Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogtailors - o blogue da edição

BI da Edição: Fátima Carmo, Gradiva

07.05.14
© Fátima Carmo

 

Nascida em 1966, em Lisboa, Fátima Carmo é licenciada em Línguas e Literaturas Modernas — Estudos Portugueses e Ingleses, com frequência do mestrado de Estudos Anglo-americanos. Deu aulas em Portugal e Londres, mas deixou o ensino para se dedicar inteiramente aos livros, gosto que foi sempre mantendo a par das outras atividades profissionais, primeiro como revisora e tradutora, agora como responsável pelo Departamento Editorial da Gradiva.

 

Há quantos anos trabalha em edição?

Comecei em 1990, se não me falha a memória. Fiz outras coisas, desde então: dei aulas, ajudei a montar uma livraria, vivi em Londres, vivi em Paris, estudei italiano, literatura francesa e fotografia… Mas mantive sempre o contacto com várias editoras, para que fui trabalhando ao longo desse tempo como revisora, tradutora e especialista em fonética.

 

Onde começou a trabalhar em edição?

Na Livros Cotovia, de que guardo gratas recordações.

 

O que a levou a ingressar na edição de livros?

O costume, creio: a grande satisfação de poder trabalhar a fazer o que se gosta. Podendo escolher, não hesitei.

 

Em que consiste a sua função? Como é o seu dia a dia?

Tenho um dia a dia muito variado, sem qualquer espaço para monotonia. Contacto com autores, tradutores, revisores. Levo o manuscrito pela mão até à sua fase final, de pré-impressão, e apresento-o posteriormente à equipa comercial. Conhecendo o livro, colaboro ainda na conceção das capas. Em simultâneo, faço as aquisições de novos livros estrangeiros, mantendo contacto com agentes e editoras de vários países. Também divulgo os nossos autores no estrangeiro, nomeadamente na Feira do Livro de Frankfurt.

 

Estas são as tarefas que me ocupam mais tempo, mas há muitas outras a exigir atenção todos os dias, mesmo de outros departamentos. As funções dos vários sectores intercetam-se diariamente, e o trabalho em equipa dos respetivos departamentos é fundamental para o bom funcionamento da editora.

 

O que lhe dá mais prazer no seu trabalho?

Creio que tudo. Ocupo mais tempo num trabalho que me dá enorme prazer — o tratamento textual, assegurando a qualidade final das publicações —, mas tenho igualmente grande gosto em participar nas outras atividades essenciais à edição e à promoção dos autores.

 

Qual é o livro da sua vida e porquê?

Não me parece que seja pergunta que se faça a quem faz dos livros a sua vida… Todos temos muitas vidas ao longo da vida, e as leituras que fazemos dos livros refletem essa multiplicidade. Assim, o que hoje é o «livro da minha vida» poderá não o ser amanhã e não o foi seguramente ontem, se ainda não o tinha lido… Talvez no final da vida consiga eleger um; para já, não sei se não surgirá ainda aquele que suplantará os anteriores. Esse é mesmo, diria eu, o encanto da leitura.

-

Conheça a oferta formativa da Booktailors no 1.º semestre de 2014: Escrevi uma história para crianças – como posso melhorá-la?Curso de Revisão de Texto — nível intermédioOficina de Preparação de Original em Ambiente Digital, Curso de Livro Infantil.