Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogtailors - o blogue da edição

Festival Novo Jornalismo: uma sinopse

16.10.14

Cartaz versao jpeg.jpg

 

A primeira edição do Festival Novo Jornalismo, a decorrer na Fábrica de Santo Thyrso nos dias 24 e 25 de outubro, abre com a conferência de Joaquim Furtado, figura ímpar do jornalismo em Portugal. No dia 24, às 21.30, serão tema de reflexão o tempo e o espaço em que se movem os meios de comunicação e o contexto de mudança que atravessam, no qual toma responsabilidade a revolução digital. Ao mesmo tempo, assinalar-se-á o percurso do jornalista Joaquim Furtado, uma referência para várias gerações e vários modos de fazer jornalismo.

 

No dia 25, a Fábrica de Santo Thyrso recebe os debates que bucarão respostas às seguintes perguntas: estão as biografias não autorizadas em perigo?; quais as balizas da ética na escrita de não-ficção?; a informação partilhada na internet é um passaporte para o logro?; e o livro, será um aliado do jornalismo de grande fôlego numa época em que o tempo e os meios escasseiam?

 

O encerramento da primeira edição do festival será feito pelo fotojornalista, repórter, fotógrafo e diretor de arte João Francisco Vilhena, que dará a sua visão e lançará pistas para o futuro.

 

Assumindo uma lógica distinta dos festivais literários, estruturados quase exclusivamente em torno das mesas de debate, o Festival Novo Jornalismo despede-se do público com uma intervenção dedicada à imagem e à narrativa. Num mundo saturado de imagens, que papel está reservado para o fotojornalismo?