Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blogtailors - o blogue da edição

TKO

28.01.08

Já toda a gente sabe da história do livro de OJ Simpson.

Se não sabem, fiquem a saber.
Resumo: OJ SIMPSON (recordam-se? aquele que foi ilibado do assassinato da sua ex-mulher e do namorado da mesma depois de um espectáculo mediático de vergonha?) precisava de dinheiro. Por isso, Judith Regan, uma executiva editorial de topo do Grupo Harper (pertencente à News Corp. de Rupert Murdoch) convenceu-o a contar a história, que nem o tribunal conseguiu provar, a troco de 10 milhões de dólares (If I Did It: Confessions of the Killer).
O escândalo rebentou e Rupert Murdoch, temendo a má imagem com que o grupo ficaria (até entrevistas na FOX estavam programadas), resolveu rebentar o contrato e despedir a senhora Regan.

Obviamente, o livro acabou por ser publicado numa outra editora com alguns contornos de disfarce (tendo atingido o Top e vendido centenas de milhares de exemplares...) e, como estamos na América, Judith Regan processou Rupert Murdoch e abriu a sua própria empresa editorial.

Dos 100 milhões do processo não se sabe quanto ficou, sabe-se é que chegaram a um acordo (os termos são confidenciais) e a senhora Reagan já se deve poder reformar em Beverly Hills.

Quanto a OJ Simpson, bom... ficou sem o dinheiro e, como a polícia não gostou de ser aldrabada, na primeira oportunidade que teve (roubo de medalhas suas que estavam na posse de um bandideco de Las Vegas) meteu-o na cadeia, onde presumo que não sairá nos próximos anos, ou vidas.

A América parece um filme: acaba sempre tudo bem, não é?

1 comentário

Comentar post