Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogtailors - o blogue da edição

François Mauriac, por Francisco José Viegas

13.10.10

«François Mauriac completaria hoje [segunda-feira] 125 anos. A minha geração ainda leu livros como O Deserto do Amor ou O Ninho de Víboras – foram publicados nos anos setenta e a revolução varreu-os. Mauriac também sofreu desse mal em França e, apesar de o Nobel lhe ter batido à porta em 1952, os primeiros anos do pós-guerra foram-lhe difíceis, perseguido pela esquerda. Era um escritor de posições dilaceradas pela dúvida, o que não ia bem com os tempos. Nos seus romances (escrevia com delicadeza), são centrais essa dúvida e os dramas espirituais, individuais e familiares (depois da morte soube-se que teve paixões homossexuais). Foi um polemista político que amou a França do seu tempo, culta e conservadora (o Maio de 68 colocou-o na lista dos inimigos). Valia a pena voltar a lê-lo.» Ler aqui.

-

Consulte a oferta de formação da Booktailors na barra lateral do blogue.