais
Livrarias on-line
Editoras Brasileiras
Imprensa Brasileira
Blogosfera Brasileira
Eventos no Brasil
Imprensa Internacional

Associações e Institutos de Investigação
Feiras internacionais
Sex, 15/Nov/13
Sex, 15/Nov/13

 

É apresentado hoje, pelas 21.30, na Biblioteca Municipal de Penafiel, o livro Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem, da autoria de Sara Figueiredo Costa, uma edição Booktailors.

 

A apresentação da obra estará a cargo de Alberto Santos, escritor e presidente da Assembleia Municipal de Penafiel, e estarão presentes a autora, Carlos da Veiga Ferreira e Paulo Ferreira, da Booktailors.

 

Este é o segundo volume da coleção «Protagonistas da Edição», que pretende dar a conhecer o percurso de algumas das figuras mais marcantes da edição em Portugal nos últimos 50 anos.

-

Coleção «Protagonistas da Edição», 2.º volume Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem encomendas para encomendas@booktailors.com 12 € (com portes de envio incluídos para território nacional). 


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Qui, 14/Nov/13
Qui, 14/Nov/13
 

 

Amanhã, dia 15 de novembro, a Booktailors apresenta, em Penafiel, cidade natal de Carlos da Veiga Ferreira, o segundo volume da coleção «Protagonistas da Edição». A apresentação de Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem decorrerá na Biblioteca Municipal, pelas 21.30.

 

A sessão contará com a presença do escritor e presidente da Assembleia Municipal de Penafiel, Alberto Santos, que fará a apresentação do livro, da jornalista e coordenadora da coleção, Sara Figueiredo Costa, do entrevistado, Carlos da Veiga Ferreira, e do diretor da Booktailors, Paulo Ferreira.

 

Este é o segundo título da coleção editada pela Booktailors, que dá voz a algumas das mais importantes personalidades do mundo editorial português.

 

O livro encontra-se disponível para encomenda através do e-mail encomendas@booktailors.com. O livro custará 12 €, já com oferta de portes incluídos (oferta válida para território nacional).


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Qua, 13/Nov/13
Qua, 13/Nov/13

 

No lançamento de Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem, o editor Nelson de Matos, amigo de Carlos da Veiga Ferreira e responsável pela apresentação do livro e do entrevistado, leu o texto que agora reproduzimos.

 

O discurso foi proferido no dia 24 de outubro, na Fundação José Saramago, em Lisboa. O segundo lançamento do livro de Sara Figueiredo Costa acontecerá na próxima sexta-feira, dia 15, em Penafiel, cidade natal do editor entrevistado.

 

«Quero começar por vos cumprimentar e agradecer a vossa companhia.

 

Cumprimento igualmente os meus colegas de mesa, o homenageado, Carlos da Veiga Ferreira, o seu Editor e a autora do livro.

 

Vou ler-vos um texto breve para que todos possamos usar da palavra sem vos maçar demasiado.

 

***

Este livro tem uma particularidade curiosa: do início até ao final vai-nos conduzindo, lentamente, a entender o significado do seu próprio título: “os editores não se abatem”.

 

Parece ser uma verdade…

 

Quer em Portugal, quer em outros países, são muitos os exemplos: ao contrário dos cavalos os editores nunca se deixam abater.

 

Resistindo às crises, às vezes ao insucesso comercial, às pressões e ataques de toda a ordem, à gulodice dos grandes Grupos, os editores souberam quase sempre encontrar as formas de continuar a inventar a sua profissão, defendendo a sua paixão pelos livros, a relação com os seus autores, o compromisso com os seus leitores.

 

Foi isso o que fez na América André Schiffrin (que é citado no livro), foi isso o que fez o Carlos da Veiga Ferreira, foi isso o que fizeram outros, ausentes e presentes nesta sala. Mudar, seguir em frente, não abdicar dos riscos nem das aventuras da sua profissão.

 

É essa a história de que nos fala este livro, uma história de resistência, o percurso de vida e de trabalho de Carlos da Veiga Ferreira relatado através de uma cuidada entrevista escrita por Sara Figueiredo Costa  —  a quem felicito pela elegância e argúcia do seu trabalho.

 

Conheci o Carlos no Café Monte Carlo aí pelos finais dos anos 60. Nenhum de nós era editor e provavelmente nem pensávamos que um dia o viríamos a ser. Ocupávamo-nos das coisas culturais e da política, dos jornais, do cinema, da literatura, líamos, discutíamos, mas sobretudo preocupávamo-nos com a guerra, que pesava e ameaçava com toda a sua brutalidade os nossos 20 anos.

 

Foi só depois do 25 de Abril que ambos chegámos à edição, em datas e de modos diversos. Enquanto eu me iniciava na Arcádia com uma nova edição do “Portugal e o Futuro”,  de Spínola, ele teve ainda que lutar, durante alguns anos, para solucionar os problemas que a Teorema enfrentava quando da sua chegada. Carlos sempre foi um homem dinâmico, batalhador, persistente. Mas ao mesmo tempo companheiro, generoso e amigo. Ao longo dos anos estivemos quase sempre juntos nas Feiras do Livro de Frankfurt, Londres, Madrid, Barcelona, Paris. Viajávamos juntos, repartíamos os táxis nas deslocações entre os hotéis e o recinto das feiras, jantávamos juntos após o trabalho, conversávamos sobre as novidades editoriais que estavam em concurso. Raramente estivemos em competições irredutíveis. Ou, quando estivemos, sempre discutimos as divergências com lealdade e cortesia.

 

Fazíamos o mesmo em Lisboa. Nas feiras do livro, nas reuniões da APEL, na fundação do Clube de Editores, nos jantares conspirativos que deram origem à União dos Editores Portugueses, na direcção e iniciativas da UEP, e até em simples jantares de convívio e troca de informações que hoje ainda fazemos, na companhia das respectivas mulheres, praticamente todas as semanas.

 

No meio deste convívio, trabalhamos… por muito que isso vos custe a acreditar. Falamos de livros e de autores, trocamos impressões sobre o chamado "mercado do livro", procuramos ter uma intervenção constante sobre os modos e condições da nossa actividade, repartimos "segredos", informações, confidências, praticamos um pouco dessa "má-língua" sem a qual a nossa profissão teria menos picante.

 

O Carlos sempre foi um persistente lutador. Desde as dificuldades que teve de vencer quando tomou a responsabilidade de se juntar ao que restava da Teorema inicial, às iniciativas que tomou depois, sozinho, para desenvolver a empresa, construir um Catálogo coerente, transformá-la numa das mais prestigiadas editoras portuguesas. Na época do aparecimento e do crescimento dos Grupos nacionais da edição, quando ele aceitou vender a Teorema, fê-lo na condição de que fosse preservada a marca, o catálogo e a imagem continuando, por acordo escrito, a manter-se na sua direcção editorial.

Enganou-se  —  alguns Grupos não conhecem a lealdade, nem mesmo quando ela está escrita e assinada. Teve de sair. Mas mesmo assim não se abateu. Fundou a Teodolito, com o apoio da editora Afrontamento, e ei-lo a voltar ao começo reavendo o entusiasmo e a força iniciais, construindo um novo catálogo que começou já a dar sinais da qualidade que ele costuma imprimir em tudo o que faz.

