Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogtailors - o blogue da edição

Cossery superstar

06.06.14

«Tantos anos e só oito livros. Um hino à preguiça. Cossery escrevia tão bem e tão pouco. Era um exemplo e com ele consegui reduzir ao mínimo os ímpetos adolescentes que me restavam. Comer e dormir – eis tudo. Aprendi-o em Mandriões no Vale Fértil, um daqueles livros que nos afectam a postura (no caso, não a verticalidade, mas a horizontalidade). Guardo com ternura a imagem de Galal, que só se levantava da cama para se servir do que oferecia a mesa posta.» Leia o texto de Hugo Torres no Público.