Booktailors
info@booktailors.com

Travessa das Pedras Negras

N.º 1, 3.º Dto.

1100-404 Lisboa
(+351) 213 461 266

Facebook Booktailors
Twitter Booktailors

FourSquare Booktailors



Facebook Bookoffice


Editoras Nacionais
Livrarias Nacionais
Livrarias on-line
Editoras Brasileiras
Imprensa Brasileira
Blogosfera Brasileira
Eventos no Brasil
Imprensa Internacional

Associações e Institutos de Investigação
Feiras internacionais
Qua, 19/Ago/15
Qua, 19/Ago/15

 

«O escritor brasileiro Rogério Andrade Barbosa percorre há mais de 25 anos o continente africano para recolher histórias infantis e preservar a tradição oral, e tem vários livros dedicados aos países de expressão portuguesa.» Ler no jornal i.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Qui, 13/Ago/15
Qui, 13/Ago/15

 

«O projeto de referendar o Acordo Ortográfico (AO1990) já recolheu cerca de 10 mil assinaturas, das 75 mil necessárias, admitiu hoje à Lusa uma das responsáveis pela iniciativa.» Ler no Diário Digital.


por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Qui, 30/Jul/15
Qui, 30/Jul/15

 

«A ideia nasceu no Rio de Janeiro, Brasil, e passa por criar o primeiro documentário visual dos países de língua portuguesa. Uma equipa de fotógrafos, designers, pesquisadores e escritores criaram um projecto – Nossa Língua – que desafia os utilizadores da rede social Instagram a enviarem fotografias da Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Angola, Macau, Portugal, Moçambique e Brasil.» Ler no jornal i.

 

«Um grupo de criativos brasileiros decidiu propôr a todos os “instagrammers” dos países de língua portuguesa o desafio de a fotografarem. O objectivo? “Criar uma história comunitária sobre a nossa língua, aquilo que temos em comum apesar de sermos países tão diferentes”, descreve Júlio Silveira ao P3. O projecto — designado por Nossa Língua — quer que os lusófonos respondam com fotografias que, posteriormente, integrarão um documentário. “Será o primeiro documentário virtual dos países de língua portuguesa”, garante.» Ler no P3.


por Booktailors às 12:00 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Qui, 16/Jul/15
Qui, 16/Jul/15

 

«Vários académicos uruguaios vão propor que o "portunhol", fruto da mistura do português e do espanhol, seja classificado como Património Cultural Imaterial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).» Ler no Diário Digital.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Ter, 23/Jun/15
Ter, 23/Jun/15

 

«O presidente da câmara de Miranda do Douro (PS) afirmou hoje que o Estado português não pode continuar a "assobiar para o lado" e tem o dever de assinar a Carta Europeia de Línguas Minoritárias (CELM).» Ler no Diário Digital.


por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Ter, 23/Jun/15

 

«Personalidades das áreas da política, artes, cultura e académicos estão a recolher assinaturas para um referendo ao Acordo Ortográfico (AO1990) e querem questionar sobre a matéria os candidatos a cargos políticos nas próximas eleições.» Ler no Diário Digital.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qui, 18/Jun/15
Qui, 18/Jun/15

 

«Maria Teresa Horta foi a primeira a publicar obra de Hélia Correia, entre finais da década de 1960 e inícios de 1970, no suplemento Literatura e Artes, que dirigia no vespertino A Capital. "Eram três ficções poéticas pequeninas. E quando ela publicou O separar das águas (1981) e comecei a ler, percebi que aquela escrita estava lá", disse. "Como nunca querem saber da literatura para coisa nenhuma, só tem visibilidade quando se recebem prémios. E com a Hélia é sobretudo a escrita que ela faz. É um traço único. É a pujança da língua portuguesa. O Lillias Frazer é uma coisa de tirar o fôlego. E ela é minha madrinha, por me ter emprestado a personagem para o meu romance As luzes de Leonor", contou Maria Teresa Horta.» Ler no jornal i.

 

«"O que é que eu faço agora? Estava aqui tão bem quietinha..." Eis a reação de Hélia Correia ao saber-se ontem vencedora do Prémio Camões 2015, segundo o seu companheiro Jaime Rocha.» Ler no Diário de Notícias.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qua, 17/Jun/15
Qua, 17/Jun/15

 

«Escritora é o 11.º português a receber aquele que é considerado o mais importante prémio literário destinado a autores de língua portuguesa.» Ler no Público

 

«O anúncio foi feito esta quarta-feira, no Rio de Janeiro, pelo júri da 27.ª edição do prémio luso-brasileiro, composto por Pedro Mexia, escritor e crítico literário (Portugal), Mia Couto, escritor (Moçambique), Rita Marnoto, professora da Universidade de Coimbra (Portugal), Affonso Romano de Sant"Anna, escritor e académico (Brasil), António Carlos Secchin, escritor e académico (Brasil) e Inocência Mata, professora universitária da Universidade de Lisboa e da Universidade de Macau (S. Tomé e Príncipe).» Ler no Diário de Notícias


por Booktailors às 18:00 | comentar | partilhar

Seg, 25/Mai/15
Seg, 25/Mai/15

 

«As comemorações dos cem anos da revista Orpheu, no Brasil, têm início hoje, em São Paulo, e, além do Congresso 100 Orpheu, contemplam ainda uma exposição sobre a revista, a exibição de um filme e uma festa.» Ler no Diário Digital.


por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Qua, 13/Mai/15
Qua, 13/Mai/15

 

«O Acordo Ortográfico passa a ser obrigatório em Portugal a partir desta quarta-feira, dia em que termina o período de seis anos de transição, após a entrada em vigor, a 13 de Maio de 2009.» Ler no Diário Digital.

-

A Booktailors já está a divulgar a sua oferta formativa para o 1.º semestre de 2015: Curso de Revisão de Texto - nível inicial, Curso de Revisão de Texto - nível intermédio.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Qua, 6/Mai/15
Qua, 6/Mai/15

 

«O deputado Ribeiro e Castro considerou que a Europa é o espaço em que o português tem maior dificuldade em se afirmar como uma grande língua e Portugal não está a fazer o suficiente para reverter este quadro.» Ler no Jornal de Notícias.


por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Ter, 28/Abr/15
Ter, 28/Abr/15

 

«Pela primeira vez, a feira não terá um país convidado: o convidado é Macondo, esse lugar imaginário, descrito por Gabo em Cem Anos de Solidão e onde vivia a família Buendía.

[...]

A feira, que se prolonga até dia 4 de maio e que nas suas últimas edições contou com cerca de meio milhão de visitantes, "é um dos mais importantes, e dependendo do ponto de vista é até o mais importante evento literário da América do Sul", explica Paulo Ferreira, editor e consultor da Booktailors, um dos responsáveis pela participação portuguesa em Bogotá, em 2013, ano em que Portugal foi país convidado. "Em termos de dimensão é a maior feira e em termos de negócio é a segunda maior, atrás de Guadalajara, no México", explica. Para os editores portugueses, Bogotá representa uma porta de entrada no vasto mercado da América Latina: "além disso, a tradução para espanhol facilita depois o acesso a outros mercados, como o francês."

[...]

Paulo Ferreira volta a Bogotá neste ano como convidado para participar em dois fóruns sobre edição, "continuar os contactos já estabelecidos e abrir novos canais". Mas a presença portuguesa na feira, organizada pela Embaixada Portuguesa em Bogotá e pelo Instituto Camões, vai mais além: num stand de cerca de 30 metros quadrados vão estar representadas 20 editoras portuguesas que levam consigo cerca de 400 títulos em língua portuguesa, e haverá ainda mais 300 traduções para espanhol de autores portugueses.

O poeta José Tolentino Mendonça, a editora e escritora Maria do Rosário Pedreira, o escritor e músico Afonso Cruz e a fadista Katia Guerreiro vão estar na Colômbia para participar em várias conferências (e, no caso dos músicos, também concertos), na feira mas ainda noutros locais, como a Universidade dos Andes, num programa organizado por Jerónimo Pizarro, titular da cátedra de Estudos Portugueses.»

 

A notícia é de Maria João Caetano para o Diário de Notícias e pode ser lida aqui

 

 


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Seg, 20/Abr/15
Seg, 20/Abr/15

 

«Um fórum realizado na Universidade de Lisboa aprovou uma moção a defender que o Acordo Ortográfico de 1990 deve ser referendado. Os defensores do tratado acham que o esforço de unificação da língua compensa as eventuais imperfeições do AO.» Ler no Público


por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Seg, 20/Abr/15

 

«Se fosse vivo, José Cardoso Pires faria em Outubro 90 anos e teria como presente o relançar da sua obra, agora numa nova editora, a Relógio d’Água.