 

É esta a história que esta entrevista nos relata, com mais pormenores evidentemente, com maior sentimento e bom humor, dado que é ele próprio a relatar-nos o seu percurso e as suas lutas.

 

Este livro é-lhe uma homenagem mais do que justificada.

 

Felicito por isso a Autora e os editores da Booktailors, agradecendo o convite que me fizeram e a honra que me proporcionaram por estar aqui com o Carlos e com todos vós.

 

Muito obrigado.»


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qui, 7/Nov/13
Qui, 7/Nov/13
 

No próximo dia 15 de novembro, a Booktailors apresenta, na Biblioteca Municipal de Penafiel, pelas 21.30, o segundo volume da coleção «Protagonistas da Edição». O lançamento de Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem terá lugar na cidade natal do editor.

 

A sessão contará com a presença do entrevistado, Carlos da Veiga Ferreira, da jornalista e coordenadora da coleção, Sara Figueiredo Costa, e do diretor da Booktailors, Paulo Ferreira.

 

A apresentação do livro estará a cargo de Alberto Santos, escritor e presidente da Assembleia Municipal de Penafiel.

 

Sobre Carlos da Veiga Ferreira:

Carlos da Veiga Ferreira foi tradutor, mas é como editor, testemunha e participante das mudanças na edição portuguesa que a sua história é fundamental. Durante décadas, foi o editor que deu rosto à Teorema, editora fundada em 1973 e cujo catálogo assumiria a partir de 1985. Através dela, Veiga Ferreira editou grandes nomes da literatura, constituindo o catálogo que o notabilizou. Com a passagem da Teorema para o grupo LeYa, cria em 2011 a Teodolito, na qual continua o trabalho que iniciou há décadas: editar em Portugal alguns dos mais importantes clássicos da literatura mundial.

 

Sobre Sara Figueiredo Costa:

É licenciada em Línguas e Literaturas Modernas – Estudos Portugueses e mestre em Linguística Portuguesa pela Universidade Nova de Lisboa. Jornalista freelancer, colabora com diversas publicações na área da crítica literária e do jornalismo cultural (LER, TimeOut, Expresso e Blimunda). Mantém, desde 2007, o blogue Cadeirão Voltaire, sobre livros e edição, e desde 2003 o blogue Beco das Imagens, dedicado à banda desenhada e à ilustração. É um dos membros fundadores da Oficina do Cego, onde leciona os módulos teóricos sobre história do livro e edição das formações sobre autoedição.

-

Coleção «Protagonistas da Edição», 2.º volume Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem encomendas para encomendas@booktailors.com 12 € (com portes de envio incluídos para território nacional). 


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Ter, 5/Nov/13
Ter, 5/Nov/13

 © Carlos da Veiga Ferreira — No stand da Teorema, na Feira do Livro de Lisboa.

 

«Como vê esta tendência, entretanto quase regra, de ter desaparecido a maioria dos fundos de catálogo nas Feiras do Livro, substituídos por novidades e livros mais recentes?

Acho que é terrível e perigosíssimo em termos culturais. E é uma coisa que deriva de uma visão exclusivamente economicista do que é o mercado. Um dos problemas graves da edição portuguesa é o facto de haver editoras cuja escala de valores é a seguinte: menos importante, os autores; depois, também com pouca importância, os editores; no topo da escala, os gestores e a gente do marketing. Isto não vai dar bom resultado, e já se começa a notar. Nalguns grupos, os autores são o que menos importa, porque há a ideia de que, perdendo um autor, aparecem logo mais 37. Com os editores, a mesma coisa.

 

Porque acha que isso acontece?

Creio que um dos problemas foi ter desembarcado no mundo do livro gente que não era deste mundo. Lá fora, as concentrações fizeram-se e continuam a fazer-se, mas, na maioria dos casos, estamos a falar de empresas que têm décadas de experiência com livros, como se viu agora com a Gallimard, que comprou a Flammarion. E essa é a vantagem da Porto Editora, o facto de os proprietários terem nascido dentro de uma editora. Mas há outros que, por mais que saibam de gestão, nunca vão ter bons resultados.»

 

Fotografia retirada da página 20 e excerto retirado das páginas 86 e 87 da obra.

 

Livro disponível para encomenda através do e-mail encomendas@booktailors.com. PVP: 12 € (inclui portes de envio; válido para território nacional).


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Qui, 31/Out/13
Qui, 31/Out/13

© Carlos da Veiga Ferreira — Festa dos 25 anos da Teorema,

com os sócios que permaneceram na editora até à sua venda,

em 2007 Jorge Azevedo, José Elias Mendonça e Mário Vidal Pereira, c. 1998.

 

«Quando ficou responsável pela linha editorial da Teorema, já tinha uma ideia definida do tipo de catálogo que queria construir ou tratou-se de um processo que foi acontecendo sem grande definição prévia?

Quando fiquei sozinho na Teorema, a editora já tinha cerca de 60 títulos. Mas as coisas já estavam mais ou menos estruturadas. Havia uma zona de ficção, uma de ensaio e uma infantil, todas elas bastante boas e todas elas com alguns pilares. […] Por exemplo, o primeiro livro do Sándor Márai publicado em Portugal foi publicado por mim e chama-se A Conversa de Bolzano. Para mim é o melhor livro dele, e estou farto de dizer à Cecília [Andrade] para o publicar na Dom Quixote [editora que tem estado a publicar o autor, recentemente], ainda por cima é uma tradução do Miguel Serras Pereira. Curiosamente, na altura em que o publiquei, não vendeu nada; só depois é que se tornou um autor na moda. Depois descobri outro autor magnífico, um húngaro chamado Miklós Szentkuthy, um tipo completamente louco que viveu todo o tempo do comunismo em casa, com uma biblioteca de 45 mil volumes, e que só escreveu um romance, chamado O Breviário de Santo Orfeu, em dez volumes. Eu publiquei três: A Margem de Casanova, Escorial e Primavera Negra. Não vendi nada de nenhum deles, mas um belo dia estava em Londres a falar com um editor húngaro e, quando lhe disse que publicava o Miklós Szentkuthy, ele disse-me: "O Sándor Márai é muito bom, mas esse é o melhor autor húngaro de sempre." E eu disse-lhe que era capaz de ser verdade, mas que aqui em Portugal não vendia nada. Ao que ele me disse: "Na Hungria também não", o que me deu algum alívio.»

 

Fotografia retirada da página 98 e excerto retirado das páginas 40 e 41 da obra.

 

Livro disponível para encomenda através do e-mail encomendas@booktailors.com. PVP 12,00 € (oferta de portes de envio).


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Sex, 25/Out/13
Sex, 25/Out/13

 

Ao final da tarde de ontem, o auditório da biblioteca da sede da Fundação José Saramago recebeu a primeira sessão de lançamento do livro Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem, segundo volume da coleção «Protagonistas da Edição». Tanto a casa cheia quanto a composição da assistência deram azo a alguns comentários bem-humorados, que revelaram o ambiente em que decorreu a sessão, quer porque o conjunto fazia lembrar uma assembleia-geral da APEL (Paulo Ferreira, diretor-geral da Booktailors) quer porque, se a tomada de posse de António Costa não tivesse sido agendada para a mesma data, o lançamento teria sido no Pátio da Galé (Carlos da Veiga Ferreira).

