Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogtailors - o blogue da edição

Obra Pas Pleurer dá o prémio Goncourt a Lydia Salvaire

05.11.14

 

«A escritora francesa de origem espanhola Lydia Salvaire venceu nesta quarta-feira o prémio Goncourt com Pas Pleurer, um romance que evoca a guerra civil de Espanha. Uma escolha inesperada, quando quase todos apostavam que o júri hesitava entre Meursault contre-enquête, de Kamel Daoud , e Charlotte, de David Foenkinos, que acabou por ganhar o prémio Renaudot, atribuído na mesma ocasião e local (o restaurante Drouant, em Paris).

 

Mas foi uma decisão árdua, que requereu cinco votações, até que Pas Pleurer venceu por cinco votos contra quatro o romance do argelino Kamel Daoud.» Ler no Público.

 

«A escritora francesa Lydie Salvayre recebeu hoje o prémio Goncourt, o mais prestigiado prémio literário francês. A distinção foi atribuída pelo livro Ne pas pleurer, um romance sobre a Guerra Civil Espanhola.» Ler no Diário de Notícias.

 

«A escritora francesa Lydie Salvayre venceu hoje o prémio Goncourt, o mais prestigiado galardão literário francês, com um romance sobre a Guerra Civil de Espanha, ultrapassando os dois grandes favoritos, o argelino Kamel Daoud e o francês David Foenkinos.» Ler  no Diário Digital e no Correio da Manhã.

 

«Pas pleurer, com a Guerra Civil española em fundo, valeu à escritora o mais importante troféu das letras em francês


Um verão, o de 1936, duas personagens principais, e um enredo parcialmente narrado em “franhol”, “língua mista e transpirenaica repleta de incorrecções, barbarismos, neologismos e confusões”, assim descreve Lydie Salvarye este cruzamento entre francês e castelhano que vai a jogo em “Pas Pleurer”, a obra que acaba de vencer o prestigiado Goncourt.» Ler no iOnline.