Francisco Vale, director editorial, confirmou à SÁBADO que vai "reeditar quatro obras de José Cardoso Pires, a saber: A Balada da Praia dos CãesO DelfimO Anjo Ancorado e De Profundis, Valsa Lenta. As obras terão prefácios de, respectivamente: António Lobo Antunes, Gonçalo M. Tavares, Mário de Carvalho e João Lobo Antunes (neste caso trata-se da reedição do prefácio da primeira edição).» Ler na Sábado.


por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Seg, 6/Abr/15
Seg, 6/Abr/15

 

«O convívio entre as literaturas portuguesa e brasileira não é pacífico. Há fascínio e desconhecimento, folclore e preconceito, arrogância e admiração. Nos últimos anos, portugueses passam e fixam-se em território brasileiro e transportam essa paisagem para a sua escrita. Acontece com brasileiros, mas menos. Como se dá o contágio? Quem escreve e quem lê traça um retrato onde a língua é elo e barreira, mas sempre vista como impermeável acordos diplomáticos. Viva, dinâmica, com muitos sotaques. Eles estão neste texto que fala com o português dos dois lados do Atlântico.» Para ler no Público


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qui, 26/Mar/15
Qui, 26/Mar/15

 

«Ao longo dos últimos quinze anos, Gonçalo [M. Tavares] vem criando um universo muito próprio, que não está assente numa geografia concreta, particular, mas na grande literatura universal. É o caso mais extremo de uma tendência que vem ganhando expressão na literatura portuguesa — uma surpreendente desnacionalização.

Pedro Rosa Mendes, Afonso Cruz, João Tordo, Francisco José Viegas, Miguel Gullander, ou Walter Hugo Mãe, para citar alguns dos nomes mais jovens e mais interessantes da literatura portuguesa, vêm todos eles publicando livros cuja ação acontece para além das fronteiras portuguesas. Em alguns desses livros nem sequer há personagens portuguesas.» A opinião de José Eduardo Agualusa no jornal O Globo.


por Booktailors às 17:00 | comentar | partilhar

Ter, 24/Mar/15
Ter, 24/Mar/15

 

«Comemora-se hoje o centenário de Orpheu, cujo primeiro número terá saído da gráfica no dia 24 de Março de 1915. Como um grupo de rapazes de vinte e poucos anos, liderado por Pessoa e Sá-Carneiro, lançou o modernismo em Portugal e mudou para sempre a paisagem cultural e literária do país.» Ler no Público.

 

«Orpheu tinha a poesia e a irreverência de Fernando Pessoa, Almada e Mário de Sá-Carneiro. Dirigida por Luís de Montalvor e pelo brasileiro Ronaldo de Carvalho, Orpheu nasce do impulso e entusiasmo de Fernando Pessoa e Mário de Sá Carneiro; o mecenas foi o pai deste poeta precoce e tragicamente desaparecido, que já não estaria disposto a pagar a impressão do terceiro número tal fora o estremeção social e o escândalo provocado pelos dois anteriores.» Ler no Expresso

 

«"Há apenas duas coisas interessantes em Portugal - a paisagem e o Orpheu" escrevia Fernando Pessoa após o lançamento da revista em março de 1915. Dessa, da qual diria ainda ser "à prova de Portugal", comemora-se agora o centenário.» Ler no Diário de Notícias.

 

«A revista Orpheu abriu novos caminhos na literatura portuguesa, permitindo questionar o homem e os seus abismos e levar a limites desconhecidos a invenção da escrita e da palavra.» Opinião de António Valdemar no Público

 

«A Casa Fernando Pessoa, em Lisboa, vai assinalar o centenário da revista Orpheu, a partir de quarta-feira, com um programa aberto ao público, de caráter transversal, com artes plásticas, performances e leituras.» Ler no Diário Digital.

 


por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Seg, 16/Mar/15
Seg, 16/Mar/15

unnamed.jpg

 

O Instituto Camões fortaleceu o departamento de língua portuguesa na Universidade dos Andes, com um apoio na ordem dos 45 mil euros numa nova cátedra e num novo leitorado sobre língua e cultura portuguesa nesta instituição de ensino. 

Para marcar esta parceria, estiveram presentes o reitor da Universidade dos Andes, Pablo Navas, o embaixador de Portugal na Colômbia, João Ribeiro de Almeida, e a professora Ana Prata, que faz parte do conjunto de 8 professores ligados à lingua portuguesa na universidade.


por Booktailors às 10:30 | comentar | partilhar

Qua, 18/Fev/15
Qua, 18/Fev/15

«Fernando Pessoa, no último ano de vida, em 1935, acusou Salazar de ter afastado de si «o resto da inteligência portuguesa, que ainda o olhava com uma benevolência, já impaciente», numa carta que endereçou ao Presidente da República Óscar Carmona.» Ler no Diário Digital e no Correio da Manhã.

 

«Na introdução, o investigador [José Barreto] atesta que, se alguma "simpatia" houve de Fernando Pessoa (1888-1935) pelo regime corporativista, claramente se distanciou dele, nos inícios de 1935, dois anos após a aprovação da Constituição da ditadura do Estado Novo, "para dar lugar a um pensamento coerente de oposição a Salazar e ao seu regime".» Ler no Diário de Notícias, no Observador e no Expresso.


por Booktailors às 15:30 | comentar | partilhar

Sex, 13/Fev/15
Sex, 13/Fev/15

 

A 4.ª edição do Festival Literário de Macau – Rota das Letras vai decorrer entre 19 e 29 de março no Edifício do Antigo Tribunal, em Macau.

 

O festival é o primeiro grande evento que reúne mais de 30 escritores, artistas plásticos, cineastas , músicos e editores da China e dos Países de Expressão Portuguesa.

 

O evento irá destacar a literatura infantojuvenil e irá levar os autores portugueses Francisco José Viegas, João Tordo, Maria do Rosário Pedreira e David Machado. Do Brasil, o festival irá ainda contar com a presença do poeta e humorista Gregório Duvivier.


por Booktailors às 14:20 | comentar | partilhar

Qui, 12/Fev/15
Qui, 12/Fev/15

 

Uma análise feita às 100 mil palavras mais usadas dos 10 idiomas mais falados do mundo mostra que os vocábulos positivos são mais usados do que os negativos. O espanhol e o português são ainda as línguas mais otimistas, enquanto o coreano e o chinês são as mais pessimistas. Saiba mais aqui.


por Booktailors às 16:30 | comentar | partilhar

Qua, 28/Jan/15
Qua, 28/Jan/15

«A UCCLA juntou autores de Portugal, Angola, Macau, Timor-Leste, Cabo Verde, Moçambique, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Brasil num encontro feito de afetos antigos.

 

Quando andava na escola primária, em Díli, Luís Cardoso deixou a professora cabo-verdiana em lágrimas ao cantar uma morna de sôdades do Mindelo. Primeiro tentara sem êxito o Apita o comboio de António Mafra, o Calhambeque de Roberto Carlos, finalmente a morna. O escritor timorense contou o episódio em Luanda, no V Encontro de Escritores da UCCLA (União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa) perante uma audiência numerosa, numa intervenção sobre o poeta angolano António Jacinto.» Ler no Diário de Notícias.


por Booktailors às 16:15 | comentar | partilhar

Qui, 15/Jan/15
Qui, 15/Jan/15

 

«A LeYa lançou a primeira app dedicada exclusivamente aos admiradores de escritores de língua portuguesa, uma aplicação disponível para iPhone, iPad e Android.» Ler no Diário Digital.


por Booktailors às 17:30 | comentar | partilhar

Qui, 15/Jan/15

 

«O Ciberdúvidas, “sítio na Internet criado para responder a dúvidas e discutir temas relacionados com a língua portuguesa”, faz 18 anos nesta quinta-feira. Projeto inovador e sem fins lucrativos, foi fundado a 15 de janeiro de 1997 por dois jornalistas: José Mário Costa e João Carreira Bom (já falecido).» Ler no Público.


por Booktailors às 15:15 | comentar | partilhar

Seg, 5/Jan/15
Seg, 5/Jan/15

 

«A "Palavra do Ano" 2014 é "corrupção". A escolha foi feita pelos portugueses através da votação direta no site Infopédia.pt durante todo o mês de dezembro passado. Em segundo lugar ficou a palavra "xurdir" e em terceiro lugar a palavra "selfie".» Ler no Diário Digital.

 

«A escolha foi feita através de votação direta no site Infopedia.pt durante todo o mês de dezembro e o resultado foi hoje anunciado.

 

A palavra corrupção foi a vencedora, tendo conseguido 25 % dos votos. Em segundo lugar ficou a palavra "xurdir", um regionalismo que significa "lutar pela vida", e em terceiro lugar a palavra "selfie". Ambas tiveram 22 % dos votos.» Ler no Diário de Notícias.

