Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogtailors - o blogue da edição

Sessão de conclusões FILBo 2013: «a presença de Portugal perpetua-se na capital colombiana»

22.05.13

 

As entidades culturais que durante meses uniram esforços para levar a presença portuguesa à Feira Internacional do Livro de Bogotá 2013 (FILBo), reuniram ontem, dia 21, na Torre do Tombo, para realizar um balanço desta aposta conjunta. Nas palavras da secretária-geral da Casa da América Latina, esta é a questão que agora se coloca: «o que fazer com os laços criados?»

 

Manuela Júdice descreve a Colômbia como «um país onde o livro e a leitura têm um papel fundamental na sociedade», só assim podendo justificar-se o facto de, por exemplo, na Noite dos Livros (dia em que a feira promoveu entradas gratuitas entre as 18.00 e as 22.00), terem acorrido ao pavilhão de Portugal cerca de 60 mil pessoas. «Isso nunca se tinha visto», declara o embaixador da Colômbia em Portugal, German Santamaría.

 

O pavilhão de Portugal contou com cerca de 450 mil visitantes, garantindo o embaixador que «a presença de Portugal perpetua-se na capital colombiana». Vasco Graça Moura, escritor representante do grupo de autores portugueses, diz esperar que «este momento seja o sinal para a continuidade das nossas relações culturais».

 

Uma das conclusões que resulta da sessão aponta precisamente para a importância da cultura na dinamização de relações internacionais como «sustentáculo de outras relações, nomeadamente económicas», concretiza a presidente do Instituto Camões, Ana Paula Laborinho. «Uma relação que se revela através da cultura», nota Jorge Barreto Xavier, «apesar de a História não nos ligar de imediato». O secretário de Estado da Cultura sublinha que Portugal conseguiu uma melhor representação na FILBo do que o Brasil, país convidado no ano anterior, e com menos de metade do orçamento brasileiro.

 

O comissário da presença portuguesa na FILBo, Jerónimo Pizarro, defende que a expansão da embaixada portuguesa em Bogotá é essencial para a continuidade da relação iniciada entre os dois países. O investigador pessoano foi ainda condecorado com a Medalha de Mérito Cultural por Jorge Barreto Xavier. No discurso de agradecimento, Pizarro sublinhou o papel da Booktailors na produção executiva da presença portuguesa, garantindo que a empresa «promete ser a responsável por muitas mais iniciativas entre Portugal e Colômbia».

 

Em 26 edições da FILBo, a presença portuguesa em 2013 é reconhecida como a mais representativa produção internacional alguma vez feita para a feira. Durante o evento, as editoras portuguesas venderam direitos a editoras colombianas em número maior do que o esperado. Cerca de 10 500 livros de autores portugueses foram vendidos, quer em português quer em espanhol, sendo José Saramago o autor mais procurado, seguido de Fernando Pessoa, Afonso Cruz e do catálogo da exposição de ilustração Como as Cerejas. Este foi também o evento para que Portugal mais obras traduziu no contexto de um acontecimento internacional.