Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogtailors - o blogue da edição

Morreu o escritor norte-americano Peter Matthiessen

07.04.14

 

«O escritor norte-americano Peter Matthiessen, fundador da Paris Review e único autor a vencer o National Book Award nas categorias de ficção e não ficção, morreu neste sábado aos 86 anos. Autor de mais de 30 livros, Matthiessen morreu de leucemia.

 

Peter Matthiessen, que não tem nenhuma obra publicada em Portugal, era um dos últimos sobreviventes da geração de escritores que surgiu imediatamente depois da Segunda Guerra Mundial, como lembra o New York Times, que coloca o autor ao lado de nomes como William Styron, James Jones, Kurt Vonnegut e E. L. Doctorow.

 

Apesar de nenhuma obra de Peter Matthiessen estar traduzida para português, em Portugal estão publicadas, pela Tinta-da-china, com edição e tradução de Carlos Vaz Marques, várias entrevistas que o autor fez na revistaThe Paris Review, a escritores como William Faulkner, Ernest Hemingway ou Jorge Luis Borges. A Paris Review foi aliás fundada por Matthiessen com George Plimpton e Harold L. Humes.» Ler no Público.

 

«Matthiessen tinha 86 anos, terminara recentemente o seu último romance In Paradise (No Paraíso) e sobrevivera a uma leucemia, que dera por curada em 2013.» Ler no Diário de Notícias.

 

«Na Primavera de 1953, o editorial do número de arranque fixava o propósito do projecto: "acolher nas suas páginas os bons escritores, os bons poetas, sem esquecer a crítica", escrevia William Styron, um dos fundadores da The Paris Review, que cumpriu o objectivo. Partilhou trabalhos de Jack Kerouac, Philip Larkin, V. S. Naipaul, Philip Roth, Italo Calvino, Samuel Beckett, Nadine Gordimer, ou Jean Genet, e entrevistas a William Faulkner, Elizabeth Bishop, Vladimir Nabokov, Ezra Pound, Ernest Hemingway, Truman Capote, Joan Didion, ou T. S. Eliot.» Ler no iOnline.

 

«"Peter faleceu esta noite", anunciou a Riverhead Books. "Estamos honrados por termos conhecido [o escritor] e o seu pensamento belo e selvagem", lê-se no comunicado divulgado na noite de sábado em Nova Iorque, madrugada de domingo na Europa.» Ler no Diário Digital e na RTP.