 

«Entre as dez palavras a votação no site Infopédia.pt durante o mês de Dezembro, “corrupção” foi a vencedora. Com 25 % dos votos de 22 mil portugueses, tornou-se a palavra do ano de 2014. O segundo lugar foi para “xurdir” e o terceiro para “selfie” (ambas com 22 %, mas com diferenças em número absoluto de votos).» Ler no Público.

 

«"Corrupção", que significa "uso de meios ilícitos para obter algo de alguém", foi considerada a palavra do ano de 2014, segundo uma votação realizada pelo Grupo Porto Editora e na qual participaram 22 mil portugueses.» Ler na RTP.


por Booktailors às 14:30 | comentar | partilhar

Qua, 3/Dez/14
Qua, 3/Dez/14

festa da poesia jpeg.jpg

 

 

A Festa da Poesia, iniciada em 2005, vai voltar a realizar-se em Matosinhos, de 7 a 9 de dezembro, para comemorar os 84 anos sobre a morte de Florbela Espanca.

 

Esta iniciativa é um projeto da Câmara Municipal de Matosinhos, com a produção executiva da Booktailors, que pretende homenagear e celebrar os poetas e a poesia em língua portuguesa. A edição de 2014 terá como principal tema os «Poemas para Salvar a Vida» e contará com as habituais leituras públicas e conversas acerca de odes, musas e versos.

 

No sentido de dar primazia à palavra, o evento deste ano está a organizar o espetáculo «Poemas no Quarto Escuro», onde nomes como Adolfo Luxúria Canibal, Capicua, Daniel Jonas e Renato Filipe Cardoso estarão em cena no auditório da Biblioteca Municipal Florbela Espanca com as luzes apagadas, de forma a apelar ao poder da palavra dita.

 

O evento conta ainda abordar a poetry slam, uma tendência emergente nos centros urbanos, através de um espetáculo com alguns dos mais representativos intérpretes nacionais.

 

A antologia Cem Poemas para Salvar a Nossa Vida, compilada especialmente para esta edição da Festa da Poesia, vai ser apresentada pelo seu editor e organizador, Francisco José Viegas. Daniel Jonas e João Luís Barreto Guimarães são os convidados que irão ler os poemas publicados nesta edição única. O debate que se seguirá conta com a participação de Mário Cláudio, em volta da Palavra e do seu papel na salvação da humanidade.


por Booktailors às 16:00 | comentar | partilhar

Seg, 1/Dez/14
Seg, 1/Dez/14

 

«Dez palavras vão a votos. Vocábulos de diferentes origens que marcaram o presente ano. A votação faz-se em www.infopedia.pt/palavra-do-ano. Remetem para a política, a saúde, a guerra, hábitos sociais e estratégias de comunicação, e ainda há espaço para regionalismos». Ler no Diário Digital.

 

«De Banco a Xurdir, são dez as candidatas a Palavra do Ano, a iniciativa da Porto Editora. A votação está aberta». Ler no Diário de Notícias.

 

«As palavras "banco", "basqueiro", "cibervadiagem", "corrupção", "ébola", "legionela", "gamificação", "jihadismo", "selfie" e "xurdir" constituem a lista elaborada pela Porto Editora, da qual será escolhida a palavra do ano». Ler no Jornal de Notícias, na RTP e no Público.

 

«Como é que “xurdir” foi parar à lista da Porto Editora, a promotora desta escolha anual? Pela mão do profissional de palavras cruzadas (há 25 anos) Paulo Freixinho e com a ajuda das redes sociais. No início do ano, criou uma página no Facebook e criou a comunidade “Xurdir para palavra de 2014”. Escreveu-a em pedras, na areia da praia, em T-shirts, fotografou-a e usou-a em vários dos passatempos que assina». Ler no Público.


por Booktailors às 14:45 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Qua, 26/Nov/14
Qua, 26/Nov/14

«Trata-se de um dicionário autoexplicativo com exemplos específicos contextualizados e que pretende facilitar a aprendizagem do idioma a estrangeiros, mas também a qualquer pessoa que queira melhorar o domínio da língua.


Ana Paula Laborinho, presidente do Instituto Camões, diz que este lançamento se justifica pelo interesse crescente no conhecimento mais aprofundado da Língua Portuguesa em vários pontos do globo». Ver na RTP.


por Booktailors às 15:15 | comentar | partilhar

Qua, 19/Nov/14
Qua, 19/Nov/14

 

«Pelo sexto ano consecutivo, a Porto Editora lança a votação para a escolha da Palavra do Ano de 2014. Nesta primeira fase, a editora portuguesa pede as sugestões que no início de Dezembro levarão à escolha das dez candidatas finais. Depois, até às 23h59 de 31 de Dezembro, decorre a votação para apurar a sucessora de “bombeiro”, a Palavra do Ano 2013». Ler no Público.


por Booktailors às 14:38 | comentar | partilhar

Qui, 30/Out/14
Qui, 30/Out/14

 

«O poeta, historiador e diplomata brasileiro Alberto da Costa e Silva declarou na noite de quarta-feira a sua paixão por África quando recebeu o prémio Camões 2014, entregue no Rio de Janeiro pelo secretário de Estado da Cultura português, Jorge Barreto Xavier.

 

Bem-humorado, o homenageado, de 83 anos, escolhido por unanimidade pelo júri, iniciou o seu discurso agradecendo aos que decidiram atribuir-lhe o prémio e também "aos que não contestaram a decisão".» Ler no Público e no Diário Digital.

 

«Modesto, o diplomata aposentado e membro da Academia Brasileira de Letras (ABL), chegou a colocar em dúvida o seu título de poeta - pese os dez livros de poemas publicados ao longo da vida - dando maior ênfase à sua trajetória como historiador e, sobretudo, como estudioso do continente africano.» Ler na RTP.


por Booktailors às 10:44 | comentar | partilhar

Qua, 29/Out/14
Qua, 29/Out/14

 

 «A cerimónia de entrega do Prémio Camões 2014 acontecerá esta noite, no Rio de Janeiro, no Brasil, quando o secretário de Estado da Cultura do governo português entregará o galardão ao poeta brasileiro Alberto da Costa e Silva.» Ler no Diário Digital.

 

«O vencedor, anunciado oficialmente em 30 de maio deste ano, recebe o prémio pelo conjunto de sua obra, que inclui livros de poesia como O tecelão, Consoada e Ao lado de Vera, com o qual também venceu, em 1998, o prémio Jabuti, principal galardão da literatura brasileira.

 

Já pelo lado ensaísta e historiador, Alberto da Costa e Silva é tido ainda como um grande conhecedor da cultura africana, tendo escrito diversos livros sobre o continente, entre eles A África antes dos Portugueses, As relações entre o Brasil e a África Negra e Um Rio Chamado Atlântico.» Çer na RTP.


por Booktailors às 10:30 | comentar | partilhar

Seg, 13/Out/14
Seg, 13/Out/14

 

O prazo de entrega das obras candidatas ao Prémio Literário Fundação Dr. Luís Rainha termina a 15 de dezembro deste ano. A receção dos trabalhos está a cargo da organização do festival Correntes d’Escritas, que deverão versar a Póvoa de Varzim.

A este prémio podem concorrer todos os cidadãos portugueses ou de todos os países de expressão portuguesa e espanhola. O vencedor receberá o prémio no valor de 1000 euros, com a oportunidade de ver o seu livro publicado pela Fundação Dr. Luís Rainha.

A entrega do galardão decorrerá durante a cerimónia pública de encerramento do XVI Correntes d’Escritas, no dia 28 de fevereiro de 2015.

Saiba mais no sítio da Câmara Municipal de Póvoa do Varzim.

-

A Booktailors já está a divulgar a sua oferta formativa para o 2.º semestre de 2014: Curso de Produção e Orçamentação Gráfica, Curso de Gestão de Projetos Editoriais, Curso de Revisão de Texto - nível inicial.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Qua, 8/Out/14
Qua, 8/Out/14

 

A Casa Fernando Pessoa anuncia a programação deste mês com vários eventos que merecem destaque. No dia 9, a «Equipa Tenda» apresenta o sétimo espetáculo sobre a comemoração da publicação dos 80 anos da Mensagem.  Dia 14 de outubro, assista a uma sessão de poesia no âmbito da Semana da Bélgica em Portugal, com o tema «Fernando Pessoa e outros poetas do mundo». No dia 16 de outubro, a propósito das Comemorações dos 8 Séculos da Língua Portuguesa, a Casa Fernando Pessoa organiza tertúlias de poesia dos oito países de língua oficial portuguesa, neste mês com foco em Angola. Saiba mais no Mundo Pessoa.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qua, 8/Out/14

 

«As "Raias Poéticas: Afluentes Ibero-Afro-Americanos de Arte e Pensamento" estão de regresso a Vila Nova de Famalicão. Nos dias 24 e 25 de Outubro, cerca de 50 poetas e ensaístas de Portugal, Angola, Moçambique, Brasil e Espanha reúnem-se na Casa das Artes para aproximar as diversidades linguísticas, criar vozes singulares e potenciar a criatividade artística.» Ler no Diário Digital.


por Booktailors às 11:45 | comentar | partilhar

Ter, 7/Out/14
Ter, 7/Out/14

 

«O prémio literário Glória de Sant'Anna englobará não apenas os países lusófonos na sua terceira edição, em 2015, mas também outras regiões lusófonas, divulgou em comunicação a organização do evento.» Ler no Diário de Notícias.


por Booktailors às 16:15 | comentar | partilhar

Qui, 2/Out/14
Qui, 2/Out/14

«O chinês, segunda língua preferida dos cibernautas, aproxima-se do inglês que continua a liderar com mais de 800 milhões de um total de 2,8 mil milhões com acesso ao mundo digital.» Ler no Público.

