Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogtailors - o blogue da edição

O deserto cresce

15.12.14

 

«Em dois textos, aqui no PÚBLICO, António Guerreiro comentou o artigo em que colocava a questão de saber se, perante a escassez do tempo, valia a pena ler livros novos. Apresentei a questão como um dilema individual sobre a economia do tempo que cada um que gosta de ler coloca a si próprio, mas esta dualidade é tudo menos inocente. Implica, como Guerreiro refere, uma atitude ou uma posição sobre o “valor” da criação estética dos nossos dias, e, de forma mais lata, sobre a contemporaneidade, experiencial, criativa e histórica.» Leia a crónica de José Pacheco Pereira no Público.