Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogtailors - o blogue da edição

Blogtailors.br: Resumo da semana

19.06.15

 

Literatura latino-americana conquista mercado brasileiro

São cada vez mais os novos autores latino-americanos publicados no Brasil. No espaço de dois meses foram publicadas obras do chileno Alejandro Zambra, dos argentinos Diego Vecchio, Copi e J. Rudolfo Wilcock, da colombiana Ingrid Betancourt e do peruano Julio Ramón Ribeyro.  A editora Rocco tem mesmo, desde 2013, uma chancela dedicada à divulgação de nomes da literatura praticamente desconhecidos no Brasil. Os editores brasileiros apontam o  enorme êxito de 2666, de Roberto Bolaño, e a nova vaga de autores latino-americanos como razões para este interesse renovado.

 

Em 2016, exposição dedicada a José Saramago no Museu da Língua Portuguesa

No âmbito das iniciativas que assinalam os cinco anos da morte de José Saramago, foi anunciada uma exposição sobre o autor no Museu da Língua Portuguesa em 2016. Sem data de inauguração definida, a Fundação José Saramago adianta que a exposição será concebida numa orientação dupla: a dos especialistas e dos novos leitores. Pilar del Río sublinhou ainda a vontade de trazer a exposição a Portugal.

 

FLIP longe de esgotar

Ao contrário das edições anteriores, que esgotaram todas as sessões em horas, a edição de 2015 da FLIP está longe de ter casa cheia. Ainda há ingressos para 10 das 22 mesas da programação, com os bilhetes a custar 50 reais (cerca de 14 euros). Esta falta de público, assim como a dificuldade para arranjar patrocinadores, são ilustrativas das dificuldades que atravessam o mercado editorial brasileiro, comenta o Publishnews.

 

Governo de São Paulo cancela compra de livros

Foi anunciada esta semana a suspensão do programa de leituras nas escolas, levado a cabo pelo governo do estado de São Paulo. O programa tinha o objectivo de levar às escolas um conjunto de obras inscritas no programa, de forma a promover a leitura. A Câmara Brasileira do Livro já veio lamentar o sucedido sublinhando o duro golpe não só para as editoras como para a educação.

 

Livros de colorir continuam em alta

O fenómeno dos livros de colorir para adultos continua em alta e foi mesmo responsável por uma subida de 21 % nas vendas de livros. Estima-se que, em cada 100 livros, 17 são de colorir e que os mesmos representam 14 % da faturação das livrarias.