 

«De acordo com o estudo "Internet World Users by Language" (Utilizadores da Internet no Mundo por Língua), o português é usado por 121,8 milhões de cibernautas em todo o mundo, o que significa menos de 5 % dos mais de 2,8 mil milhões de utilizadores de Internet estimados pela empresa.

 

As línguas mais usadas em todo o mundo são o inglês e o chinês, muito à frente do resto da lista, sendo que a primeira é a preferida de 28,6 % dos utilizadores, ou seja, de cerca de 800 milhões de pessoas, enquanto o chinês é usado por 23,2 % dos cibernautas, o que representa quase 650 milhões.» Ler na RTP.


por Booktailors às 11:54 | comentar | partilhar

Qua, 1/Out/14
Qua, 1/Out/14

 

«O 1.º Encontro Literário de Montemor-o-Velho decorre no sábado e no domingo naquela vila do Baixo Mondego e junta escritores, poetas e artistas plásticos de países lusófonos, divulgou a autarquia.

 

Do lote de participantes, constam os escritores Rui Zink (Portugal), Maria Celestina Fernandes (Angola), Valentino Viegas (Goa, Índia) e Izabelle Valladares (Brasil), o poeta Arménio Vieira, primeiro cabo-verdiano a receber o Prémio Camões (2009), o ilustrador português Paulo Galindro, escritor e poeta galego Xurxo Nóvoa Martins, e o pintor moçambicano Roberto Chichorro.» Ler no Observador.

 

«Intitulado "Munda Lusófono", referência do rio Mondego no tempo dos Romanos, o encontro "é o ponto de partida para uma viagem pela literatura de língua portuguesa espalhada por vários continentes", lê-se na nota de apresentação do evento.

 

Promovido pela autarquia de Montemor-o-Velho com coordenação da escritora Lurdes Breda, o "Munda Lusófono" consta de três trechos programáticos - dois no sábado e um no domingo - uns destinados aos autores convidados e aos que se inscrevam na iniciativa, outros abertos ao público em geral.» Ler na RTP.


por Booktailors às 13:00 | comentar | partilhar

Seg, 29/Set/14
Seg, 29/Set/14

 

«O portal de Língua Portuguesa Ciberdúvidas retomou o serviço de esclarecimento regular de dúvidas, resolvido que foi o destacamento de um professor, por parte do Ministério da Educação e Ciência, disse à Lusa o seu coordenador.

 

José Mário Costa afirmou que "a questão foi já ultrapassada e está resolvida. O professor Carlos Rocha foi colocado e retoma as suas funções".

 

Segundo informação do portal, Carlos Rocha tem sido, "em dedicação exclusiva", o coordenador executivo "deste espaço de esclarecimento, informação e debate à volta da língua portuguesa, de acesso gracioso e sem fins lucrativos".» Ler no Diário Digital.

 

«Em comunicado divulgado na página oficial na Internet, o Ciberdúvidas esclarecia, na sexta-feira última, que "foi obrigado a interromper as suas atualizações regulares, por não poder contar, ainda, com a renovação do destacamento, por parte do Ministério da Educação, do professor Carlos Rocha".» Ler no Jornal de Notícias.


por Booktailors às 12:30 | comentar | partilhar

Qui, 11/Set/14
Qui, 11/Set/14

 

«O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas manifestou hoje "satisfação" pela expansão do ensino da língua portuguesa na Venezuela e pela forte influência de Portugal, que, disse, faz com que a maior parte dos alunos sigam a norma europeia.» Ler no Diário Digital.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qui, 11/Set/14

 

«Escrever e falar bem era no passado exigência de estatuto cultural; hoje não passa de excrescência. O património mais valioso que possuímos está a ser grosseiramente vandalizado, como fazemos, aliás, com tudo o que podia dignificar-nos, engrandecer-nos. "O novo acordo ortográfico", alerta a professora Maria do Carmo Vieira, "impede as pessoas de pensar."» Leia a opinião de Fernando Dacosta no iOnline.


por Booktailors às 11:30 | comentar | partilhar

Qua, 10/Set/14
Qua, 10/Set/14

 

«O Centro Cultural Português de Maputo e a Universidade Eduardo Mondlane (UEM) realizam a 26.ª edição do Curso de Literaturas em Língua Portuguesa, entre os próximos dias 15 e 19, na capital moçambicana, foi hoje anunciado.»

 

«Paralelamente ao curso, será realizada uma oficina de ilustração orientada pelo escritor e ilustrador português Afonso Cruz e pelo jornalista moçambicano Júlio Manjate, na Escola de Comunicação e Arte da UEM.

 

"Nesta oficina serão trabalhados contos da obra Nós Matámos o Cão Tinhoso, de Luís Bernardo Honwana, que este ano comemora os 50 anos da sua primeira edição", refere a nota.» Ler no Notícias ao Minuto.


por Booktailors às 13:30 | comentar | partilhar

Qui, 4/Set/14
Qui, 4/Set/14

 

«O que foi feito do esforço de internacionalização da literatura portuguesa lançado nas décadas de 80 e 90 do século passado, com brochuras, presenças sucessivas em feiras importantes, exposições e pavilhões gabados como originalíssimos? Porque não tem a RTP dois minutos por dia onde um poeta diga um poema, um escritor leia um parágrafo, ou alguém recomende um livro? Para onde se sumiu o projecto de fazer de Lisboa a Capital Mundial do Livro? Porque não se lança esse projecto em Sintra, ou no Porto, ou em Coimbra, só para falar de locais icónicos da nossa literatura, e mundialmente celebrados? A literatura é uma arte pobre - mas de dividendos facilmente multiplicáveis. Quando nos disporemos a investir nesse capital seguro?» Leia a opinião de Inês Pedrosa no Sol.


por Booktailors às 18:00 | comentar | partilhar

Qui, 4/Set/14

 

«A presidente do instituto Camões, Ana Paula Laborinho, assina hoje na região espanhola da Andaluzia dois protocolos que pretendem reforçar o ensino do português no sistema de ensino da comunidade autónoma.

 

Laborinho assina com o governo regional um memorando de entendimento que, segundo um comunicado remetido à Lusa em Madrid, pretende "reforçar o ensino da língua portuguesa no sistema de ensino daquela que é a maior comunidade autónoma espanhola em termos populacionais, com mais de 8 milhões de pessoas".» Ler no Diário Digital.


por Booktailors às 16:30 | comentar | partilhar

Sex, 22/Ago/14
Sex, 22/Ago/14

 

«A 23.ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo começa hoje com uma programação que contempla mais de 400 pontos de agenda, entre conferências sobre literatura, cultura, gastronomia e negócios, lançamento de livros e a participação de autores brasileiros e estrangeiros.

 

O evento, que se prolongará durante nove dias, decorre sob o tema "Diversão, cultura e interatividade. Tudo junto e misturado" e, segundo a organização, espera receber 800 mil visitantes num espaço de 60 mil metros quadrados.

 

Entre os autores internacionais participantes estão a portuguesa Inês Pedrosa e Abdulai Silá, de Guiné-Bissau, que irão participar num debate sobre a literatura em língua portuguesa na Europa, África e América Latina, ao lado do brasileiro Luís Ruffato.» Ler na RTP.


por Booktailors às 11:00 | comentar | partilhar

Qua, 23/Jul/14
Qua, 23/Jul/14

 

«A Guiné Equatorial foi hoje aceite por consenso como membro de pleno direito da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), sem que tenha havido uma votação, disseram fontes das delegações de Portugal e do Brasil. 

 

Fonte da delegação portuguesa disse aos jornalistas portugueses que "houve um consenso generalizado" favorável à entrada da Guiné Equatorial, mas também um "debate intenso", suscitado por Portugal, na sequência do qual ficou combinado que o Presidente deste novo membro da CPLP, Teodoro Obiang, deve explicar os passos já dados e previstos para cumprir as condições de adesão.» Ler no Expresso.