 

 

Criada pela Booktailors com o objetivo de preservar a memória da história da edição em Portugal, a coleção «Protagonistas da Edição» caracteriza-se por ser um testemunho na primeira pessoa, visto que cada volume resulta de uma entrevista feita pela jornalista Sara Figueiredo Costa a uma figura importante da nossa história da edição.

 

 

 

Se o primeiro volume da coleção incidiu sobre Fernando Guedes, o atual sobre Carlos da Veiga Ferreira e o próximo incidirá sobre Guilhermina Gomes, todos editores, o quarto volume terá como protagonista Guilherme de Ayala Monteiro, revisor — ou não fosse uma das intenções da coleção dar também destaque «a protagonistas e figuras que ficam esquecidos», como reconheceu Paulo Ferreira.

 

 

A apresentação da obra esteve a cargo de Nelson de Matos, também editor e amigo de longa data de Carlos da Veiga Ferreira. Segundo Nelson de Matos, este volume tem uma particularidade: do início ao final, faz-nos entender o significado do próprio título. Lembrou as crises, os ataques de toda a ordem e, apesar deles, os editores que souberam continuar, seguindo em frente sem abdicarem dos riscos e das aventuras da profissão. Desses editores faz parte Carlos da Veiga Ferreira, «um homem dinâmico, trabalhador, persistente»: destacou o apresentador a «elegância e argúcia do seu trabalho», cujo catálogo no novo projeto, a Teodolito, «já dá sinais da qualidade que Carlos da Veiga Ferreira imprime a tudo o que faz».

 

 

Carlos da Veiga Ferreira dispensou o microfone para um generoso agradecimento. É pouco provável que alguém tenha ficado excluído, num conjunto de referências que começaram na família, nos sócios da Teorema e em Carlos Araújo (seu criador), e incluíram todos os que lhe permitiram uma carreira de editor livre, bem como a Afrontamento, que o desafiou a criar a Teodolito, todos os colaboradores, agentes com que trabalhou, autores portugueses e estrangeiros, editores estrangeiros e portugueses, meios de comunicação e os seus pares («de alguns deles, gabo-me de ser amigo»). Terminou lembrando brevemente a aventura da União dos Editores Portugueses, que «morreu às mãos de interesses económicos», e acrescentou que, «se entretanto me quiserem fazer alguma pergunta a que este livro não responda, estou e estarei à vossa disposição».

 

 

Como lembrou, no final, um participante da assistência, pode definir-se Carlos da Veiga Ferreira numa palavra: coerência, tanto pelo seu trabalho na Teorema quanto na Teodolito.

 

 

Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem terá uma segunda sessão de apresentação na Biblioteca Municipal de Penafiel, a 15 de novembro, pelas 21.30.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qui, 24/Out/13
Qui, 24/Out/13

 

Será apresentado hoje, pelas 18.30, na Fundação José Saramago, o livro Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem, da autoria de Sara Figueiredo Costa, uma edição Booktailors.

 

A apresentação da obra estará a cargo do editor Nelson de Matos, amigo pessoal do entrevistado, e estarão presentes a autora, Carlos da Veiga Ferreira e Paulo Ferreira, da Booktailors.

 

Este é o segundo volume da coleção «Protagonistas da Edição», que pretende dar a conhecer o percurso de algumas das figuras mais marcantes da edição em Portugal nos últimos 50 anos. 

-

Coleção «Protagonistas da Edição», 2.º volume Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem disponível para pré-venda por 10,80 € (10% de desconto e portes de envio incluídos). 


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Qua, 23/Out/13
Qua, 23/Out/13

 

Amanhã, dia 24 de outubro, a Booktailors apresenta publicamente, pela primeira vez, o segundo volume da coleção «Protagonistas da Edição». O lançamento de Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem terá lugar pelas 18.30, na Casa dos Bicos, sede da Fundação José Saramago, em Lisboa.

 

A sessão contará com a presença de Carlos da Veiga Ferreira, do editor Nelson de Matos, que fará a apresentação do livro, da jornalista e autora da obra, Sara Figueiredo Costa, e Paulo Ferreira, da Booktailors.

 

Este é o segundo título da coleção editada pela Booktailors, que dá voz a algumas das mais importantes personalidades da edição em Portugal.

 

O livro encontra-se disponível para pré-encomenda através do e-mail encomendas@booktailors.com.

PVP com 10 % desconto: 10,80 € (inclui portes de envio; válido para território nacional).


por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Ter, 22/Out/13
Ter, 22/Out/13

 

Carlos da Veiga Ferreira, o segundo entrevistado de Sara Figueiredo Costa para a coleção «Protagonistas da Edição» esteve no programa Inferno, do Canal Q, na passada sexta-feira, e falou do livro Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem, uma edição Booktailors. A entrevista tem início aos 13'26''.

 

Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem será lançado na próxima quinta-feira, dia 24, pelas 18.30, na Fundação José Saramago. A apresentação estará a cargo de Nelson de Matos, editor e amigo de longa data do entrevistado. 


por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Seg, 21/Out/13
Seg, 21/Out/13

© Carlos da Veiga Ferreira — Com Martin Amis e Rui Zink,

na apresentação de Água Pesada, de Martin Amis, c. 2000.

 

«No processo de compra de direitos de um livro, alguma vez se viu na situação de ter de disputar o contrato com alguém seu conhecido ou amigo?

Assim de choque completo, não. Houve uma situação com um grande amigo meu, o Nelson de Matos, quando fiquei com o Quino, porque ele tinha tido o Quino na Dom Quixote, mas foi um amuo que durou oito dias e depois passou. […]

 

Depois competi com o meu amigo Francisco José Viegas, mas isso já não era eu, era a Teorema/LeYa. Foi no último ano em que lá estive, quando o Viegas leva para a Quetzal o [Roberto] Bolaño, o Martin Amis, o Raymond Carver, o Borges em volumes separados e, já depois de eu ter saído, o Sebald. Quando ele começou com essa ofensiva, fui falar com a administração da LeYa e expliquei-lhes o problema, alertando para o facto de a Quetzal estar a tentar ficar com muitos dos nossos autores e tentando perceber como seria, se me iriam dar dinheiro para cobrir as ofertas ou não. E a administração só me autorizou a ir até um certo ponto. Bem sei que não era apenas o Francisco José Viegas, mas a Bertelsmann, que tinha um consultor catalão com grande influência junto dos agentes, mas houve esse pequeno desaguisado com o Francisco, que durante algum tempo ficava um bocado embaraçado quando me encontrava. Até que um dia combinámos almoçar e fomos à Travessa do Rio, ali em Benfica, e as coisas resolveram-se.»

 

Fotografia retirada da página 45 e excerto retirado das páginas 55, 56 e 57 da obra.

 

Livro disponível para encomenda através do e-mail encomendas@booktailors.com

PVP com 10 % desconto: 10,80 € (inclui portes de envio; válido para território nacional).


