Booktailors
info@booktailors.com

Travessa das Pedras Negras

N.º 1, 3.º Dto.

1100-404 Lisboa
(+351) 213 461 266

Facebook Booktailors
Twitter Booktailors

FourSquare Booktailors



Facebook Bookoffice


Editoras Nacionais
Livrarias Nacionais
Livrarias on-line
Editoras Brasileiras
Imprensa Brasileira
Blogosfera Brasileira
Eventos no Brasil
Imprensa Internacional

Associações e Institutos de Investigação
Feiras internacionais
Ter, 4/Dez/07
Ter, 4/Dez/07
O Expresso, na ACTUAL desta semana (01.12.2007, páginas 68 e 69), publicou alguns comentários de várias personalidades a esta polémica. Vejamos alguns excertos:

António Costa Pinto (historiador)

«…O escritor tem inteira liberdade da mudança, da troca, do engano, desde que não reivindique o rigor. Qual é a grande armadilha? Quando um romancista tenta enquadrar a trama servindo-se de acontecimentos reais. Aí não pode haver falhas.(…) VPV faz crítica historiográfica. Mas do ponto de vista da historiografia também há coisas muito forçadas (…) Um romance, seja de que género for, deve ser analisada enquanto obra literária. (…) Enquanto historiador profissional, e é disso que se reclama nesta crítica, a ficção está fora do seu universo. E entendo que não compete a um historiador avaliar uma obra de ficção»

Mário Cláudio (escritor)
«(…) Considero que um historiador deve aplicar aos romances o olhar de um leitor. Não pode aplicar a um livro, que é do âmbito da criatividade, uma metodologia que não é do âmbito da ficção.»

Pedro Mexia (crítico e escritor)
«A crítica de V.P.V. é legítima na medida em que se posiciona como um historiador a escrever sobre dados históricos. Saber se é isso que interessa a um romance histórico já é questionável. O Miguel estava escaldado por causa da crítica ao Equador, onde teve de rectificar erros. Em Rio das Flores tem demasiada preocupação em defender-se, faz uma nota de autor (em que garante ‘aos leitores a seriedade do relato histórico, aos caçadores de erros a inutilidade final do seu esforço’) e acrescenta uma extensa bibliografia, mas também diz que a veracidade não é o que lhe interessa num romance. Aqui é contraditório e dá o flanco. V.P.V. aproveita e concentra-se no que conhece, na análise da dimensão histórica do romance. As minhas dúvidas são sobretudo em relação ao critério de ter sido ele o convidado a fazer a crítica. Eles têm uma polémica pública. Eu teria um certo pudor.»

Lídia Jorge (escritora)
«Parece-me antes de mais um ajuste de contas, do qual eu não conheço a primeira partida. (…)… a pergunta que se faz é: porquê tanto empenho em torno de uma ficção?»

Rui Tavares (historiador)
«(…) Depreendemos que as razões que o movem [VPV] para a crítica são fúteis. Poderiam até ser divertidas, mas, sendo inacessíveis, não podemos chegar até elas. E aqui se quebra uma regra: em matéria de polémicas no espaço pública toda a gente deve estar na posse da informação. A polémica fica aniquilada. Esperava-se melhor destes dois senhores, que têm grande qualidade intelectual. (…) A sua crítica [de VPV] é legítima mas é unidimensional. Faz uma crítica plana, empírica, cita uma data de passagens e destrói. É uma técnica corrente.(…) Como leitor, uma crítica histórica a um romance histórico não me satisfaz. O objecto é um romance. Para o criticar, tem de se ter sensibilidade romanesca. Aqui o substantivo é ‘romance’, e não ‘histórico’…»

Miguel Real (escritor e crítico literário)

«(…) [VPV] valoriza a história, desvaloriza a ficção. Nesse sentido, o artigo não tem valor como crítica literária e é desadequado.»