 

«O processo definido pela CPLP incluía o fim da pena de morte e medidas de promoção do uso do Português. Isto num país onde a língua mais falada é o Castelhano. O controverso regime de Obiang prometeu implementar uma moratória sobre a pena capital.» Ler na RTP.

 

«O Presidente de Moçambique afirmou esta quarta-feira em Díli, onde decorre a cimeira da CPLP, que a falta de recursos financeiros está a limitar a ação do Instituto Internacional de Língua Portuguesa. Armando Guebuza pediu formas alternativas de financiamento.» Ler na RTP.

 

«A Guiné Equatorial, que pediu adesão ao bloco lusófono em 2010, entrou hoje na CPLP como membro de pleno direito durante a décima conferência de chefes de Estado e de Governo da organização, que decorreu pela primeira vez na Ásia, no caso em Díli, Timor-Leste.» Ler na RTP.


por Booktailors às 11:00 | comentar | partilhar

Ter, 22/Jul/14
Ter, 22/Jul/14

«A juntar à pertinente preocupação de Maria Edviges Ferreira (PÚBLICO, 17 de Julho), talvez se possa reiniciar um diálogo sobre o que é canónico naquilo que, polidamente, se chama agora "Educação Literária". Começando, por exemplo, por tentar perceber o que significa "unanimidade" (trinómioquantidade de leitores/qualidade literária/reserva moral (vulgo pudor)?). E, já agora, o que se entende por poesia, sobretudo poesia em contexto escolar, protegida, à boa maneira puritana, de todos os seus desvarios demoníacos.» Leia a opinião de António Jacinto Pascoal no Público.


por Booktailors às 10:42 | comentar | partilhar

Seg, 21/Jul/14
Seg, 21/Jul/14

 

«A feira do livro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a realizar no Centro de Convenções de Díli, Timor-Leste, abre ao público quarta-feira com a presença do escritor português José Luís Peixoto.» Ler na RTP.


por Booktailors às 11:45 | comentar | partilhar

Sex, 27/Jun/14
Sex, 27/Jun/14

 

«Lisboa assinala esta sexta-feira oito séculos de Língua Portuguesa. Vai haver festa no Padrão dos Descobrimentos, em Belém. É também apresentado o Manifesto 2014 - 800 anos da Língua Portuguesa. Trata-se de uma iniciativa que visa celebrar os 800 anos do Português, tendo como base o testamento de D. Afonso II em 1214. É o mais antigo documento régio e oficial escrito em Língua Portuguesa.» Ver na RTP.

 

«[Carlos Reis, professor da Universidade de Coimbra] defende ainda uma maior exigência no ensino do português, a existência de melhores professores e mais motivados, e destes terem menos incumbências administrativas e mais tempo para serem professores.» Ouvir na RTP.

 

«A cerimónia juntou personalidades de países onde o idioma português é falado – Portugal, Moçambique, Cabo Verde, Angola, Moçambique, Timor Leste, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau e Brasil - entre elas o secretário Executivo da CPLP, Issac Murargy, e o deputado José Ribeiro e Castro.» Ler n'A Bola.

 

«Corria o ano da graça de 1214. A 27 de Junho, D. Afonso II, terceiro rei de Portugal, redigiu o testamento. É considerado o primeiro documento escrito em português.» Ler na Renascença.

 

«Há precisamente 800 anos foi o escrito o primeiro documento oficial em língua portuguesa. Simbolicamente o testamento do rei D. Afonso II foi agora utilizado para celebrar um idioma que é falado em oito países por 244 milhões de pessoas.» Ver na RTP.


por Booktailors às 12:30 | comentar | partilhar

Sex, 27/Jun/14

 

«Desejar um futuro à língua portuguesa é desejar-lhe liberdade e diversidade. Ou seja: tudo o que hoje lhe tiramos.» Leia o texto de opinião de Nuno Pacheco no Público.


por Booktailors às 11:55 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Qua, 25/Jun/14
Qua, 25/Jun/14

«Como é evidente, não se espera de uma singela resolução da AR um plano articulado para uma estratégia da língua. Mas ela faz lembrar que há longos anos aguardamos, dos poderes públicos, respostas convincentes para uma pergunta que nos atormenta, com lancinante persistência: que faremos com esta língua?» Leia a opinião de Carlos Reis no Público.


por Booktailors às 10:41 | comentar | partilhar

Seg, 23/Jun/14
Seg, 23/Jun/14

 

«O linguista timorense Benjamim Corte Real afirmou no sábado em entrevista à agência Lusa que a presidência de Timor-Leste da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) vai impulsionar o interesse pela aprendizagem da língua portuguesa no país. O país vai assumir a presidência da CPLP a 23 de Julho.

 

"Penso que é preciso dar uma nova dinâmica a todo o sistema e a presidência da CPLP durante os dois próximos anos vai servir de propulsor para todos os componentes da sociedade e as diversas instâncias do Estado fazerem da língua portuguesa uma língua do dia-a-dia, uma língua não só falada, mas também dominada na escrita e sobretudo nas escolas, torná-la um instrumento de trabalho eficaz para não mais se invocar a ideia de que uma língua estrangeira está a ser forçada às nossas crianças", afirmou.» Ler no Público.


por Booktailors às 10:35 | comentar | partilhar

Qua, 18/Jun/14
Qua, 18/Jun/14

«O "acordo" não serve para unificar, nem para simplificar; nem sequer serve para os fins políticos internacionais que António Sartini e outros como ele pretendem. Pelo contrário: acaba por ser prejudicial em todos esses aspectos. A conclusão só pode ser que o dito "acordo ortográfico" é um péssimo serviço criado aos países e às pessoas que falam e escrevem a língua portuguesa.»

 

Leia a carta aberta de António de Macedo, Cristina Pimentel, Helena Buescu, Hélio J. S. Alves, João Barrento, José Luís Porfírio, José Pedro Serra, Maria do Carmo Vieira, Maria Filomena Molder, Paula Ferreira, Pedro da Silva Coelho, Rui Miguel Duarte e Teolinda Gersão ao Público.


por Booktailors às 18:30 | comentar | partilhar

Ter, 17/Jun/14
Ter, 17/Jun/14

«O Manifesto 2014, cuja apresentação ao público aconteceu na passada sexta-feira, dia 13, na Feira do Livro, pretende homenagear os 800 anos da Língua Portuguesa. A data usa como referência o Testamento de D. Afonso II, o mais antigo documento régio escrito em língua portuguesa e o mais antigo documento oficial ao nível superior de um Estado. O deputado José Ribeiro e Castro e o editor João Pinto de Sousa fazem parte do movimento.» Ler e ver no Observador.


por Booktailors às 11:15 | comentar | partilhar

Seg, 16/Jun/14
Seg, 16/Jun/14

 

«Não é a primeira vez que o Museu da Língua Portuguesa dedica uma exposição a um autor português. Em 2010, o homenageado foi Fernando Pessoa. O museu é um dos mais visitados do Brasil e da América Latina. Desde a inauguração, recebeu mais de 3,5 milhões de visitantes. Algumas das marcas de todas as exposições são a interactividade e o recurso às tecnologias multimédia para a apresentação dos conteúdos.

 

[António] Sartini acredita que a língua portuguesa está a tornar-se cada vez mais apetecível. Não só porque o número de falantes está a aumentar  nos próximos dez anos, seremos 300 milhões no mundo , mas também por razões económicas. Há, por exemplo, o facto de reservas petrolíferas terem sido identificadas em territórios lusófonos. "A cada ano, o Brasil tem de exportar professores para a China, porque há um interesse do Governo chinês em que se fale cada vez mais português", explica o director do Museu de Língua Portuguesa.» Leia a entrevista no Público.


por Booktailors às 10:41 | comentar | partilhar

Qui, 12/Jun/14
Qui, 12/Jun/14

 

«O "Manifesto 2014 - 800 anos da Língua Portuguesa", que será apresentado oficialmente na sexta-feira, na Feira do Livro de Lisboa, é um "grande abraço entre todos os sítios em que se fala o português", disse hoje um dos dinamizadores da iniciativa.

 

"Neste manifesto procuramos reunir, simbolicamente, individualidades de diversos países de língua portuguesa e de diversas formações, desde um músico até ao Presidente da República de Cabo Verde (Jorge Carlos Fonseca), passando por deputados, professores, autoridades, escritores, linguistas, cineastas, homens e mulheres da cultura", declarou à Lusa o deputado José Ribeiro e Castro (CDS/PP).» Ler no Diário Digital.


por Booktailors às 17:30 | comentar | partilhar

Seg, 2/Jun/14
Seg, 2/Jun/14

 

Alexandra Lucas Coelho, Ana Luísa Amaral, António Lobo Antunes, Gastão Cruz e Gonçalo M. Tavares são os cinco escritores portugueses entre os finalistas do Prémio Portugal Telecom de Literatura 2014.

