Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogtailors - o blogue da edição

Acordo 2

12.02.08

José Eduardo Agualusa, em texto publicado no jornal A Capital, de Angola, defende a adopção da ortografia brasileira, mesmo que Portugal não ratifique o novo acordo ortográfico.

O autor apresenta como argumentos:

- Angola é um pais independente, que nada deve a Portugal;

- o Brasil tem 180 milhões de habitantes e produz muito mais títulos e a preços mais baratos do que Portugal;

- Angola «tem mais a ganhar com a existência de uma ortografia única do que Portugal ou o Brasil», porque o país não produz livros mas precisa «desesperadamente deles»;

- "Agualusa afirma que existe um «enraizado sentimento imperial» de Portugal em relação à língua para o protelamento de uma decisão.» O que é contrariado historicamente, dado que «a língua portuguesa formou-se fora do espaço geográfico onde se situa Portugal - na Galiza».

Quem esteve presente no último Livros em Desassossego, da Casa Fernando Pessoa, notará uma sequência lógica entre o que lá se passou e estes desenvolvimentos.

Mais no Diário Digital.