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Qui, 17/Out/13
Qui, 17/Out/13

 

Já chegaram os primeiros exemplares de Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem. Este é o segundo volume da coleção «Protagonistas da Edição», da autoria de Sara Figueiredo Costa. Uma edição Booktailors.

 

Livro disponível para encomenda através do e-mail encomendas@booktailors.com. PVP com 10 % desconto: 10,80 € (inclui portes de envio; válido para território nacional).


por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Qui, 17/Out/13

 

No próximo dia 24 de outubro, a Booktailors apresenta publicamente, pela primeira vez, o segundo volume da coleção «Protagonistas da Edição». O lançamento de Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem terá lugar pelas 18.30 na Casa dos Bicos, sede da Fundação José Saramago. A sessão contará com a presença do entrevistado, Carlos da Veiga Ferreira, da jornalista e autora, Sara Figueiredo Costa, e do diretor-geral da Booktailors, Paulo Ferreira.

 

A apresentação do livro estará a cargo do editor Nelson de Matos.

 

Sobre Carlos da Veiga Ferreira:

Carlos da Veiga Ferreira foi tradutor, mas é como editor, testemunha e participante das mudanças na edição portuguesa que a sua história é fundamental. Durante décadas, foi o editor que deu rosto à Teorema, editora fundada em 1973 e cujo catálogo assumiria a partir de 1985. Através dela, Veiga Ferreira editou grandes nomes da literatura, constituindo o catálogo que o notabilizou. Com a passagem da Teorema para o grupo LeYa, cria em 2011 a Teodolito, na qual continua o trabalho que iniciou há décadas: editar em Portugal alguns dos mais importantes clássicos da literatura mundial.

 

Sobre Sara Figueiredo Costa:

É licenciada em Línguas e Literaturas Modernas — Estudos Portugueses e mestre em Linguística Portuguesa pela Universidade Nova de Lisboa. Jornalista freelancer, colabora com diversas publicações na área da crítica literária e do jornalismo cultural (LER, Time Out, Expresso e Blimunda). Mantém desde 2007 o blogue Cadeirão Voltaire, sobre livros e edição, e desde 2003 o blogue Beco das Imagens, dedicado à banda desenhada e à ilustração. É um dos membros fundadores da Oficina do Cego, onde leciona os módulos teóricos das formações sobre história do livro e edição.

 

Livro disponível para encomenda através do e-mail encomendas@booktailors.com. PVP com 10% desconto: 10,80 € (inclui portes de envio. Válido para território nacional).


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Seg, 14/Out/13
Seg, 14/Out/13

© Carlos da Veiga Ferreira — Com Quino e a mulher

na Feira do Livro de Lisboa, c. 2003.

 

«Como é que um autor tão cultuado pelos leitores como Enrique Vila-Matas chegou ao catálogo da Teorema?

O Vila-Matas era muito amigo do [Manuel] Hermínio Monteiro, tal como eu, e já nos conhecíamos, mas o Vila-Matas publicava na Assírio & Alvim. Quando o Hermínio morreu, foi o próprio Vila-Matas que me propôs mudar-se para a Teorema, e desde então tenho sido sempre eu a publicá-lo, agora já na Teodolito. […]

 

E o Quino, como decidiu publicar-lhe a obra, não tendo a Teorema uma tradição na área do cartoon e da banda desenhada?

O Quino foi um dos autores da Teorema que me encheram de alegria publicar e veio parar às minhas mãos de uma forma totalmente aleatória. Publiquei um espanhol chamado Miguel Barroso, que depois se tornou chefe de informação do PSOE antes da vitória do Zapatero, mas nessa altura era o diretor de comunicação da Fnac em Espanha e, mais tarde, ficou responsável pelo mesmo cargo, mas para todo o mundo. E um belo dia, estávamos ambos em Paris, combinei ir jantar com ele, e é ele quem me pergunta se não quero publicar o Quino, porque o autor não tinha editor em Portugal e a mulher dele era, na altura, a agente do Quino para Portugal e Espanha. […]»

 

Fotografia retirada da página 38 e excerto retirado das páginas 36 e 37 da obra.

 

Livro disponível para encomenda através do e-mail encomendas@booktailors.com. PVP com 10% desconto: 10,80 € (inclui portes de envio. Válido para território nacional).


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Qui, 10/Out/13
Qui, 10/Out/13

© Carlos da Veiga Ferreira — Em Frankfurt, no stand da Tusquets,

com Manuel Alberto Valente, Jorge Herralde (editor da Anagrama) e pessoal da Tusquets, c. 1997.

 

«Hoje há um pouco a ideia de que os editores vão a Frankfurt apenas como uma espécie de ritual, negociando quase tudo por e-mail ou telefone.

Isto é um negócio que, como todos os negócios, se trata entre pessoas, e conhecer as pessoas é muito importante. Vão-se criando laços de amizade e de uma certa interdependência. Por exemplo, com o Wylie, com quem tive aquele começo que podia ter acabado mal, mas que resultou num belíssimo casamento, eu era o editor português com quem tinha mais contratos, mais de uma centena. E isso era muito facilitado pelas relações que eu tinha. O [Antonio] Tabucchi, antes de morrer, mudou para a agência Wylie por meu intermédio. Em Frankfurt, na festa dos 60 anos de um editor francês chamado Paul Otchakovsky-Laurens, da P.O.L., o Wylie veio perguntar-me se eu conhecia o Tabucchi porque ele gostava de ser agente dele. E eu disse-lhe que quando o encontrasse lhe perguntaria se podia passar os contactos dele para que ambos falassem. […]

 

Confirma-se, então, que conhece todos os editores e agentes deste mundo?

Quase, pelo menos a minha geração e a geração seguinte. Agora há muitos miúdos, porque eu já tenho 64 anos. Mas a gente da minha idade e os que têm por volta de 40, esses conheço todos. Os mais novos, vou conhecendo, até porque acabam por estar com editores mais velhos que eu já conheço. E este contacto pessoal é uma das coisas interessantes de editar livros.»

 

Fotografia retirada da página 52 e excerto retirado das páginas 60-62 da obra.

 

Livro disponível para encomenda através do e-mail encomendas@booktailors.com

PVP com 10% desconto: 10,80 € (inclui portes de envio. Válido para território nacional).


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Qua, 9/Out/13
Qua, 9/Out/13

 

Encontra-se disponível, em pré-venda, o segundo volume da coleção «Protagonistas da Edição», editada pela Booktailors.

 

Já é possível encomendar o livro Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem através do e-mail encomendas@booktailors.com. As encomendas serão expedidas a partir do dia 24 de outubro, após confirmação de pagamento. O livro custará 10,80 €, já com desconto de 10 por cento e oferta de portes incluídos (válido para território nacional).


Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem é o resultado de uma série de entrevistas feitas pela jornalista Sara Figueiredo Costa a Carlos da Veiga Ferreira, editor que deu rosto à Teorema durante décadas e que criou em 2011 a Teodolito.

 

O livro tem lançamento marcado para dia 24 de outubro, em Lisboa, na Casa dos Bicos, às 18.30, e para dia 15 de novembro, em Penafiel, na Biblioteca Municipal de Penafiel às 21.30.