 

Entre os 64 livros nomeados nas categorias Romance, Poesia e Crónicas, António Lobo Antunes e Gonçalo M.Tavares estão nomeados para a categoria Romance com Comissão das lágrimas (Alfaguara) e Matteo perdeu o emprego (Foz), respetivamente.

 

Gonçalo M. Tavares repete a nomeação na categoria Crónicas, com Canções Mexicanas (Casa da Palavra). Alexandra Lucas Coelho está nomeada para a mesma categoria com Viva México (Tinta da China).

 

Para a categoria Poesia, estão nomeadas as obras Observação do verão seguido de Fogo (Móbile Editorial), de Gastão Cruz, e Vozes, de Ana Luísa Amaral (Iluminuras).

 

Consulte todos os nomeados aqui.

 

«Os 12 finalistas da lista de 64 nomeados serão escolhidos em Setembro. Os vencedores das várias categorias (Romance, Poesia e Contos ou Crónica) e o Grande Prémio Portugal Telecom 2014 são anunciados perto do final do ano e recebem cada um cerca de 16 mil euros.» Ler no Público.

 

«Nesta etapa de seleção partiociparam 220 profissionais ligados aos espaços da literatura, que selecionaram os eleitos a partir dos 490 livros inscritos. Além de escolher 22 livros de poesia, 20 romances, 12 de crónicas e dez de contos, este júri elegeu ainda os seis jurados que decidirão quais serão os 12 finalistas e, depois, os vencedores.» Ler no Diário de Notícias.

 

«Este prémio foi criado em 2003 pela Portugal Telecom, e inicialmente pretendia "prestigiar e divulgar a literatura brasileira". A partir de 2007, o prémio passou a estar aberto a autores de todos os países de língua portuguesa.» Ler no Correio da Manhã.

 

«Recorde-se que Gonçalo M. Tavares já recebeu, duas vezes, o Prémio PT (por Jerusalém, em 2007, e Uma Viagem à Índia, em 2011) e António Lobo Antunes uma vez (em 2008, por Eu Hei-de Amar uma Pedra). De resto, Valter Hugo Mãe recebeu-o, em 2012, por A Máquina de Fazer Espanhóis.» Ler no Sol.


por Booktailors às 18:56 | comentar | partilhar

Seg, 2/Jun/14

 

«Uma distinção justa a um nome que merece um reconhecimento maior. O poeta brasileiro, memorialista, ensaísta e historiador especialista em África Alberto da Costa e Silva foi o escolhido do júri, é ele o Prémio Camões 2014, a distinção mais importante da criação literária em língua portuguesa. A escolha pode constituir uma supresa para alguns ( e foi-o para o próprio) mas a decisão foi tomada em unanimidade, anunciou o júri esta sexta-feira. Alberto da Costa e Silva, de 83 anos, sucede assim ao moçambicano Mia Couto, vencedor do Prémio Camões 2013.» Ler no Público.

 

«Alberto da Costa e Silva nasceu em 1931. Da sua infância, na casa grande do Piauí e chegada ao Rio de Janeiro, escreveu umas memórias. Intitulou-as, com ironia e gosto pelo paradoxo, Espelho do Príncipe, que lemos no exemplar da Biblioteca Nacional de Lisboa dedicado ao poeta Alberto de Lacerda. A par da sua carreira como diplomata, no âmbito da qual serviu como embaixador em Portugal (1989-1992), dedicou-se à poesia, ao ensaio e à investigação histórica. Tal como um outro diplomata brasileiro da sua geração, o grande historiador nordestino Evaldo Cabral de Melo (irmão do poeta e também diplomata João Cabral de Melo Neto), Costa e Silva deve ser considerado um dos maiores historiadores brasileiros da actualidade.» Leia o texto do historiador Diogo Ramada Curto no Público.

 

«O anúncio foi feito hoje [dia 30 de maio], em Lisboa, pelo júri, composto por Rita Marnoto, professora universitária, José Carlos Vasconcelos, jornalista, e os escritores Affonso Romano de Sant'Anna, António Carlos Secchin, José Eduardo Agualusa e Mia Couto, vencedor em 2013.

 

O júri justificou a escolha, por unanimidade, pela "elevada qualidade em todos os géneros" literários, aos quais Costa e Silva se dedicou, e salientou também a sua "escrita refinada", que construiu "pontes entre os povos".

 

Alberto Costa e Silva nasceu em São Paulo, em 1931. Membro da Academia Brasileira de Letras, que presidiu entre 2002 e 2003, é correspondente da Academia de Ciências de Lisboa e o décimo primeiro escritor brasileiro a ser distinguido com o Prémio Camões.» Ler no Diário Digital e no Expresso.

 

«"Soube que a decisão foi unânime e, embora esteja ainda um tanto perplexo, a minha alegria é muito grande. Qualquer escritor que tivesse sido galardoado com o Camões ficaria honrado", afirmou Costa e Silva, em nota divulgada pela Academia Brasileira de Letras.» Ler no Diário de Notícias.

 

«Diplomata, foi embaixador do Brasil, na capital portuguesa, de 1989 a 1992, seguindo então para Bogotá, na Colômbia, depois de ter ocupado cargos de representação em diferentes capitais, como Caracas, Roma ou Washington.

 

Fez parte do júri do Prémio Camões nas edições de 2001, 2003 e 2013.

 

Um rio chamado Atlântico, Perfis Brasileiros, Livro de linhagem, Linhas da mão e, para os mais novos, Um passeio pela África e A África explicada aos meus filhos, contam-se entre as suas obras.» Ler no iOnline, no Sol e no Observador.

 

«O escritor e historiador Alberto Costa e Silva, de 82 anos, "ficou pasmo" quando soube ter sido distinguido com o Prémio Camões, pois "está mais habituado a ser a júri", contou hoje à Lusa o escritor Romano de Sant`Anna.» Ler e ver na RTP, aqui, aqui, aqui e aqui.

 

«Nos últimos cinco anos foram galardoados com o Prémio Camões Mia Couto (2013), Dalton Trevisan (2012), Manuel António Pina (2011), Ferreira Gullar (2010) e Arménio Vieira (2009).» Ler na Renascença.

 

«O Prémio Camões foi criado em 1988 por Portugal e pelo Brasil, para reconhecer um autor em língua portuguesa cuja obra "contribua para a projeção e reconhecimento da língua portuguesa".» Ler no Jornal de Notícias.

 

Ver na RTP.


por Booktailors às 10:08 | comentar | partilhar

Qui, 29/Mai/14
Qui, 29/Mai/14

 

«O vencedor do Prémio Camões 2014, galardão criado por Portugal e pelo Brasil para distinguir autores de língua portuguesa, vai ser anunciado na sexta-feira em Lisboa, revelou hoje a secretaria de Estado da Cultura.

 

Em 2013, o prémio foi atribuído ao escritor moçambicano Mia Couto.

 

O anúncio do galardoado ou galardoada de 2014 será feito na sexta-feira, às 18.30, no Hotel Tivoli, na presença do júri: Rita Marnoto, professora universitária, José Carlos Vasconcelos, jornalista, e os escritores Affonso Romano de Sant’Anna, António Carlos Secchin, Mia Couto e José Eduardo Agualusa.

 

Também estará presente o secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier.» Ler no iOnline e no Diário Digital.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qui, 15/Mai/14
Qui, 15/Mai/14

«O auditório do Camões-Instituto da Cooperação e da Língua, na Embaixada de Portugal em Brasília, recebeu, nesta quarta-feira (14), o evento de encerramento do Simpósio Internacional de Estudos de Literaturas de Língua Portuguesa, nos 80 anos de Mensagem, de Fernando Pessoa.

O simpósio, organizado pela Cátedra Agostinho da Silva, da Universidade de Brasília, e pela Cátedra Fernando Pessoa, da Universidade dos Andes, decorreu esta semana nas dependências da Embaixada de Portugal no Brasil e da Universidade de Brasília (UnB).» Ler no Portugal Digital.


por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Qua, 14/Mai/14
Qua, 14/Mai/14

 

«O diretor executivo do Instituto Internacional de Língua Portuguesa (IILP) considerou, na terça-feira, na cidade da Praia, que o interesse da Índia em aderir à CPLP mostra o amadurecimento, importância e o crescimento que o bloco vai tendo internacionalmente.

 

"É um termómetro para este crescimento. Isso para nós é uma grande felicidade", afirmou Gilvan Muller de Oliveira, que espera contar com a adesão da Guiné Equatorial como membro de pleno direito da CPLP já na cimeira de chefes de Estado e de Governo de Díli, Timor Leste, marcada para o próximo mês de julho.» Ler na RTP e no Diário Digital.

