Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogtailors - o blogue da edição

As 57 maiores editoras do mundo

30.06.15

 

A Publishers Weekly revelou a sua tabela anual das maiores editoras à escala global. A britânica Pearson, empresa na área da publicação e da educação, continua no topo da lista. Dois mil e catorze foi também um ano de grande crescimento para o mercado editorial chinês. Duas editoras chinesas entraram diretamente no top 10 com vendas a crescerem entre os 16 % e os 31 %. A Penguin Random House continua a ser a maior editora em termos comerciais. A fusão entre a Penguin e a Random House já valeu ao grupo um crescimento de 25 % nas vendas e uma faturação na ordem dos 4 mil milhões de dólares, desde 2013. O ranking completo para consultar aqui.

Jovens entre os 16 e os 24 anos não aderem aos livros eletrónicos

25.06.15

 

Um estudo levado a cabo pela Deloitte concluiu que os jovens entre os 16 e os 24 anos são o grupo etário que menos compra e lê livros digitais. Do total de inquiridos, 63 % admitiu nunca ter comprado um livro digital, e apenas 14 % dos jovens disse ler mais de uma hora por dia. Esta resistência aos livros digitais está diretamente relacionada com a ausência de hábitos de leitura nos mais novos: 58 % destes jovens passa mais de uma hora a ver televisão.

Apesar destes dados pouco animadores, a leitura continua a ser um dos passatempos mais populares, com 80 % do total de inquiridos a comprar pelo menos um livro (físico ou eletrónico) no último ano; 34 % responderam mesmo que lêem mais agora do que em 2010. Os pormenores, aqui.

Realidade da tradução no Reino Unido

27.04.15

 

Um estudo realizado pela Literature across Frontiers, plataforma europeia de intercâmbio literário, revelou que, no período entre 1990 e 2012, as traduções literárias no Reino Unido registaram um aumento de 66 %. Embora o aumento seja significativo, a proporção de obras traduzidas registadas na Bibliografia Nacional Britânica é baixa, oscilando entre os 3 % e os 5 %.

 

No topo da lista das línguas mais traduzidas, inesperadamente, estão o norueguês, o sueco e o dinamarquês, com o árabe e o japonês a constarem também do top 10. Por outro lado a literatura da Europa de Leste não tem quase nenhuma representatividade. Os resultados, aqui.

-

A Booktailors já está a divulgar a sua oferta formativa para o 1.º semestre de 2015: Curso de Revisão de Texto - nível inicial, Curso de Revisão de Texto - nível intermédio.

Estudo revela que a maioria dos escritores é mal paga

23.04.15

Um estudo realizado no Reino Unido revelou que apenas 1 em 10 autores consegue viver dos lucros da sua escrita. Analisando os mesmos dados de há 10 anos, a quebra foi de 40 %.

Os autores ganham em média 11 mil libras por ano, valores abaixo do ordenado mínimo britânico (que ronda as 13 mil libras anuais).

Dos 2500 autores inquiridos, apenas 5 % tem mais de 40 % dos seus rendimentos com origem na escrita. Num cenário ainda mais negro, 17 % não fez nenhum dinheiro com as suas publicações em 2013, embora 98 % tenha publicado nesse ano.

Os dados completos, aqui.

9 estudos que defendem os livros impressos

05.03.15

 

Continua a guerra entre livros impressos e livros digitais. O Huffington Post compilou uma série de 9 estudos que mostram por que o papel é superior ao digital.

Entre os resultados pode ler-se que os estudantes continuam a preferir livros físicos, mesmo quando as versões digitais estão disponíveis gratuitamente, que os adolescentes têm dificuldade em criar empatia com o que estão a ler num ecrã, em comparação com a mesma informação presente numa folha de papel, ou ainda quais os efeitos negativos que os leitores digitais provocam no sono.

Mais pormenores aqui

Toda a ficção segue um de seis modelos de enredo

04.03.15

 

Um estudo apresentado pelo professor da Universidade de Standford, Matthew Jockers, defende que todas as obras de ficção seguem um de seis modelos de enredo.

O professor submeteu 40 mil romances a uma análise informática para determinar a mudança histórica no que toca às emoções e ao tom das obras.

O propósito seria responder a duas perguntas. Existe algum arquétipo de enredo? Em caso afirmativo, quantos existem? 

Os resultados aqui e aqui.

Marcador Editora apresenta resultados de 2014

26.02.15

 

A Marcador Editora apresentou os resultados de 2014 e o balanço é positivo. Segundo dados da editora, 2014 foi um ano de crescimento sustentado na ordem dos 30%, com um volume de vendas a ultrapassar os 1,5 milhões de euros.

 

A contribuir para estes resultados está o romance de Pedro Chagas Freitas Prometo Falhar, que continua a marcar presença nas tabelas de vendas e contabiliza já 90 mil exemplares distribuídos.

 

Também a colecção Livros RTP tem vindo a mostrar bons resultados. Com 13 títulos já publicados e mais uma dezena prevista para 2015, conta com mais de 100 mil livros distribuídos.

 

Segundo o responsável, João Gonçalves, «em 2015 queremos manter a tendência de crescimento, reforçando a nossa aposta nos autores portugueses e na qualidade das nossas traduções e continuando a identificar para o nosso catálogo novas ideias e projetos que possam ser do agrado de um conjunto vasto de leitores».

A realidade dos livros digitais em três países diferentes

20.02.15

 

A ePub Direct publicou recentemente um infográfico que analisa a realidade dos livros digitais em três países diferentes: Austrália, Alemanha e Índia. Do preço aos géneros preferidos, passando pela tecnologia mais utilizada pelos leitores, pode consultar esta informação aqui.

-

A Booktailors já está a divulgar a sua oferta formativa para o 1.º semestre de 2015: Curso de Revisão de Texto - nível inicial, Curso de Revisão de Texto - nível intermédioCurso de Gestão de Projetos Editoriais e Curso de Produção e Orçamentação Gráfica.

Ler 30 minutos por semana pode aumentar a nossa satisfação com a vida

19.02.15

 

Um estudo publicado pela Quick Reads revela que as probabilidades de os leitores que leem pelo menos 30 minutos por semana se sentirem satisfeitos com a sua vida está na ordem dos 20%.

21% dos inquiridos revelaram menos propensão para sentimentos de depressão, ao passo, em comparação com não leitores,  10%  mostraram melhor amor-próprio.

Estes resultados surgem na sequência do lançamento do catálogo para 2015 da editora.

Pode consultar o estudo completo aqui.

Empregos na área da literatura são os mais desejados

19.02.15

 

Um recente estudo da YouGov revela que os três empregos mais desejados pelos ingleses são os de autor, bibliotecário e académico.

O inquérito, feito a mais de 14 mil pessoas, contemplou diversas carreiras, de primeiro-ministro a piloto de Fórmula 1.

Os resultados surpreendem numa altura em que as bibliotecas no Reino Unido sofrem quebras no número de visitantes e o rendimento dos escritores têm descido a um ritmo constante.

Mais pormenores aqui.

-

A Booktailors já está a divulgar a sua oferta formativa para o 1.º semestre de 2015: Curso de Revisão de Texto - nível inicial, Curso de Revisão de Texto - nível intermédioCurso de Gestão de Projetos Editoriais e Curso de Produção e Orçamentação Gráfica.