Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogtailors - o blogue da edição

Nicolau Tolentino de Almeida, por Francisco José Viegas

29.06.11

«Nicolau Tolentino de Almeida (1740-1811) morreu há duzentos anos, cumpridos hoje. (...) Professor primeiro (de retórica), oficial de secretaria depois, a sua poesia nunca ultrapassou aquele nível de curiosidade risível e clássica. Mas era bom relê-lo para ter algumas surpresas.» Ler na íntegra aqui.

-

Consulte a oferta de formação da Booktailors na barra lateral do blogue.

Qual diferença entre um livro novo e um livro usado?, por Jaime Bulhosa

28.06.11

«A resposta a esta questão é óbvia: um livro novo é um puro artefacto que pode ser comprado numa livraria comum, enquanto um livro usado é um objecto de estimação que por um qualquer milagre de preservação sobreviveu à destruição inexorável do tempo. Desprezado, abandonado por quem não lhe deu valor, aguarda num local especial, alguém que lhe dê uma nova morada.» Ler na íntegra aqui.

-

Consulte a oferta de formação da Booktailors na barra lateral do blogue.

Lúcia Pinho e Melo e João Pombeiro assumem respectivamente liderança de Quetzal e revista LER

27.06.11

 

Na sequência da nomeação de Francisco José Viegas para secretário de Estado da Cultura, o Grupo Bertrand emitiu um comunicado de imprensa, no qual informa que Lúcia Pinho e Melo ficará com a gestão editorial da Quetzal Editores e João Pombeiro assumirá o cargo de director da revista LER. Replicamos abaixo o comunicado enviado há pouco.

 

«Francisco José Viegas foi indigitado Secretário de Estado da Cultura. A Administração do Grupo BertrandCírculo congratula-se pela escolha de um quadro da empresa para tão importante missão e expressa publicamente votos de sucesso no exercício das suas novas funções ao serviço da Cultura em Portugal. Consequentemente, Francisco José Viegas suspende a colaboração com o Grupo BertrandCírculo, uma ligação que perfaz um total de 17 anos de trabalho.

 

Tendo integrado o Círculo de Leitores em 1986, Francisco José Viegas regressou, em 2008, depois de um breve interregno. De há três anos para cá tem dirigido a revista Ler, uma referência nas publicações da especialidade. Em 2008, a revista foi reformulada, retomando a periodicidade mensal e reunindo um conjunto de colaboradores, críticos e cronistas, que asseguram uma cobertura exaustiva, rigorosa e inteligente do sector editorial em Portugal e do mundo literário em geral.

 

Francisco José Viegas dirigiu também, durante os últimos três anos, a chancela Quetzal Editores. Protagonizando uma renovação deste selo, deu uma nova vida a esta marca editorial - que faz parte da história recente da edição em Portugal - seguindo as linhas essenciais da identidade da editora fundada em 1987 e fazendo que se trate de um projecto ímpar no panorama editorial português.

 

A Revista Ler e a Quetzal Editores são dois projectos de sucesso também graças às respectivas equipas, construídas e geridas por Francisco José Viegas. Estas, merecendo da Administração do Grupo BertrandCírculo o reconhecimento da competência dos seus profissionais e, na certeza de que trabalharão de acordo com o espírito do projecto em que estão inseridas, garantirão uma gestão na continuidade, enquanto o director editorial se dedica por inteiro ao enorme desafio que agora abraça.

 

João Pombeiro, editor da Revista Ler desde 2008, zelará pela revista e Lúcia Pinho e Melo, editora da Quetzal Editores desde 2008, assegurará a continuidade da actividade editorial desta chancela.»