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Ter, 8/Out/13
Ter, 8/Out/13

 

 

O segundo volume da coleção «Protagonistas da Edição», editada pela Booktailors, será lançado em Lisboa, no próximo dia 24 de outubro, e em Penafiel, a 15 de novembro.

 

Em Lisboa, a apresentação do livro estará a cargo de Nelson de Matos, pelas 18.30, na Casa dos Bicos, sede da Fundação José Saramago.

Em Penafiel, pelas 21.30, na Biblioteca Municipal de Penafiel, o escritor e presidente da Assembleia Municipal de Penafiel, Alberto Santos, apresentará o livro que homenageia o conterrâneo Carlos da Veiga Ferreira.


Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem é uma grande entrevista com o editor que foi durante décadas o rosto da Teorema e que criou, em 2011, a Teodolito. Através destas editoras, Carlos da Veiga Ferreira traduziu e editou alguns dos mais importantes clássicos da literatura mundial em Portugal.


por Booktailors às 10:00 | comentar | partilhar

Qui, 3/Out/13
Qui, 3/Out/13

 

A Booktailors anuncia a publicação do segundo volume da série «Protagonistas da Edição», uma coleção composta por entrevistas com personalidades fulcrais da edição em Portugal, conduzidas pela jornalista Sara Figueiredo Costa e editadas pela Booktailors.

 

O segundo volume desta coleção, Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem, é dedicado ao editor que publicou grande parte dos autores que fizeram do catálogo da Teorema uma referência. Criada em 1973, Carlos da Veiga Ferreira colaborou de início com a Teorema com a realização de traduções. No entanto, é como editor e rosto da editora  que se notabiliza, passando a ser o único responsável pelo catálogo em 1985. Depois da venda da Teorema ao grupo LeYa, criou em 2011 a Teodolito, na qual continua o trabalho que começou há décadas: editar em Portugal alguns dos mais importantes nomes da literatura mundial.

 

O livro será lançado no dia 24 de outubro, pelas 18.30, na Casa dos Bicos, sede da Fundação José Saramago, com apresentação de Nelson de Matos, e no dia 15 de novembro, pelas 21.30, na Biblioteca Municipal, em Penafiel, estando a apresentação da obra a cargo de Alberto Santos.


por Booktailors às 09:30 | comentar | partilhar

Seg, 18/Fev/13
Seg, 18/Fev/13

 

«Já no fim dos anos 80, surge a coleção dos dicionários bilingues, em colaboração com a Oxford e a Hachette. Eram obras que, na altura, faltavam no mercado?

Bom, a Porto Editora não diria que faziam falta, porque eles tinham dicionários. Eu é que achava que havia mercado para outros dicionários, e sobretudo associados aos nomes da Oxford e da Hachette. E havia. Dá muito trabalho, fazer um dicionário, mas funcionou muito bem. E os dicionários continuam a existir, mas não sei se os contratos se mantêm válidos atualmente.

 

Esses dicionários foram feitos por uma equipa da própria Verbo?

Sim, foi tudo interno, com uma equipa de linguistas, lexicógrafos, etc.

 

Na década de 90 destacam‑se a coleção universitária, em parceria com a Universidade Católica, e os CD‑ROM, uma coisa inovadora na altura.

Sim, mas com os CD‑ROM não acertámos muito. Fizemos umas coisas, em parceria com uma empresa dessa área, mas estava tudo muito no início, e nunca passámos de amadores. Porque naquela altura, mais até do que agora, passar além do amadorismo em que nós estivemos era muito caro. Hoje talvez já não seja tanto. E tudo aquilo que, naquela altura, pensámos que se iria aguentar e que iria dominar está ultrapassado, claro. Hoje, verdadeiramente, só temos a Porto Editora a fazer muita coisa nessa área.»

 

Excerto retirado das páginas 83 a 85 da obra.

 

O livro encontra-se disponível para encomenda através do e-mail encomendas@booktailors.com. O livro custa 10,80 euros, já com 10% de desconto e oferta de portes (válido para território nacional).


por Booktailors às 09:30 | comentar | partilhar

Ter, 18/Dez/12
Ter, 18/Dez/12

 

«Em 1972, a Ulisseia passa a integrar a Verbo.

Sim, comprámos a Ulisseia, que pertencia à casa Abel Pereira da Fonseca, depois de já ter passado por outras mãos na sequência da falência.

 

E foi a hipótese de a Verbo desenvolver a área da ficção, que estava por trabalhar.

Foi. Mas depois as coisas começaram a ser complicadas, porque os grandes autores mais recentes já estavam tomados e nós, durante muito tempo, também não demos a devida importância àquilo.

 

Mas editaram uma série de autores. Estou a lembrar‑me do Jack Kerouac…

Mas isso foi uma reedição, porque a Ulisseia tinha um fundo editorial magnífico quando a comprámos. E foi um fundo criado pelo Joaquim Figueiredo de Magalhães, um homem notável, um grande editor. O que eu não sabia e só descobri há pouco tempo é que o Joaquim Figueiredo de Magalhães foi casado com a Rosa Lobato de Faria, que ainda trabalhou na CrediVerbo. Ele faz a Ulisseia por volta dos anos 40, por aí, e não havia grande autor que não estivesse na Ulisseia. Aquele catálogo era espetacular. Claro que entretanto aquilo estoirou. O Joaquim Figueiredo de Magalhães era um ótimo editor, mas desconfio que era um mau gestor e não devia estar muito interessado em contas e valores, e tudo rebentou. Mas, enquanto não rebentou, a verdade é que ele criou um catálogo que nenhum editor daquela época conseguiu criar. Mesmo a Portugália, do Agostinho Fernandes, não tinha nada que se pudesse comparar com o que tinha a Ulisseia. O Kerouac, entre muitos outros, era dele, e agora imagine o que era publicar o Pela Estrada Fora naquela altura; era qualquer coisa. Era formidável. Nunca conheci o Figueiredo de Magalhães, mas tenho por ele a maior admiração e consideração como editor. E a verdade é que o dinheiro que demos pela Ulisseia, recuperámo‑lo em pouco tempo, porque com o que ele tinha de stock de todos esses grandes autores fizemos várias coleções que se venderam no crediário, encadernadas.»

 

Excerto retirado das páginas 74 e 75 da obra.


O livro encontra-se disponível para encomenda através do e-mail encomendas@booktailors.com. O livro custa 10,80 euros, já com 10% de desconto e oferta de portes (válido para território nacional).


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Sex, 7/Dez/12
Sex, 7/Dez/12

 

A Booktailors disponibiliza para aquisição o recém-lançado Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, da autoria de Sara Figueiredo Costa, em conjunto com A Edição de Livros e a Gestão Estratégica, de José Afonso Furtado, pelo preço de 20 €.

 

Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses é o primeiro título da coleção que a Booktailors inaugura agora e que tem como principal objetivo reunir os testemunhos de editores cujo percurso marcou o panorama editorial português ao longo das últimas décadas. Este é um livro que se destina a todos os que se interessam pela edição e não apenas a profissionais da área. O PVP da obra é de 12 €. Mais informações sobre a obra aqui.