 

«Em relação ao parecer oficial apresentado por Angola sobre o Acordo Ortográfico de 1990, o conselho científico do IILP deliberou que as questões devem ser trabalhadas junto da equipa técnica do VOC, à semelhança do que aconteceu com as equipas de outros Estados-membros que lidaram com a questão da integração de palavras de origem bantu ou de outras línguas.» Ler na RTP e no Diário Digital.


por Booktailors às 11:30 | comentar | partilhar

Ter, 13/Mai/14
Ter, 13/Mai/14

«O Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP) lançou esta segunda-feira [ontem], pela primeira vez, uma versão pública do Vocabulário Ortográfico Comum (VOC). O documento, disponível a partir de terça-feira (...), define de forma conjunta a aplicação do Acordo de 1990 nos países de língua oficial portuguesa.» Ler no Correio da Manhã.


por Booktailors às 15:00 | comentar | partilhar

Sex, 9/Mai/14
Sex, 9/Mai/14

 

«O Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, a Cátedra Fernando Pessoa da Universidade dos Andes e a Cátedra Agostinho da Silva da Universidade de Brasília promovem na próxima semana o III SINELLP - Simpósio Internacional de Estudos de Literaturas de Língua Portuguesa, no âmbito do qual decorrerá a conferência "Pessoa Convida Pessoas", assinalando os 80 anos da obra Mensagem

 

O evento será realizado em Brasília - DF, nos dias 12, 13 e 14 de maio de 2014, nas dependências da Embaixada de Portugal no Brasil e da Universidade de Brasília (UnB).»

 

«O evento contará com a participação de diversos pesquisadores da obra de Fernando Pessoa, entre eles Jerónimo Pizarro (Universidade dos Andes, Colômbia), Onésimo Teotónio Almeida (Universidade de Brown, Estados Unidos), Nicolás Barbosa López (Universidade dos Andes, Colômbia), Paulo de Medeiros (Universidade de Warwick, Reino Unido) e o escritor/pesquisador Fernando Pinto do Amaral (Universidade de Lisboa).» Ler no Portugal Digital.


por Booktailors às 13:30 | comentar | partilhar

Qua, 7/Mai/14
Qua, 7/Mai/14

«Do ponto de vista do mercado editorial o Brasil tornou-se, nos últimos anos, um novo foco de interesses internacionais. Conglomerados editoriais multinacionais seguiram o caminho já trilhado por editoras ibéricas alguns anos antes e romperam com o modelo praticamente intocado de empresas familiares que vigorava desde meados do século 20.

 

Com gerações inteiras de leitores em formação, vultosas compras de livros pelos governos das diferentes esferas administrativas (a atual menina dos olhos das editoras) e a economia em relativo crescimento, o Brasil se tornou uma fonte potencial de leitores para os editores dos países que já não veem mais por onde formar grandes contingentes de público.» Leia o texto de Paulo Werneck, curador da Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), no Público.


por Booktailors às 10:26 | comentar | partilhar

Ter, 6/Mai/14
Ter, 6/Mai/14

«"[É] desejável que os países lusófonos se entendam em relação a esta revisão, apesar de tudo leve, que houve no português e que alguns Estados já subscreveram. Seguramente é um factor que tem importância institucional”, disse à agência Lusa o Fernando Luís Machado, vice-reitor para a investigação do ISCTE.

O docente falou durante as comemorações do Dia da Língua e da Cultura na CPLP, que decorreram na sede da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, em Lisboa, tendo sido palestrante no evento.» Ler no Público.


por Booktailors às 18:00 | comentar | partilhar

Ter, 6/Mai/14

 

«Assinalando-se esta segunda-feira [ontem] o Dia da Língua Portuguesa e da Cultura, o Instituto Português do Oriente (IPOR) celebra-o com o lançamento da Árvore de Recursos da Língua Portuguesa (ARELP).

 

Este é um espaço online (...) que reúne diversos materiais acabando por funcionar como ferramenta de apoio ao ensino e aprendizagem do Português Língua Estrangeira.» Ler no Público.


por Booktailors às 10:43 | comentar | partilhar

Qua, 30/Abr/14
Qua, 30/Abr/14

 

A 27.ª edição da Feira Internacional do Livro de Bogotá (FILBo) teve início ontem, 29, na capital colombiana, e decorre até ao dia 12 de maio. O Perú, que é em 2014 o país convidado de honra da feira, tem uma delegação em Bogotá composta por cerca de 250 pessoas, entre as quais 60 autores, encabeçados pelo vencedor do prémio Nobel da Literatura em 2010, Mario Vargas Llosa.

 

Em 2013, Portugal foi o país homenageado pela feira, e a língua portuguesa continua presente no evento. No dia 4 de maio, a FILBo acolhe a sessão «Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa», em referência aos dois últimos convidados de honra da feira: Portugal e Brasil. Tal como anunciado, a língua portuguesa será o tema de uma série de debates, e serão lançadas algumas novidades editoriais.

 

Gabriel García Márquez é o grande homenageado do evento. O autor será lembrado um pouco por todos os espaços da FILBo, em especial no pavilhão colombiano do ministério da Cultura, onde será exposta parte da sua biblioteca privada.

 

Ler aquiaqui e aqui. Conheça o sítio da feira aqui.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Ter, 15/Abr/14
Ter, 15/Abr/14

 

O Observatório da Língua Portuguesa (OLP) está a criar, em parceria com a Associação para o Voluntariado de Leitura, uma biblioteca de livros digitais.

 

Esta bilbioteca, que será disponibilizada numa plataforma do sítio do OLP, vai potenciar a projeção da Língua Portuguesa como veículo de ensino e aprendizagem e ampliar a rede nacional de voluntariado para a promoção da leitura. Ler aqui.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Ter, 8/Abr/14
Ter, 8/Abr/14

«Uma obra com 150 mil vocábulos que pode ser um farol para a norma do português na região. Depois da aprovação de uma lei para a difusão da língua de Camões, o português pode passar a ser a segunda língua estrangeira nas escolas.» Ler e ouvir na RTP.


por Booktailors às 12:00 | comentar | partilhar

Qui, 27/Mar/14
Qui, 27/Mar/14

 

O escritor norueguês Christian Kjelstrup é o fundador da Bookstore of Intranquility (Livraria do Desassossego), na qual irá vender apenas o Livro do Desassossego. O lema do loja: «O melhor livro do mundo». 

 

Recém-aberta em Oslo, a Bookstore of Intranquility surge porque  Fernando Pessoa é o escritor favorito do norueguês, e o Livro do Desassossego a sua obra preferida. A livraria é, no entanto, provisória, estando aberta até ao dia 2 de abril. Com a abertura da livraria, o norueguês pretende «homenagear e promover» Pessoa e a literatura portuguesa.

 

Christian Kjelstrup trabalhou com a embaixada portuguesa na Noruega para a abertura da livraria. Já no dia 31 de março, segunda-feira, a livraria recebe uma «Pessoa-evening», na qual vão ser servidos vinho e comida portuguesa, acompanhados por fado e debates sobre a obra. Christian Kjelstrup conta com a colaboração do emigrante português Joel Oliveira, que estará a tocar guitarra portuguesa na livraria.

 

Ler no Diário Digital. Conheça o Facebook da livraria aqui.

 

«O escritor norueguês Christian Kjelstrup, que considera o Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa, a melhor obra literária do mundo, decidiu abrir hoje no centro de Oslo a "Livraria do Desassossego", onde venderá exclusivamente aquele livro.» Ler no iOnline, no Diário de Notícias, na TVI24, no Correio da Manhã e no Sol.

 

«Logo no dia da inauguração, a iniciativa, apoiada pela Embaixada de Portugal em Oslo, revelou-se um êxito, refere a Casa Fernando Pessoa: mereceu uma reportagem do canal televisivo norueguês NRK e muitas referências e elogios nas redes sociais.» Ler na Renascença.


por Booktailors às 18:30 | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Qui, 27/Mar/14

«Personalidade de referência na história diplomática do Brasil da segunda metade do século XX e, ao mesmo tempo, poeta, ensaísta e tradutor, Geraldo Cavalcanti deslocou-se, expressamente, a Portugal para estreitar os vínculos entre os dois países. Para uma cooperação, que se deseja efetiva, em vários domínios culturais, tanto mais que é o presidente da Academia Brasileira de Letras.

