Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogtailors - o blogue da edição

Custos da Feira do Livro do Porto inferiores ao apoio pedido pela APEL

12.03.14

 

«O presidente da Câmara do Porto revelou hoje que os custos da organização da Feira do Livro serão "seguramente" inferiores ao apoio financeiro reclamado pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL), que acusou de atitude "intolerável".

 

"Custará seguramente menos do que os 300 mil euros que nos vinham a ser reclamados em função de quatro anos de atividade. Mas, acima de tudo, não tomamos esta medida por uma razão economicista", assegurou Rui Moreira, em declarações aos jornalistas no fim da reunião privada do executivo.» Ler no Diário de Notícias e no iOnline.

 

«Pelo segundo ano consecutivo, o Porto não vai ter uma feira do livro organizada pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL). A autarquia da Invicta acusa a entidade de faltar à palavra dada, e vai avançar sozinha para a organização do evento, pela primeira vez.» Ler na RTP.

 

«Rui Moreira afirma que a autarquia decidiu avançar com a realização sem o apoio da APEL depois de esta ter colocado as negociações em causa "18 dias depois de o acordo ter sido firmado". A feira vai então realizar-se entre 5 e 21 de setembro, nos jardins do Palácio de Cristal.» Ler no Correio da Manhã.

 

«A Associação Portuguesa de Editores e Livreiros disse esta terça-feira ter-se disponibilizado junto da Câmara do Porto para organizar a Feira do Livro em 2014 "por sua conta e risco", com a contrapartida de apoio em 2015.

 

Num comunicado em que lamenta a decisão da autarquia liderada por Rui Moreira de organizar a Feira do Livro este ano sem a associação, a APEL referiu ter sido "sempre sensível às dificuldades apresentadas pela Câmara Municipal do Porto".» Ler no Jornal de Notícias.

Câmara do Porto vai organizar Feira do Livro

05.03.14

 

«A Câmara do Porto decidiu colocar um ponto final num dossiê que parecia irresolúvel, assumindo a organização da Feira do Livro da cidade. O certame, que habitualmente se realiza no mês de maio, vai ter lugar nos jardins do Palácio de Cristal, entre os dias 5 e 21 de setembro, e contará com o apoio da Biblioteca Almeida Garrett, ali instalada.» Ler no Jornal de Notícias e na RTP.

 

«O município liderado pelo independente Rui Moreira ficará com a "organização total" da Feira, refere o comunicado, salientando que "em mais de 80 anos", esta será "a primeira vez" que tal acontece.  O mesmo documento explica ainda que a decisão foi tomada "depois de terem sido ponderados vários cenários e de ter sido afastada a hipótese de se regressar ao modelo em vigor até 2012". O projecto que será posto em prática este ano será o "adoptado no futuro", refere o comunicado.» Ler no Público.

 

«Também pela primeira vez, o evento, que habitualmente se realiza em maio, estará aberto à participação de livrarias, alfarrabistas, editores e associações e cooperativas do setor.» Ler no Diário Digital, aqui e aqui.

 

«A programação cultural da feira será da responsabilidade do pelouro da Cultura da autarquia e a empresa municipal Porto Lazer encarregar-se-á da logística e animação do certame.

 

A escolha da nova data, segundo o comunicado, teve como objetivo fazer coincidir a Feira do Livro do Porto com o início do ano letivo.» Ler no Diário de Notícias e naRenascença.

 

«Até 2012, a Feira do Livro era organizada pela APEL que mantinha um diferendo com a Câmara Municipal devido à partilha dos custos do evento.» Ler no iOnline.

Assembleia Municipal do Porto unida no apelo à Câmara para que reaprecie Feira do Livro

30.04.13

 

«A Assembleia Municipal do Porto aprovou, na noite de segunda-feira, por unanimidade, uma recomendação defendendo que a Câmara reaprecie o dossiê Feira do Livro 2013, "com vista a viabilizar" a realização deste evento cultural.» Ler no Diário Digital.

 

«Os vereadores do PS e da CDU na Câmara do Porto defenderam hoje um entendimento entre a autarquia e a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL) para a realização da edição de 2013 da Feira do Livro.» Ler no Diário Digital.

Edição de 2013 da Feira do Livro do Porto suspensa

19.04.13

 

«Associação Portuguesa de Editores e Livreiros explicou à Câmara do Porto não ter verba suficiente para realizar a feira.» Ler no Público.

 

«A Associação Portuguesa de Editores e Livreiros suspendeu a edição 2013 da Feira do Livro, alegando falta de meios financeiros. A câmara do Porto anunciou um evento alternativo, para julho.» Ler no Jornal de Notícias.

 

«A Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL) suspendeu a edição de 2013 da Feira do Livro no Porto por "falta de condições financeiras", informa hoje [ontem] a câmara, que "lamenta" tal decisão e garante organizar uma alternativa.» Ler no iOnline, no Diário Digital, no Diário de Notícias, no Correio da Manhã e no Sol.

 

«APEL e câmara não chegaram a acordo. Autarquia recusou este ano o apoio de 75 mil euros.» Ler no Correio da Manhã.

 

«O grupo Porto Editora lamentou hoje [ontem] a suspensão este ano da Feira do Livro no Porto, considerando-a uma "péssima notícia" que a cidade e a região "não mereciam receber".» Ler no Diário Digital, no Jornal de Notícias e no Sol.

 

«A Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL) criticou hoje [ontem] o entendimento "errado" da Câmara do Porto sobre a Feira do Livro na cidade, suspensa este ano por falta de financiamento, mas espera que o certame volte em 2014.» Ler no Diário Digital, no Diário de Notícias e no Sol.

 

«O presidente da Associação Portuguesa de Escritores (APE), José Manuel Mendes, lamentou hoje [ontem] a notícia da suspensão da Feira do Livro do Porto e disse que a ausência do evento "não faz o menor sentido".» Ler no Diário Digital e no Jornal de Notícias.