 

A Edição de Livros e a Gestão Estratégica, de José Afonso Furtado, editado em 2009 pela Booktailors, é uma obra que aprofunda as grandes transformações que a cadeia de valor do livro tem vindo a sofrer. Esta obra destina-se a um público profissional ou especializado e tem um PVP de 18,99 €. Mais informações sobre o livro aqui.

 

Os interessados em adquirir ambos os livros poderão fazê-lo através do e-mail encomendas@booktailors.com, pelo preço total de 20 €, com portes incluídos (válido para território nacional).


por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Qui, 6/Dez/12
Qui, 6/Dez/12

 

O auditório da Casa Fernando Pessoa encheu-se ontem à noite para assistir ao lançamento do primeiro volume da coleção «Protagonistas da Edição», da Booktailors, que se inaugurou com Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses.

 

 

A Booktailors é uma consultora editorial, mas, apesar de não ser uma editora, tomou a iniciativa de publicar uma coleção que pretende, acima de tudo, preservar a memória da história da edição em Portugal. A coleção estreou-se com o registo do testemunho de Fernando Guedes, fundador da Editorial Verbo, sendo já conhecidos os proximos protagonistas: Carlos da Veiga Ferreira e Guilhermina Gomes. 

 

A coleção «Protagonistas da Edição», cuja publicação se inicia agora,  não tem um intuito comercial. Trata-se da prestação de um serviço público, da publicação de um conjunto de testemunhos que é importante preservar para o futuro. «Queremos, contudo, que seja uma coleção que marque o panorama editorial, chegue aos profissionais da área, mas também aos mais curiosos», declarou Paulo Ferreira.

 

 

O primeiro volume da coleção que surgiu de uma conversa casual sobre a importância de dar visibilidade aos outros atores – além dos autores – da área da edição foi apresentado por Francisco Espadinha, fundador da Editorial Presença.

 

Francisco Espadinha destacou a «vocação de homem de cultura» e o facto de Fernando Guedes sempre ter encarado as suas funções de editor com um «espírito de missão», apesar de se ter iniciado como escritor e só posteriormente ter assumido a profissão de editor.

 

 

«Este livro acrescenta muito sobre a situação do livro em Portugal como foi vivido quer pelos seus agentes, quer pelos seus leitores, incluindo neste cenário as mudanças entretanto operadas, além das novas tendências que se afirmam e de outras que se esboçam ao longo deste cenário de cinco décadas que chega até aos nossos dias», declarou Francisco Espadinha. Constitui «uma  retrospectiva da edição desde os anos sessenta até à actualidade, colhida de um testemunho que viveu tudo isto de uma forma profundamente interveniente.», como foi o caso de Fernando Guedes.

 

O fundador da Presença elogiou ainda o formato do livro, a «biografia dialógica», «uma experiência original de contar a história de uma vida no seu estimulante contexto, através do diálogo com o biografado». 

 

 

Fernando Guedes declarou-se surpreendido pelo convite, pelo facto de a coleção se iniciar com o seu testemunho, mas elogiou a ideia, sugerindo ainda a criação de uma segunda série dedicada a editores já falecidos. Lamentou apenas que a figura do editor tenha mudado tanto ao longo dos anos e que, hoje em dia, o editor seja mais o «administrador com A grande». «O editor, o homem dos sete ofícios já não existe», declarou. «Perdeu-se muito do encanto desta profissão, uma profissão de artistas.» 


por Booktailors às 16:00 | comentar | partilhar

Qui, 6/Dez/12

 

Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, o primeiro volume da coleção «Protagonistas da Edição», da Booktailors, já se encontra disponível para aquisição no sítio da livraria online Wook.

 

O livro foi apresentado ontem na Casa Fernando Pessoa, por Francisco Espadinha, da Editorial Presença.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qua, 5/Dez/12
Qua, 5/Dez/12

 

Agradecemos a todos os blogues que fizeram referência ao lançamento do primeiro volume da coleção «Protagonistas da Edição», Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, da autoria de Sara Figueiredo Costa. O livro será apresentado hoje, pelas 18.30, na Casa Fernando Pessoa, por Francisco Espadinha, da Editorial Presença.


- À Janela dos Livros;

- Bibliotecário de Babel;

- Da Literatura;

- Destante;

- Falling into Infinity;

- Livros e Manias;

- Marcador de Livros;

- O Jardim Assombrado;

- Páginas Desfolhadas;

- Planeta Márcia;

- PNET Crónicas;

- PNET Literatura;

- Porta-Livros;

- Prova Oral;

- PublishNews;

- Theca Libraria.


por Booktailors às 14:30 | comentar | partilhar

Qua, 5/Dez/12

 

Hoje, pelas 18.30, na Casa Fernando Pessoa, será apresentado Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, o primeiro volume da coleção «Protagonistas da Edição». Numa entrevista conduzida por Sara Figueiredo Costa, Fernando Guedes, fundador da Verbo, dá a conhecer o seu percurso profissional e a evolução da área da edição em Portugal. A apresentação da obra estará a cargo de Francisco Espadinha, da Editorial Presença.

 

Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses é uma edição Booktailors.

-

Campanha «Formai-vos!»: desconto de 50% para desempregados e recém-licenciados. Novidades 2012: [Porto] Revisão de Texto - nível intermédio.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Ter, 4/Dez/12
Ter, 4/Dez/12

 

 

É já amanhã o lançamento do primeiro volume da coleção «Protagonistas da Edição», dedicado a Fernando Guedes, fundador da Editorial Verbo. A apresentação de Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses estará a cargo de Francisco Espadinha e terá lugar na Casa Fernando Pessoa, pelas 18.30 de quarta-feira, dia 5.

 

Este é o primeiro título da coleção editada pela Booktailors, que dará voz a algumas das mais importantes personalidades da área da edição em Portugal.

 

O livro encontra-se disponível para pré-encomenda através do e-mail encomendas@booktailors.com. As encomendas serão expedidas a 5 de dezembro, após confirmação de pagamento. O livro custará 10,80 €, já com desconto de 10 por cento e oferta de portes incluídos (oferta válida para território nacional).


por Booktailors às 09:30 | comentar | partilhar

Seg, 3/Dez/12
Seg, 3/Dez/12

 

 

Já chegaram os primeiros exemplares de Fernando Guedes: O decano dos editores portugueseso primeiro volume da coleção «Protagonistas da Edição», da autoria de Sara Figueiredo Costa. Uma edição Booktailors. 


por Booktailors às 17:15 | comentar | partilhar

Seg, 3/Dez/12

 

 

«Em 1968, quando se cria a filial da Verbo no Brasil, como era o mercado brasileiro e a visão que os editores portugueses tinham dele?

