Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blogtailors - o blogue da edição

LeYa apresenta nova política comercial para o livro escolar

29.06.09
Os livreiros que não pretendam efectuar as encomendas de manuais escolares pela Internet, optando por se dirigir aos dois centros "auto-serviço", da LeYa, no Montijo e Serzedo, terão de adquirir os packs completos para cada disciplina, os chamados pack "Recomendações Pedagógicas", que englobam CD-ROM (ainda que nem todas as escolas solicitem este suporte). Os livreiros poderão devolver os CD-ROM em Outubro.

Os livreiros protestam, pois consideram que terão de passar pelo método «odioso de impingir aos pais um artigo que os professores quase nunca pedem e que representa mais 20% no preço final»

Ao DN, José Menezes, Director de Comunicação do Grupo LeYa, aponta que só desta forma conseguirão garantir a eficácia do serviço: "A LeYa é a única editora de livros escolares que tem auto-serviços. Por uma questão de organização e rapidez, só venderão Recomendações Pedagógicas. Mas continua a existir a possibilidade de fazer a encomenda em separado no nosso site".

Os livreiros estão preocupados ainda com a possibilidade do site não suportar os pedidos: «no ano passado, as encomendas começaram a 1 de Julho, e ao fim de três semanas o site deixou de funcionar de vez". Mais, a partir de Agosto«o mês em que a maioria dos pais começa a fazer os pedidos às livrarias» - as condições oferecidas pela LeYa a comerciantes (descontos) "são melhores" para quem optar pelos auto-serviços.

1 comentário

Comentar post