Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogtailors - o blogue da edição

Palácio de Cristal acolhe Feira do Livro do Porto até dia 21

05.09.14

 

«Colocando um ponto final num dossier que parecia não ter solução - o diferendo que manteve com a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL), que levou ao cancelamento da feira nas datas habituais -, a Câmara Municipal do Porto entendeu chamar a si a inteira responsabilidade na realização do evento. "Não se trata de uma simples feira do livro, mas, sim, de um grande festival literário", sublinhou, ao JN, Paulo Cunha e Silva, o vereador da Cultura da Autarquia portuense.» Ler no Jornal de Notícias.

 

«(...) [P]ela primeira vez, o evento foi aberto à participação de livrarias, alfarrabistas, editores e associações e cooperativas do sector, estando inscritas 72 entidades, distribuídas por 107 pavilhões.

 

A câmara pretende que a tradicional feira do livro seja "um grande festival literário e com uma óptima programação cultural" e de animação, que levará muitas pessoas a descobrir a cidade.» Ler na Renascença.

 

«Se quiséssemos aplicar a terminologia culinária a este regresso da feira do livro do Porto ao convívio com os leitores, teríamos de aceitar que a edição com início marcado para hoje, pelo seu conteúdo e oferta, faz lembrar um manjar de reis, tal como o constrói o imaginário das fábulas.» Ler no Expresso.

 

«(...) [A]gora, à sombra das tílias e entre os pavões que se passeiam nos jardins, o evento mudou-se dos Aliados, no centro da cidade, para o Palácio de Cristal, deixando de se realizar em junho e alterando profundamente o seu conceito, com um vasto programa cultural ao longo de duas semanas.» Ler no Diário de Notícias.

 

«O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, garantiu hoje que a Feira do Livro que decorre no Palácio de Cristal até 21 de setembro é "apenas a primeira de muitas" que a autarquia vai organizar no futuro.» Ler no iOnline.

 

«[A]ntes de visitarem a centena de expositores que a Câmara do Porto conseguiu trazer para os jardins do Palácio de Cristal, muitos quiseram associar-se à homenagem simbólica, prestada pelo município a título póstumo, ao portuense Vasco Graça Moura.

 

A cerimónia começou com a leitura de um poema, escrito pelo punho do homenageado (tirado do livro Variações Metálicas), pelo presidente da Assembleia Municipal do Porto. Miguel Pereira Leite mostrou como "a palavra perdura para além do homem, para além dos tempos… quando é sincera, sentida e profunda". E, nesse momento, a tília de tronco ondulante que se encontra no acesso directo à entrada da Biblioteca Almeida Garrett foi baptizada com o nome de Vasco Graça Moura.» Ler no Público.

 

«A autarquia garante que, em 2015, a feira regressa, desta vez com Agustina Bessa-Luís como homenageada.» Ler no Sol.