O Brasil é um mercado muitíssimo mais poderoso do que o nosso. O tempo em que iam daqui barcos carregados de livros escolares, e de alguns outros, para o Brasil morreu definitivamente ainda eu nem sonhava com a Verbo, mas ficou uma ideia a pairar na imaginação de nós todos de que o Brasil era o eldorado. E não é, nem nunca foi. Porque é que nunca fizemos nada de jeito no Brasil? Porque não temos dimensão. Agora não sei como é; pode ser que algum dos grandes grupos editoriais tenha dimensão para fazer lá alguma coisa, mas, mesmo assim, tenho dúvidas. O Brasil tem editoras muitíssimo maiores do que qualquer uma das nossas, pelo menos antes desta aglomeração recente, da LeYa e da Porto Editora. E, depois, nunca tivemos possibilidades financeiras e económicas para fazer frente àquele território imenso. Território imenso que, sobretudo naquele tempo em que mais me interessei pelo Brasil, se estendia quase só pela orla marítima, mas numa extensão como daqui à Polónia. E havia que aguentar aquilo, o que exigia fontes de financiamento e capacidade humana que não  tínhamos. E creio que ainda hoje não há. Portanto, quando se dizia mal do Brasil, o que também era uma moda, o que se devia dizer era que nós nunca fomos capazes de aguentar, de nos pormos à frente no Brasil, com uma entrada a sério no mercado. Instalámo‑nos lá dez anos depois de se criar a Verbo e ainda fizemos umas coisas, durante uns anos, sobretudo numa área que era possível trabalhar, a área do crediário. Na livraria, tentámos, mas nunca conseguimos fazer nada de importante. O crediário era mais fácil, até pelas características dos nossos sócios brasileiros, e o que fizemos foi pegar em enciclopédias, em obras completas, como as de Camões, ou de Pessoa, em livros do tipo medicina caseira, etc., e essas obras conseguíamos vender lá. O que fazíamos não era ter um crediário propriamente dito, ainda que o tenhamos chegado a ter, durante algum tempo, mas sim vender as obras aos crediaristas que havia por todo o Brasil, que eram muitos. E aí já não era só na orla marítima mas também para o interior, para os confins daquela terra imensa. E esse foi um período importante e frutuoso da nossa Verbo de São Paulo. Depois, o crediário lá também começou a fraquejar, hoje suponho que quase não existe, e nós também não existimos. Ou não existíamos, em 2009. Entretanto, um dos sócios morreu, e a única coisa que havia a fazer era fechar a porta.»

 

Excerto retirado das páginas 64 a 66 de Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, primeiro volume da coleção «Protagonistas da Edição» da autoria de Sara Figueiredo Costa, uma edição Booktailors. A obra será lançada na próxima quarta-feira, dia 5 de dezembro, pelas 18.30, na Casa Fernando Pessoa. A apresentação será de Francisco Espadinha, fundador da Editorial Presença.


por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Seg, 3/Dez/12

 

Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses é o primeiro livro da coleção «Protagonistas da Edição», da autoria de Sara Figueiredo Costa, uma edição Booktailors. A obra será apresentada por Francisco Espadinha, na próxima quarta-feira, dia 5, pelas 18.30, na Casa Fernando Pessoa. 


«Mas como aconteceram as coisas durante a preparação da Enciclopédia? Quando começam a fazer os convites aos vários colaboradores, ninguém fazia ideia de quem vocês eram?

Pois não. Uma das primeiras pessoas que conheci e que depois foi extremamente importante neste processo foi o padre António de Magalhães, S. J. E conheci‑o numa exposição de pintura do Nuno Siqueira. Esse homem era de uma atividade tal… Tive algumas dificuldades iniciais com a própria Companhia, que achavam que eu era um miúdo e que se podiam meter numa alhada onde não queriam envolver o nome da instituição. Há uma história anterior à Enciclopédia que é com o Dr. Fernando Castro Pires de Lima, que dirigiu A Arte Popular em Portugal. Mandei‑lhe o convite para isso, não o conhecia pessoalmente, e ele era muito amigo do Américo Tavares Martins, da Livraria Tavares Martins. Quando recebeu o convite, o Dr. Pires de Lima foi ter com ele e disse‑lhe: "Recebi este convite, não conheço esta pessoa de lado nenhum, o que é que tu me dizes?" E o Tavares Martins, que era um homem com alguma piada, respondeu‑lhe assim: "Fernando Guedes? Espera lá! Esse é poeta, diz‑lhe que sim, que ele não vai fazer nada."»

 

Excerto retirado das páginas 57 a 59 da obra.

 

O livro encontra-se disponível para pré-encomenda através do e-mail encomendas@booktailors.com. As encomendas serão expedidas a 5 de dezembro, após confirmação de pagamento. O livro custará 10,80 euros, já com 10% de desconto e oferta de portes incluídos apenas para território nacional.


por Booktailors às 09:30 | comentar | partilhar

Sex, 30/Nov/12
Sex, 30/Nov/12

 

«Como é que alguém que acompanhou as últimas cinco décadas do setor do livro vê as inovações trazidas pelo livro em suporte digital e as mudanças que isso trouxe à relação das pessoas com a leitura?

Sempre achei que o livro impresso não vai morrer porque não tem condições para morrer. Mas as mudanças foram na leitura e em tudo; esses gadgets todos que aparecem dia sim dia não aplicam‑se a muito mais do que à leitura. O mundo está muito diferente. Mas tudo isso são apenas meios, como o livro é sempre um meio. Agora, o livro impresso, o que se criou nos séculos XV/XVI, é um meio extraordinariamente flexível. Ele resiste porque é muito bom, é ótimo, não é porque as pessoas estejam apegadas a ele. Há até quem diga que fica tranquilo enquanto precisar de ler o livro das instruções para o computador funcionar [risos]. E há outra coisa: aqui na sala ao lado, dos Reservados, temos, dos séculos XIV e XV, algumas obras que você, com o seu curso de Letras e um bocadinho de trabalho, consegue ler, mas não consegue ter uma máquina que leia uma engenhoca de há dez ou 15 anos, como as disquetes, por exemplo. Tudo isso vai passando, e o livro, tranquilo, vai resistindo, com cada vez mais títulos publicados no mundo.

 

Já leu algum livro em suporte digital?

Não e não estou nada interessado. Já me bastam os aborrecimentos que tenho com o meu computador.»


Retirado das páginas 42 e 43 da obra.

-

Campanha «Formai-vos!»: desconto de 50% para desempregados e recém-licenciados. Novidades 2012: [Porto] Revisão de Texto - nível intermédio.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Qui, 29/Nov/12
Qui, 29/Nov/12

 

Durante os próximos dias, disponibilizaremos excertos do primeiro volume da coleção «Protagonistas da Edição», Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, da autoria de Sara Figueiredo Costa, uma edição Booktailors.

 

«E agora pouco temos, tirando os dois monstros — isto sem nenhum sentido pejorativo —, a LeYa e a Porto Editora. A Babel pretende ser um terceiro grupo, mas ainda não sei se o será ou não (hoje, 28 de maio de 2012, parece que não), e não há mais nada. Até a Assírio & Alvim foi engolida na Porto Editora. É natural que a Porto Editora lhe mantenha as características, mas a Assírio & Alvim não vai poder trabalhar livremente, e isso é o mais natural. As editoras que estão na LeYa, como é? Cada uma vai fazendo como pode, e, mesmo que não sejam baias muito cerradas, a chamada liberdade acabou. Livres, ainda, que me venham logo à ponta da língua, a Presença e a Gradiva.»