Miguel Esteves Cardoso (cronista)
«Um romance é um romance. Pode-se tudo. Se o Miguel corrigisse os erros que o Vasco lhe apontou seria um romance na mesma. O Vasco é tão brilhante e sabe tanto de História que pega na crítica e dá uma aula. As ideias do livro não são as do Miguel. São ideias recebidas e retransmitidas e que se transformaram em erros de cultura geral sobre aquele período histórico. O V.P.V. aproveita o espaço que o jornal lhe dá para uma crítica a um livro sobre um período que conhece muito bem (para ele deve ser aflitivo ver ao longo de anos os mesmos erros repetidos) e aproveita para corrigir uma série de preconceitos errados que todos temos. E o que aqui temos é um Vasco culto e genial a fazer a revisão de um romance. É muito útil como sabatina. Claro que isto é um pesadelo de qualquer escritor.»

por Booktailors às 08:44 | comentar | partilhar

2 comentários:
De Luís Filipe Silva a 04 de Dezembro de 2007 às 10:56
Apenas lamento que se esteja a dar tanto espaço público e previlegiado ao que são sem dúvida atitudes de primadona do autor (ou então um apurado sentido de marketing, que não é de todo irrazoável considerar), ao que as críticas (e a do VPV já é a terceira que ouço) consideram ser um romance imperfeito - quando há tantos e melhores romances, portugueses e estrangeiros, a apodrecer nas prateleiras. Lamentável a confusão da pessoa enquanto celebridade com a qualidade enquanto autor...


De Anónimo a 04 de Dezembro de 2007 às 11:09
Comunicação e mérito nunca andaram, necessariamente, juntas...

O pior deste arrazoado todo é o carácter pessoal que tem desde o primeiro momento, pois críticas e opiniões, boas ou más, podem existir sempre.


Comentar post

Subscreva a nossa newsletter

* indicates required
Publicações Booktailors
Carlos da Veiga Ferreira: Os editores não se abatem, Sara Figueiredo Costa



PVP: 12 €. Oferta de portes (válido para território nacional).

Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, Sara Figueiredo Costa



PVP: 10,80 €. Preço com 10% de desconto e oferta de portes (válido para território nacional).

A Edição de Livros e a Gestão Estratégica, José Afonso Furtado



PVP: 16,99 €. 10% de desconto e oferta de portes.

Livreiros, ler aqui.

PROMOÇÃO BLOGTAILORS



Aproveite a oferta especial de dois livros Booktailors por 20 €.

Compre os livros Fernando Guedes: O decano dos editores portugueses, de Sara Figueiredo Costa e A Edição de Livros e a Gestão Estratégica, de José Afonso Furtado por 20 €. Portes incluídos (válido para território nacional).

Encomendas através do e-mail: encomendas@booktailors.com.

Clique nas imagens para saber mais.
arquivo

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Etiquetas

acordo ortográfico

adaptação

agenda do livro

amazon

apel

associativismo

autores

bd | ilustração

bertrand

bibliotecas

blogosfera

blogtailors

blogtailorsbr

bookoffice

booktailors

booktrailers

byblos

coleção protagonistas da edição

correntes d'escritas 2009

correntes d'escritas 2010

correntes d'escritas 2011

correntes d'escritas 2012

design editorial

dia do livro

direitos de autor

distribuição

divulgação

e-book

e-books

edição

editoras

editores

emprego

ensaio geral na ferin

entrevista

entrevistas booktailors

estado | política cultural

estatísticas e números

eventos

feira do livro de bolonha 2010

feira do livro de frankfurt 2008

feira do livro de frankfurt 2009

feira do livro de frankfurt 2010

feira do livro de frankfurt 2011

feira do livro de frankfurt 2013

feira do livro de lisboa

feira do livro de lisboa 2009

feira do livro de lisboa 2010

feira do livro do porto

feira do livro do porto 2009

feiras do livro

feiras internacionais

festivais

filbo 2013

fnac

formação

formação booktailors

fotografia | imagem

fusões e aquisições

google

homenagem

humor

ilustração | bd

imagens

imprensa

internacional

kindle

lev

leya

língua portuguesa

literatura

livrarias

livro escolar

livro infantil

livros

livros (audiolivro)

livros booktailors

london book fair

marketing do livro

mercado do livro

notícias

o livro e a era digital

óbito

opinião

opinião no blogtailors

os meus livros

poesia

polémicas

porto editora

prémios

prémios de edição ler booktailors

profissionais

promoção à leitura

revista ler

sítio web

sociologia e hábitos da leitura

tecnologia

top livros

twitter

vídeo

todas as tags