Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogtailors - o blogue da edição

Blogtailors.br: Resumo da semana

13.03.15

 

Sindicato dos Editores quer mudanças na lei do preço fixo do livro

O Sindicato Nacional dos Editores de Livros está disposto a apoiar a lei do preço fixo do livro no Brasil com a condição que a lei sofra algumas alterações. A lei propõe que, no primeiro ano após lançamento de um livro, o desconto aplicado pelos livreiros não possa ser superior a 10 %. O acordo não prevê que a própria editora possa alterar o preço do livro nesse período como forma de estimular as vendas de determinado título. A pouca clareza da proposta foi também um problema levantado pelo sindicato.

 

As vantagens do Brasil no Salão do Livro de Paris

O Brasil é o país convidado da edição de 2015 do Salão do Livro de Paris. O presidente do Centro Nacional do Livro, Vincent Monadé, afirma que a aposta no Brasil é promissora não só pela sua «literatura maior», mas também pelo grande número de leitores e pela dimensão do seu mercado.

 

Brasil exporta literatura infantil

Aos poucos o Brasil começa a exportar a sua literatura infantil. Segundo dados da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, o país espera fechar negócios na ordem dos 120 mil dólares, repartidos entre a venda de direitos autorais e livros impressos na próxima Feira do livro Infantil de Bolonha. A acrescentar a este valor, esperam-se ainda 280 mil dólares em contratos fechados ao longo de 2015.

 

Venda porta a porta é o segundo maior canal de vendas de livros no Brasil

Segundo a Associação Brasileira de Difusão do Livro, a venda porta a porta é o segundo maior canal de vendas de livros no Brasil. Em 2014 o setor verificou uma subida na ordem dos 10%. O tipo de livros mais vendidos neste canal são os infantojuvenis seguidos das obras de referência (enciclopédias, dicionários).

 

Nova revista Ler e Viver como forma de promover a leitura

A nova revista Ler e Viver é lançada esta semana durante o 13.º Salão de Negócios da Associação Brasileira de Difusão do Livro (ABDL). A publicação tem como objetivo promover a leitura e terá distribuição gratuita pelos livreiros associados da ABDL.

 

Valor do dólar já começa a ter impacto nas atividades culturais

A subida constante do valor do dólar face ao real já começa a impactar as actividades culturais no Brasil. Nas palavras de Rodolfo de Athayde para o jornal O Globo, «por causa do dólar, nosso orçamento previsto com transporte subiu em 30%. Estamos refazendo as tabelas para reduzir gastos com montagem e produção. Vamos ter que baixar a bola em todas as instalações. […]Os orçamentos são aprovados na Lei Rouanet dois anos antes. Era impossível prever que o dólar estaria tão caro.»