 

Retirado das páginas 17 e 18 da obra.

-

Coleção «Protagonistas da Edição», 1.º volume Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses disponível para pré-venda por 10,80 € (10% de desconto e portes de envio incluídos). 


por Booktailors às 09:30 | comentar | partilhar

Qua, 28/Nov/12
Qua, 28/Nov/12

 

O primeiro volume da coleção «Protagonistas da Edição», publicada pela Booktailors, será Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses. O livro, que, através de uma entrevista conduzida por Sara Figueiredo Costa, descreve o percurso do fundador da Editorial Verbo, será apresentado por Francisco Espadinha no próximo dia 5 de dezembro, pelas 18.30, na Casa Fernando Pessoa.

 

Sobre Fernando Guedes:

Fundador e editor da Editorial Verbo durante mais de meio século, publicou algumas das obras generalistas de referência da segunda metade do século XX em Portugal, da Enciclopédia Luso-Brasileira de Cultura a Cozinha Tradicional Portuguesa. Participou ativamente nas estruturas associativas que regulam as atividades do setor, em Portugal e no estrangeiro. Poeta e ensaísta, com obra publicada em diferentes áreas do saber (da pintura, à história do livro e edição, à poesia), é um dos nomes incontornáveis da edição do século XXI. Este é o seu testemunho e legado.

 

Sobre Sara Figueiredo Costa:

É licenciada em Línguas e Literaturas Modernas – Estudos Portugueses e mestre em Linguística Portuguesa pela Universidade Nova de Lisboa. Jornalista freelancer, colabora com diversas publicações na área da crítica literária e do jornalismo cultural (LER, Time Out, Expresso e Blimunda). Mantém, desde 2007, o blogue Cadeirão Voltaire, sobre livros e edição, e desde 2003, o blogue Beco das Imagens, dedicado à banda desenhada e à ilustração. É um dos membros fundadores da Oficina do Cego, onde leciona os módulos teóricos sobre história do livro e edição das formações sobre autoedição.


por Booktailors às 09:30 | comentar | partilhar

Ter, 27/Nov/12
Ter, 27/Nov/12

 

O primeiro volume da coleção «Protagonistas da Edição», editada pela Booktailors, já se encontra disponível para pré-venda. É possível encomendar o livro Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses através do e-mail encomendas@booktailors.com. As encomendas serão expedidas a 5 de dezembro, após confirmação de pagamento. O livro custará 10,80 €, já com desconto de 10 por cento e oferta de portes incluídos.

 

Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses será lançado no próximo dia 5 de dezembro, pelas 18.30, na Casa Fernando Pessoa, com apresentação de Francisco Espadinha. 


por Booktailors às 09:30 | comentar | partilhar

Sex, 23/Nov/12
Sex, 23/Nov/12

 

O primeiro livro da coleção «Protagonistas da Edição» é Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses. Numa entrevista conduzida por Sara Figueiredo Costa, Fernando Guedes, decano da edição portuguesa e fundador da Editorial Verbo, fala do seu percurso pessoal e profissional e deixa um testemunho importante sobre a evolução da área da edição em Portugal ao longo das últimas décadas.

 

Este é o primeiro volume da coleção editada pela Booktailors. 

 

Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses será lançado no próximo dia 5 de dezembro, pelas 18.30, na Casa Fernando Pessoa, com apresentação de Francisco Espadinha.

-

Campanha «Formai-vos!»: desconto de 50% para desempregados e recém-licenciados. Novidades 2012: [Porto] Revisão de Texto - nível intermédio.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Seg, 19/Nov/12
Seg, 19/Nov/12

 

Com o intuito de preservar a memória e deixar às gerações futuras testemunhos da área da edição em Portugal, a Booktailors decidiu lançar a coleção «Protagonistas da Edição». O primeiro livro é dedicado a Fernando Guedes, decano da edição portuguesa e fundador da Editorial Verbo. Numa entrevista conduzida por Sara Figueiredo Costa, é traçado o percurso pessoal e profissional daquela que é uma das figuras históricas da edição em Portugal.

 

Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses será lançado no próximo dia 5 de dezembro, pelas 18.30, na Casa Fernando Pessoa, com apresentação de Francisco Espadinha. 

-

Campanha «Formai-vos!»: desconto de 50% para desempregados e recém-licenciados. Novidades 2012: [Porto] Revisão de Texto - nível intermédio.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar


Subscreva a nossa newsletter

* indicates required
Publicações Booktailors
Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem, Sara Figueiredo Costa



PVP: 12 €. Oferta de portes (válido para território nacional).

Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, Sara Figueiredo Costa



PVP: 10,80 €. Preço com 10% de desconto e oferta de portes (válido para território nacional).

A Edição de Livros e a Gestão Estratégica, José Afonso Furtado



PVP: 16,99 €. 10% de desconto e oferta de portes.

Livreiros, ler aqui.

PROMOÇÃO BLOGTAILORS



Aproveite a oferta especial de dois livros Booktailors por 20 €.

Compre os livros Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, de Sara Figueiredo Costa e A Edição de Livros e a Gestão Estratégica, de José Afonso Furtado por 20 €. Portes incluídos (válido para território nacional).

Encomendas através do e-mail: encomendas@booktailors.com.

Clique nas imagens para saber mais.
Leitores
Acumulado (desde Setembro 2007):

3 000 000 visitas


Site Meter
arquivo

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Etiquetas

acordo ortográfico

adaptação

agenda do livro

amazon

apel

associativismo

autores

bd | ilustração

bertrand

bibliotecas

blogosfera

blogtailors

blogtailorsbr

bookoffice

booktailors

booktrailers

byblos

coleção protagonistas da edição

correntes d'escritas 2009

correntes d'escritas 2010

correntes d'escritas 2011

correntes d'escritas 2012

design editorial

dia do livro

direitos de autor

distribuição

divulgação

e-book

e-books

edição

editoras

editores

emprego

ensaio geral na ferin

entrevista

entrevistas booktailors

estado | política cultural

estatísticas e números

eventos

feira do livro de bolonha 2010

feira do livro de frankfurt 2008

feira do livro de frankfurt 2009

feira do livro de frankfurt 2010

feira do livro de frankfurt 2011

feira do livro de frankfurt 2013

feira do livro de lisboa

feira do livro de lisboa 2009

feira do livro de lisboa 2010

feira do livro do porto

feira do livro do porto 2009

feiras do livro

feiras internacionais

festivais

filbo 2013

fnac

formação

formação booktailors

fotografia | imagem

fusões e aquisições

google

homenagem

humor

ilustração | bd

imagens

imprensa

internacional

kindle

lev

leya

língua portuguesa

literatura

livrarias

livro escolar

livro infantil

livros

livros (audiolivro)

livros booktailors

london book fair

marketing do livro

mercado do livro

notícias

o livro e a era digital

óbito

opinião

opinião no blogtailors

os meus livros

poesia

polémicas

porto editora

prémios

prémios de edição ler booktailors

profissionais

promoção à leitura

revista ler

sítio web

sociologia e hábitos da leitura

tecnologia

top livros

twitter

vídeo

todas as tags