A sua presença vai ser hoje assinalada na Academia das Ciências para a qual, recentemente, foi eleito por unanimidade sócio correspondente brasileiro. Além desta cerimónia, será homenageado, ao fim da tarde, pela Sociedade Portuguesa de Autores (SPA). Em ambas as circunstâncias destaca-se o propósito de aproximar brasileiros e portugueses em objetivos comuns e, no âmbito dos países de língua portuguesa, contribuir para a intensificação do projeto da lusofonia à escala planetária.» Leia a opinião de António Valdemar no Público.


por Booktailors às 10:53 | comentar | partilhar

Ter, 25/Mar/14
Ter, 25/Mar/14

 

A conferência é subordinada ao tema «Ciências da Leitura, Leitura das Ciências». A entrada é gratuita e não exige inscrição. Via Ler Ebooks.

-

Conheça a oferta formativa da Booktailors no 1.º semestre de 2014: Curso de Comunicação EditorialOficina sobre o novo Acordo OrtográficoEscrevi um livro. E agora? — Estratégias para ver o seu livro publicadoEscrevi uma história para crianças – como posso melhorá-la?Curso de Revisão de Texto — nível intermédioOficina de Preparação de Original em Ambiente Digital.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar

Seg, 24/Mar/14
Seg, 24/Mar/14

«O linguista timorense Luís Costa concluiu uma gramática de tétum baseada na gramática da língua portuguesa, instrumento que considera importante para o ensino da língua no seu país, mas falta financiamento para a sua edição, disse à Lusa.» Ler no Diário Digital.

 

«"Não existe nada", disse Luís Costa à Lusa, referindo que apenas se conseguem encontrar "alguns apontamentos feitos por padres e por militares" e uma gramática feita por um australiano que fez uma adaptação a partir da gramática da língua inglesa.» Ler na RTP.


por Booktailors às 11:15 | comentar | partilhar

Qua, 19/Mar/14
Qua, 19/Mar/14
«O Instituto Camões venceu um concurso lançado pela operadora ferroviária Renfe para o ensino do português aos seus trabalhadores na Galiza, especialmente os envolvidos na ligação entre o Porto e Vigo.» Ler no Diário Digital.

 


por Booktailors às 11:30 | comentar | partilhar

Qua, 12/Mar/14
Qua, 12/Mar/14

«A lei acaba de ser aprovada no parlamento desta região autonóma espanhola (...)». Ouvir na RTP.


por Booktailors às 12:30 | comentar | partilhar

Qua, 12/Mar/14

«De que forma é que o poder político se apropriou das palavras? Estão a ser usadas as palavras correctos? Está o poder económico a fazer as referências certas no seu discurso? São estas algumas das questões que serão levantadas esta quarta-feira na Culturgest, em Lisboa, num debate que tem como ponto de partida o texto que a escritora Hélia Correia escreveu para o Ípsilon no início do ano.

Com respeito às palavras é o título do texto que dá também nome a esta conversa/debate, que conta com a participação, além da escritora, de Diogo Vaz Pinto (poeta e editor) e António Guerreiro (crítico literário e ensaísta). Neste texto, como descreve a Culturgest, Hélia Correia reflecte sobre o modo como a linguagem do poder político e económico com que estamos confrontados corresponde a uma "fraseologia" que corrompe e atrofia o pensamento e nos expropria da linguagem.» Ler no Público.


por Booktailors às 10:20 | comentar | partilhar

Ter, 25/Fev/14
Ter, 25/Fev/14

«Ora já sabemos como o chamado Acordo Ortográfico as veio maltratar [as palavras], como as cortou das raízes da sua proveniência, como lhes decepou ligações de vizinhança com línguas europeias. E antevemos vários cortes de raciocínio (o raciocínio que leva à acção concertada!) a que tal conduz. Reencaminhamo-nos, assim, para o "orgulhosamente sós" de Salazar e, mais do que sós, ficamos decepados.» Leria a opinião de Maria Alzira Seixo no Público.


por Booktailors às 10:45 | comentar | partilhar

Qua, 19/Fev/14
Qua, 19/Fev/14

«O ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação da Guiné-Equatorial participará na quinta-feira na reunião de homólogos da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) para transmitir as medidas adotadas para permitir a adesão à organização lusófona.» Ler no Diário Digital.


por Booktailors às 10:30 | comentar | partilhar

Ter, 18/Fev/14
Ter, 18/Fev/14

 

«Aproveitar e rentabilizar esta imensa mais valia que pode ser gerada pelo "Potencial Económico da Língua Portuguesa" é o grande objetivo da exposição que o Instituto Camões e uma equipa de investigadores do ISCTE coordenada por Luís Reto [responsável pela elaboração do livro homónimo desta exposição], inauguram hoje em Bruxelas no edifício do Parlamento Europeu.» Ler no Expresso.


por Booktailors às 11:00 | comentar | partilhar

Qui, 30/Jan/14
Qui, 30/Jan/14

 

«Para quem trabalha a língua portuguesa, seja para escrever livros ou canções, ela é sobretudo um referente cultural, uma ferramenta de trabalho ou, como defende o escritor Mário de Carvalho, um reservatório de memória e tradição, como a própria literatura. "A memória também está nas palavras, porque elas transportam uma história, carregam o grego e o árabe", explicou no painel dedicado à criação literária, em que estiveram também o tradutor americano Richard Zenith, Nuno Artur Silva ou o cabo-verdiano Germano de Almeida.» Ler no Público.


por Booktailors às 12:35 | comentar | partilhar

Qui, 23/Jan/14
Qui, 23/Jan/14

 

O colóquio, que se realiza nos dias 27 e 28 na Fundação Calouste Gulbenkian, recebe no dia 27, entre as 14.30 e as 18.00, uma mesa que discute a criação literária. Nela participam Nuno Artur Silva, Mário de Carvalho, Golgona Anghel, Germano Almeida, Tatiana Salem Levy e Richard Zenith, com moderação de António M. Feijó.

 

«Criar em Português. O que pode uma língua?» pretende discutir «o que as artes podem fazer em português que não fariam em inglês (e vice-versa)», «como afirmar e defender o Português num contexto hostil de globalização» ou ainda «como é que as diferentes linguagens artísticas se apropriam do Português e o recriam». Conheça o programa completo aqui.
Ouvir na RTP.

-

Consulte a oferta de formação da Booktailors na barra lateral do blogue.


por Booktailors às 09:00 | comentar | partilhar


Subscreva a nossa newsletter

* indicates required
Publicações Booktailors
Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem, Sara Figueiredo Costa



PVP: 12 €. Oferta de portes (válido para território nacional).

Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, Sara Figueiredo Costa



PVP: 10,80 €. Preço com 10% de desconto e oferta de portes (válido para território nacional).

A Edição de Livros e a Gestão Estratégica, José Afonso Furtado



PVP: 16,99 €. 10% de desconto e oferta de portes.

Livreiros, ler aqui.

PROMOÇÃO BLOGTAILORS



Aproveite a oferta especial de dois livros Booktailors por 20 €.

Compre os livros Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, de Sara Figueiredo Costa e A Edição de Livros e a Gestão Estratégica, de José Afonso Furtado por 20 €. Portes incluídos (válido para território nacional).

Encomendas através do e-mail: encomendas@booktailors.com.

Clique nas imagens para saber mais.
Leitores
Acumulado (desde Setembro 2007):

3 000 000 visitas


Site Meter
arquivo

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Etiquetas

acordo ortográfico

adaptação

agenda do livro

amazon

apel

associativismo

autores

bd | ilustração

bertrand

bibliotecas

blogosfera

blogtailors

blogtailorsbr

bookoffice

booktailors

booktrailers

byblos

coleção protagonistas da edição

correntes d'escritas 2009

correntes d'escritas 2010

correntes d'escritas 2011

correntes d'escritas 2012

design editorial

dia do livro

direitos de autor

distribuição

divulgação

e-book

e-books

edição

editoras

editores

emprego

ensaio geral na ferin

entrevista

entrevistas booktailors

estado | política cultural

estatísticas e números

eventos

feira do livro de bolonha 2010

feira do livro de frankfurt 2008

feira do livro de frankfurt 2009

feira do livro de frankfurt 2010

feira do livro de frankfurt 2011

feira do livro de frankfurt 2013

feira do livro de lisboa

feira do livro de lisboa 2009

feira do livro de lisboa 2010

feira do livro do porto

feira do livro do porto 2009

feiras do livro

feiras internacionais

festivais

filbo 2013

fnac

formação

formação booktailors

fotografia | imagem

fusões e aquisições

google

homenagem

humor

ilustração | bd

imagens

imprensa

internacional

kindle

lev

leya

língua portuguesa

literatura

livrarias

livro escolar

livro infantil

livros

livros (audiolivro)

livros booktailors

london book fair

marketing do livro

mercado do livro

notícias

o livro e a era digital

óbito

opinião

opinião no blogtailors

os meus livros

poesia

polémicas

porto editora

prémios

prémios de edição ler booktailors

profissionais

promoção à leitura

revista ler

sítio web

sociologia e hábitos da leitura

tecnologia

top livros

twitter

vídeo

todas as tags