Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogtailors - o blogue da edição

Livros Horizonte - Cronologia

24.11.08
Fundada em 1953, por Rogério Mendes de Moura.

1953-1960
Desenvolve e divulga em grande escala as edições da Fundação Getúlio Vargas, da Casa do Estudante do Brasil e da Editora Fundo de Cultura.

1960-1970
Lança uma colecção de grande formato de obras fundamentais para a História da Arte Portuguesa, com textos dos maiores especialistas da época:
- O Românico em Portugal – Reynaldo dos Santos
- Lisboa Pombalina – José-Augusto França
- Solares Portugueses – Carlos de Azevedo
- O Azulejo em Portugal – Reynaldo dos Santos
- A Talha em Portugal – Robert C. Smith
- Palácio de Queluz – Natália Correia Guedes
- A Ourivesaria em Portugal – João Couto
- Cadeirais em Portugal - Robert C. Smith
- A Arquitectura Gótica em Portugal- Mário T. Chicó
- Nicolau Nasoni – Arquitecto do Porto – Robert C. Smith

Publica outras obras de referência:
- História da Pedagogia – Nicola Abbagnano
- História da Filosofia Ocidental – Bertrand Russel
- Sistemas e Estruturas Económicas – André Marchal
- História do Pensamento Económico – Henri Denis
- História Social do Trabalho – Pierre Jacqard
- História do Cinema Mundial – Geoges Sadoul
- História Geral do Socialismo – J acques Droz

Após estas obras de referência, e ao longo das décadas de 70, 80 e 90 são inúmeras as colecções, obras e autores publicados, das quais destacamos:

Em 1967 inicia uma colecção pedagógica (Biblioteca do Educador), temas não divulgados com regularidade, sob a direcção de Rui Grácio, que conta actualmente com cerca de 150 títulos.

Na área da pedagogia inicia ainda outras 3 colecções: Estudos e Documentos, Horizonte Pedagógico, Educar hoje.

1969
Projecta e inicia uma nova colecção de História de Portugal (Colecção Horizonte) e coopta para a direcção o Prof. Joel Serrão. Nesta colecção publicam-se obras de Joel Serrão, Oliveira Marques, Orlando Ribeiro, Henrique de Barros, Vitorino Magalhães Godinho, entre outros.

Publica as obras de Jaime Cortesão em 34 volumes.

Publica obras fundamentais da Língua Portuguesa em Conjunto com A Editorial Confluência:
- Dicionário da Língua Portuguesa, o "Morais" Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa Dicionário Onomástico e Etimológico da Língua Portuguesa, Prontuário da Língua Portuguesa.
- Publica a Colecção Movimento, com o objectivo de servir de guia ao leitor nas áreas das Ciências Sociais e Humanas.
– Publica a Colecção Universitária, dirigida aos estudantes universitários, na área das Ciências Sociais e Humanas.
– Publica as Obras Completas de Joel Serrão.
– Publica as Obras Completas de Vitor de Sá.
– Publica as Obras completas de Francisco de Holanda.
– Publica as Obras Completa de Matilde Rosa Araújo.
– Inicia uma Colecção de Cultura Física, onde escrevem especialistas da área do Desporto e da Educação Física.
– Publica uma colecção de literatura infantil e juvenil – Pássaro Livre, onde são editados alguns dos maiores escritores e ilustradores portugueses nesta área: Matilde Rosa Araújo, Leonel Neves, Sidónio Muralha, Carlos Pinhão, Luísa Ducla Soares, Maria Keil, Tossan, Manuela Bacelar, Henrique Cayatte, e muitos mais.
– Publica uma colecção de Estudos de Arte (Ensaios sobre História da Arte), com o intuito de colmatar uma lacuna nos estudos mais recentes da História da Arte.
– Colecção de Obras de Arte (Álbuns ilustrados sobre diversos temas de Arte), que inclui álbuns de Manuel Cargaleiro, ou obras de referência como "O Urbanismo Português".
– Colecção de Cinema (com alguns dos melhores ensaios publicados em Portugal sobre Cinema).
– Colecção de Psicologia (onde conta com a colaboração de Correia Jesuíno, Joyce Moniz, Willem Doise, entre outros).
– Horizonte Histórico (cerca de 60 obras sobre a História de Portugal), com estudos recentes de historiadores portugueses como Luís Sousa Rebelo, João Medina, José Medeiros Ferreira, Isabel Cluny, M.ª Helena Cruz Coelho, Oliveira Marques, etc.
– Horizonte Económico.
– Colecção Cidade de Lisboa: A maior colecção sobre a Cidade de Lisboa que inclui não só estudos de referência como álbuns ilustrados de grande qualidade, constituindo um marco fundamental para o estudo da Cidade de Lisboa.

1975
Livros Horizonte, organiza o primeiro curso sobre "Matemática Moderna", com a colaboração da OCDE.

1977
Editor português da Revista de Educação da UNESCO "Perspectivas".

1985
Entra para os quadros da Editora o Padre José da Felicidade Alves.

1987
Funda a revista HORIZONTE – Revista de Educação Física e Desporto. No âmbito da Revista promove e organiza inúmeros Seminários, Fóruns e Estágios destinados a professores, alunos e profissionais da Educação Física e do Desporto.

1989
Entra em Livros Horizonte, Eduardo Moura, seu filho, que sai em 1996 para outras funções.

1994
Publica um álbum especial de fotografias para comemorar os 20 anos do 25 de Abril de 1974.

1994
Publica, em colaboração com Lisboa 1994, Capital da Cultura, sete álbuns ilustrados de grande qualidade sobre a Cidade de Lisboa: "O Livro de Lisboa"; "Sétima Colina", "Prédios e Vilas de Lisboa", "Bilhetes Postais Antigos do Largo do Rato à Praça D. Luís", "Lisboa em Movimento", "Lisboa Ribeirinha", "Sete Olhares".

1998
Em colaboração com a Exposição de Lisboa de 1998 e "O Caminho do Oriente", publica um álbum ilustrado de grande qualidade "Os Peixes", e cinco álbuns ilustrados sobre a zona Oriental da Cidade de Lisboa: "Guia do Olhar", "Guia do Azulejo", "Guia do Património Histórico" I e II, "Guia do Património Industrial".

No final anos 90 e já neste novo século inicia colecções com novas temáticas ligadas ao Jornalismo (Media e Jornalismo), Estudo de Mulheres (A Mulher e a Sociedade), Ecologia (A Natureza e Nós), e novas correntes da História de Portugal (Temas de História de Portugal), Arquitectura (Horizonte de Arquitectura, Sistemas de Construção), entre outras.

Igualmente reforça a colecção de álbuns ilustrados de literatura infantil e juvenil, que conta com alguns dos mais belos livros desta área publicados em Portugal.

Ao longo de todos estes anos, e olhando para os mais de 2000 livros que passaram pelos catálogos de LIVROS HORIZNTE, conclui-se que se tornou essencialmente uma editora de autores portugueses (constando cerca de 600 autores portugueses nos seus registos), com obras publicadas de referência obrigatória para a cultura portuguesa.